A A A A A
Bible Book List
Prev Day Next Day

This plan was paused on

Unpause and Continue Reading

Today's audio is from the NLT. Switch to the NLT to read along with the audio.

1 Chronicles 26:12-27:34; Romans 4:13-5:5; Psalm 14; Proverbs 19:17 (Nova Versão Internacional)

1 Crônicas 26:12-27:34

12 Essas foram as divisões dos porteiros, feitas pelos chefes deles; eles cumpriam tarefas no serviço do templo do Senhor, assim como seus parentes. 13 Lançaram sortes entre as famílias, incluindo jovens e velhos, para que cuidassem de cada porta.

14 A porta leste coube a Selemias[a]. Então lançaram sortes para seu filho Zacarias, sábio conselheiro, e a porta norte foi sorteada para ele. 15 A sorte da porta sul saiu para Obede-Edom, e a do depósito, para seus filhos. 16 A sorte da porta oeste e da porta Salequete, na rua de cima, saiu para Supim e Hosa. Os guardas ficavam um ao lado do outro. 17 Havia seis levitas por dia no leste, quatro no norte, quatro no sul e dois de cada vez no depósito. 18 Quanto ao pátio a oeste, havia quatro na rua e dois no próprio pátio.

19 Foram essas as divisões dos porteiros, descendentes de Coré e Merari.

Os Tesoureiros e Outros Oficiais

20 Outros dos seus irmãos levitas estavam encarregados[b] dos depósitos dos tesouros do templo de Deus e do depósito das dádivas sagradas.

21 Os gersonitas, descendentes de Ladã, que eram chefes de famílias pertencentes a Ladã, foram Jeieli 22 e seus filhos Zetã e Joel, seu irmão. Estavam encarregados da tesouraria do templo do Senhor.

23 Dos filhos de Anrão, de Isar, de Hebrom e de Uziel:

24 Sebuel, um descendente de Gérson, filho de Moisés, era o oficial encarregado dos depósitos dos tesouros. 25 Seus parentes por parte de Eliézer foram seu filho Reabias, que foi o pai de Jesaías, o avô de Jorão, o bisavô de Zicri, o trisavô de Selomote. 26 Selomote e seus parentes estavam encarregados de todos os tesouros consagrados pelo rei Davi, pelos chefes de famílias que eram os comandantes de mil e de cem, e pelos outros líderes do exército. 27 Eles consagravam parte dos despojos tomados em combate para a manutenção do templo do Senhor. 28 E todas as dádivas consagradas pelo vidente Samuel, por Saul, filho de Quis, por Abner, filho de Ner, por Joabe, filho de Zeruia, e todas as demais dádivas sagradas estavam sob os cuidados de Selomote e seus parentes.

29 Dos filhos de Isar, Quenanias e seus filhos ficaram responsáveis pelos negócios públicos de Israel, atuando como oficiais e juízes.

30 Dos filhos de Hebrom, Hasabias e seus parentes ficaram responsáveis por todo o trabalho do Senhor e pelo serviço do rei em Israel, a oeste do Jordão; ao todo eram mil e setecentos homens capazes. 31 De acordo com os registros genealógicos das famílias hebronitas, Jerias foi o chefe delas. No ano quarenta do reinado de Davi fez-se uma busca nos registros, e entre os descendentes de Hebrom encontraram-se homens capazes em Jazar de Gileade. 32 Jerias tinha dois mil e setecentos parentes, homens capazes e chefes de famílias, que o rei Davi encarregou de todas as questões pertinentes a Deus e aos negócios do rei nas tribos de Rúben e de Gade, e na metade da tribo de Manassés.

As Divisões do Exército

27 Esta é a lista dos israelitas, chefes de famílias, comandantes de mil e comandantes de cem, oficiais que serviam o rei na supervisão das divisões do exército que estavam de serviço mês a mês, durante o ano. Cada divisão era constituída por 24.000 homens.

Encarregado da primeira divisão de 24.000 homens, para o primeiro mês, estava Jasobeão, filho de Zabdiel. Ele era descendente de Perez e chefe de todos os oficiais do exército para o primeiro mês.

Encarregado da divisão para o segundo mês estava Dodai, descendente de Aoí; Miclote era o líder da sua divisão, que contava 24.000 homens.

