A A A A A
Bible Book List

Levítico 8-10 O Livro (OL)

A ordenação de Aarão e dos seus filhos

(Êx 29.1-37)

O Senhor disse a Moisés: “Agora traz Aarão e os seus filhos para a entrada da tenda do encontro, e que venham com as vestes sacerdotais, mais o óleo de unção, e ainda um novilho para oferecer pelo pecado, dois carneiros e o cesto de pães sem fermento. Convoca todo o povo de Israel para uma assembleia à entrada da tenda do encontro.”

Moisés fez o que o Senhor lhe tinha ordenado e convocou todo o povo ali e disse-lhes: “O que agora vou fazer foi ordenado pelo Senhor.” Então dirigiu-se a Aarão e seus filhos, lavou-os com água, vestiu Aarão com a túnica especial, pôs-lhe a faixa, o manto, o colete do éfode e o cinto belamente tecido. De seguida, pôs-lhe o peitoral e depositou o urim e o tumim[a] na sua bolsa. Colocou-lhe na cabeça o turbante, tendo na parte frontal a placa sagrada em ouro, isto é, a coroa santa, tal como o Senhor tinha ordenado.

10 Então Moisés pegou no azeite da unção, aspergiu-o sobre o próprio tabernáculo e sobre tudo o que ele continha, para tudo santificar. 11 Aspergiu também o altar sete vezes, assim como os seus utensílios e também a bacia e o pedestal, para os santificar. 12 Depois derramou o azeite da unção sobre a cabeça de Aarão, santificando-o assim de forma a poder executar o serviço a que se destinava. 13 Em seguida, vestiu as túnicas aos filhos de Aarão, e ainda os cintos e os gorros, tal como o Senhor lhe tinha ordenado.

14 Seguidamente, pegou no novilho da oferta pelo pecado, e Aarão e os seus filhos puseram-lhe as mãos em cima da cabeça, 15 enquanto Moisés o matava. Salpicou com o seu dedo um pouco do sangue do animal sobre os quatro chifres do altar e sobre o próprio altar, para o santificar, e derramou o resto do sangue na base do altar. Foi assim que santificou o altar fazendo resgate por ele. 16 Tomou toda a gordura que cobria as entranhas, toda a massa gordurosa que cobre o fígado, os dois rins com a sua gordura e queimou tudo no altar. 17 A carcaça do novilho, com a pele e o esterco, foi queimada fora do acampamento, tal como o Senhor ordenara a Moisés.

18 Depois apresentou ao Senhor um dos carneiros como holocausto. Aarão e os filhos puseram-lhe as mãos na cabeça; 19 Moisés matou-o, aspergindo o sangue sobre todo o altar. 20 Depois esquartejou-o e queimou os pedaços, assim como a cabeça e a gordura. 21 Em seguida, lavou com água as partes internas e as patas, e queimou-o no altar, de forma que todo o carneiro foi consumido perante o Senhor; um holocausto ao Senhor, que lhe é muito agradável; oferta queimada, conforme as indicações do Senhor a Moisés.

22 Moisés apresentou o outro carneiro, o carneiro da consagração. Aarão e os seus filhos puseram as mãos na cabeça do animal, 23 Moisés matou-o e pôs um pouco do sangue na ponta da orelha direita de Aarão, assim como no seu polegar direito e ainda no dedo grande do seu pé direito. 24 Depois fez o mesmo em relação aos filhos, pondo do sangue sobre a ponta das orelhas e sobre os polegares das mãos e dos pés direitos. O resto do sangue aspergiu-o sobre todo o altar.

25 De seguida, tomou a gordura, a cauda, a gordura das partes intestinais, a vesícula, os dois rins com a respetiva gordura e a espádua direita; 26 pôs sobre isto um bolo sem fermento, um bolo untado com azeite e uma bolacha, tirados do cesto que fora colocado perante o Senhor. 27 Tudo foi posto nas mãos de Aarão e dos seus filhos para ser apresentado ao Senhor, com um gesto de apresentação cerimonial, na frente do altar. 28 Moisés tomou depois isso das suas mãos e queimou-o sobre o altar; é um holocausto ao Senhor, que lhe é muito agradável; oferta queimada ao Senhor. 29 Então Moisés pegou no peito e apresentou ao Senhor, movendo-o diante do altar, com um gesto de apresentação cerimonial. Esta foi a porção pertencente a Moisés, do carneiro da consagração, conforme o Senhor o tinha instruído.

30 Em seguida, tomou algum do azeite, e parte do sangue que fora aspergido sobre o altar, e salpicou Aarão e as suas roupas, fazendo o mesmo com os filhos, consagrando dessa forma Aarão, seus filhos e as respetivas roupas.