O terceiro comandante do exército, para o terceiro mês, foi Benaia, filho do sacerdote Joiada. Ele era chefe da sua divisão de 24.000 homens. Esse Benaia foi guerreiro, chefe do batalhão dos Trinta. Seu filho Amizabade estava encarregado da sua divisão.

O quarto, para o quarto mês, foi Asael, irmão de Joabe; seu filho Zebadias foi o seu sucessor. Havia 24.000 homens em sua divisão.

O quinto, para o quinto mês, foi o comandante Samute, o izraíta. Havia 24.000 homens em sua divisão.

O sexto, para o sexto mês, foi Ira, filho de Iques, de Tecoa. Havia 24.000 homens em sua divisão.

10 O sétimo, para o sétimo mês, foi Helez, de Pelom, descendente de Efraim. Havia 24.000 homens em sua divisão.

11 O oitavo, para o oitavo mês, foi Sibecai, de Husate, da família de Zerá. Havia 24.000 homens em sua divisão.

12 O nono, para o nono mês, foi Abiezer, de Anatote, da tribo de Benjamim. Havia 24.000 homens em sua divisão.

13 O décimo, para o décimo mês, foi Maarai, de Netofate, da família de Zerá. Havia 24.000 homens em sua divisão.

14 O décimo primeiro, para o décimo primeiro mês, foi Benaia, de Piratom, descendente de Efraim. Havia 24.000 homens em sua divisão.

15 O décimo segundo, para o décimo segundo mês, foi Heldai, de Netofate, da família de Otoniel. Havia 24.000 homens em sua divisão.

Os Líderes das Tribos

16 Estes foram os líderes das tribos de Israel:

de Rúben: Eliézer, filho de Zicri;

de Simeão: Sefatias, filho de Maaca;

17 de Levi: Hasabias, filho de Quemuel;

de Arão: Zadoque;

18 de Judá: Eliú, irmão de Davi;

de Issacar: Onri, filho de Micael;

19 de Zebulom: Ismaías, filho de Obadias;

de Naftali: Jeremote, filho de Azriel;

20 dos descendentes de Efraim: Oséias, filho de Azazias;

da metade da tribo de Manassés: Joel, filho de Pedaías;

21 da outra metade da tribo de Manassés, em Gileade: Ido, filho de Zacarias;

de Benjamim: Jaasiel, filho de Abner;

22 de Dã: Azareel, filho de Jeroão.

Foram esses os líderes das tribos de Israel.

23 Davi não contou os homens com menos de vinte anos, pois o Senhor havia prometido tornar Israel tão numeroso quanto as estrelas do céu. 24 Joabe, filho de Zeruia, começou a contar os homens, mas não pôde terminar. A ira divina caiu sobre Israel por causa desse recenseamento, e o resultado não entrou nos registros históricos do rei Davi.

Os Superintendentes do Rei

25 Azmavete, filho de Adiel, estava encarregado dos tesouros do palácio.

Jônatas, filho de Uzias, estava encarregado dos depósitos do rei nos distritos distantes, nas cidades, nos povoados e nas torres de sentinela.

26 Ezri, filho de Quelube, estava encarregado dos trabalhadores rurais, que cultivavam a terra.

27 Simei, de Ramá, estava encarregado das vinhas.

Zabdi, de Sifá, estava encarregado do vinho que era armazenado em tonéis.

28 Baal-Hanã, de Gederá, estava encarregado das oliveiras e das figueiras bravas, na Sefelá[c].

Joás estava encarregado do fornecimento de azeite.

29 Sitrai, de Sarom, estava encarregado dos rebanhos que pastavam em Sarom.

Safate, filho de Adlai, estava encarregado dos rebanhos nos vales.

30 O ismaelita Obil estava encarregado dos camelos.

Jedias, de Meronote, estava encarregado dos jumentos.

31 O hagareno Jaziz estava encarregado das ovelhas.

Todos esses eram encarregados de cuidar dos bens do rei Davi.

32 Jônatas, tio de Davi, era conselheiro; homem sábio e também escriba. Jeiel, filho de Hacmoni, cuidava dos filhos do rei.

33 Aitofel era conselheiro do rei.

Husai, o arquita, era amigo do rei. 34 Aitofel foi sucedido por Joiada, filho de Benaia, e por Abiatar.

Joabe era o comandante do exército real.

Footnotes:

  1. 26.14 Variante de Meselemias.
  2. 26.20 Conforme a Septuaginta. O Texto Massorético diz Quanto aos levitas, Aías estava encarregado.
  3. 27.28 Pequena faixa de terra de relevo variável entre a planície costeira e as montanhas.
Read More
Romanos 4:13-5:5

13 Não foi mediante a Lei que Abraão e a sua descendência receberam a promessa de que ele seria herdeiro do mundo, mas mediante a justiça que vem da fé. 14 Pois se os que vivem pela Lei são herdeiros, a fé não tem valor, e a promessa é inútil; 15 porque a Lei produz a ira. E onde não há Lei, não há transgressão.

16 Portanto, a promessa vem pela fé, para que seja de acordo com a graça e seja assim garantida a toda a descendência de Abraão; não apenas aos que estão sob o regime da Lei, mas também aos que têm a fé que Abraão teve. Ele é o pai de todos nós. 17 Como está escrito: “Eu o constituí pai de muitas nações”[a]. Ele é nosso pai aos olhos de Deus, em quem creu, o Deus que dá vida aos mortos e chama à existência coisas que não existem, como se existissem.

18 Abraão, contra toda esperança, em esperança creu, tornando-se assim pai de muitas nações, como foi dito a seu respeito: “Assim será a sua descendência”[b]. 19 Sem se enfraquecer na fé, reconheceu que o seu corpo já estava sem vitalidade, pois já contava cerca de cem anos de idade, e que também o ventre de Sara já estava sem vigor. 20 Mesmo assim não duvidou nem foi incrédulo em relação à promessa de Deus, mas foi fortalecido em sua fé e deu glória a Deus, 21 estando plenamente convencido de que ele era poderoso para cumprir o que havia prometido. 22 Em conseqüência, “isso lhe foi creditado como justiça”[c]. 23 As palavras “lhe foi creditado” não foram escritas apenas para ele, 24 mas também para nós, a quem Deus creditará justiça, a nós, que cremos naquele que ressuscitou dos mortos a Jesus, nosso Senhor. 25 Ele foi entregue à morte por nossos pecados e ressuscitado para nossa justificação.

Paz e Alegria

Tendo sido, pois, justificados pela fé, temos[d] paz com Deus, por nosso Senhor Jesus Cristo, por meio de quem obtivemos acesso pela fé a esta graça na qual agora estamos firmes; e nos gloriamos[e] na esperança da glória de Deus. Não só isso, mas também nos gloriamos nas tribulações, porque sabemos que a tribulação produz perseverança; a perseverança, um caráter aprovado; e o caráter aprovado, esperança. E a esperança não nos decepciona, porque Deus derramou seu amor em nossos corações, por meio do Espírito Santo que ele nos concedeu.

Footnotes:

  1. 4.17 Gn 17.5
  2. 4.18 Gn 15.5
  3. 4.22 Gn 15.6
  4. 5.1 Ou tenhamos
  5. 5.2 Ou gloriemo-nos; também no versículo 3.
Read More
Salmos 14

Salmo 14

Para o mestre de música. Davídico.

Diz o tolo em seu coração: “Deus não existe”.
Corromperam-se e cometeram atos detestáveis;
não há ninguém que faça o bem.

O Senhor olha dos céus
    para os filhos dos homens,
para ver se há alguém que tenha entendimento,
    alguém que busque a Deus.
Todos se desviaram,
    igualmente se corromperam;
não há ninguém que faça o bem,
    não há nem um sequer.

Será que nenhum dos malfeitores aprende?
Eles devoram o meu povo
    como quem come pão,
e não clamam pelo Senhor!
Olhem! Estão tomados de pavor!
Pois Deus está presente no meio dos justos.
Vocês, malfeitores,
    frustram os planos dos pobres,
mas o refúgio deles é o Senhor.

Ah, se de Sião viesse a salvação para Israel!
Quando o Senhor restaurar o seu[a] povo,
    Jacó exultará! Israel se regozijará!

Footnotes:

  1. 14.7 Ou trouxer de volta os cativos do seu
Read More
Provérbios 19:17

17 Quem trata bem os pobres
    empresta ao Senhor,
e ele o recompensará.

Read More
Nova Versão Internacional (NVI-PT)

Biblia Sagrada, Nova Versão Internacional®, NVI® Copyright © 1993, 2000 by Biblica, Inc.® Used by permission. All rights reserved worldwide.

Subscribe
Mark as complete
Mark as incomplete
Unpause and Continue Reading