31 Disse Moisés a Aarão e seus filhos: “Cozam a carne na entrada da tenda do encontro; comam-na com o pão que está no cesto da consagração, tal como vos instruí que fizessem. 32 Tudo o que restar da carne e do pão deverá ser queimado.”

33 E disse-lhes que não deixassem a entrada da tenda do encontro durante sete dias, após os quais a sua consagração ficaria completa. Esta deverá durar pois sete dias.

34 Moisés afirmou novamente que o que fizera nesse dia tinha sido ordenado pelo Senhor, a fim de fazer resgate por eles. 35 E mais uma vez avisou Aarão e seus filhos que deveriam ficar à porta da tenda do encontro dia e noite pelo espaço de sete dias. “Se saírem daí”, disse-lhes, “morrerão; foi o que o Senhor disse.”

36 E Aarão e os seus filhos fizeram tudo o que o Senhor ordenara a Moisés.

Os sacerdotes começam o seu ministério

No oitavo dia Moisés chamou Aarão, os seus filhos, mais os anciãos de Israel, e disse a Aarão que trouxesse um bezerro para a oferta de expiação do pecado e um carneiro sem defeito físico como oferta de holocausto e os oferecesse perante o Senhor.

“Diz ao povo de Israel”, mandou-lhe Moisés, “que tragam um bode para expiação do pecado; além deste, um bezerro e um cordeiro, ambos de um ano, sem defeito, para o seu holocausto. Devem ainda trazer ao Senhor um sacrifício de oferta de paz: um boi e um carneiro, e uma oferta de cereais: farinha amassada com azeite. Porque hoje o Senhor vos aparecerá.”

Assim trouxeram tudo isso até à entrada da tenda do encontro, conforme Moisés dissera, e o povo veio e ficou de pé na presença do Senhor. Moisés disse-lhes: “Quando tiverem cumprido as instruções do Senhor, a sua glória vos aparecerá.”

Moisés mandou Aarão chegar-se ao altar e oferecer a oferta de expiação do pecado e o holocausto, fazendo assim expiação por si mesmo, primeiramente, e depois pelo povo, tal como o Senhor ordenara.

Assim, Aarão foi até ao altar e matou o bezerro como sacrifício pelo seu próprio pecado; os seus filhos trouxeram-lhe o sangue e, molhando o dedo nele, salpicou sobre os chifres do altar e o resto derramou na base do altar. 10 Em seguida, queimou sobre o altar a gordura, os rins e a vesícula desse sacrifício pelo pecado, tal como o Senhor indicara a Moisés, 11 porém a carne e a pele queimou num sítio fora do acampamento.

12 Seguidamente, matou o animal de oferta de holocausto, os filhos trouxeram-lhe o sangue e ele aspergiu-o sobre todo o altar; 13 trouxeram-lhe igualmente as partes em que o animal foi partido, incluindo a cabeça, e queimou tudo sobre o altar. 14 Lavou as partes intestinais e as patas, oferecendo-as também sobre o altar como holocausto.

15 Depois sacrificou a oferta do povo. Degolou o bode e ofereceu-o da mesma maneira que tinha feito para a oferta por si próprio.

16 Assim sacrificou os seus holocaustos, de acordo com as instruções dadas por Deus. 17 Depois apresentou a oferta de cereais, tomando dela uma mão-cheia e queimando-a sobre o altar, além da oferta regular da manhã.

18 Então degolou o boi e o carneiro, a oferta de paz da parte do povo; os filhos de Aarão trouxeram-lhe o sangue e ele aspergiu-o sobre todo o altar. 19 Entregaram-lhe também a gordura dos dois animais, assim como a cauda e a gordura que cobre as entranhas, mais os rins e a vesícula. 20 A gordura foi colocada sobre o peito dos animais e Aarão queimou-a sobre o altar; 21 mas o peito e a espádua direita ofereceu-os, com um movimento balanceado, um gesto de apresentação cerimonial perante o Senhor, tal como Moisés o instruíra.

22 Por fim, com as mãos levantadas na direção do povo, Aarão abençoou-o e desceu do altar.

23 Moisés e Aarão entraram na tenda do encontro; quando tornaram a sair abençoaram de novo o povo. E a glória do Senhor apareceu a toda a assembleia, 24 tendo vindo fogo de diante do Senhor que consumiu o holocausto e a gordura sobre o altar. Quando o povo viu isto todos clamaram de alegria e se inclinaram até à terra.

A morte de Nadabe e Abiú

10 Nadabe e Abiú, filhos de Aarão, tomaram cada um o seu incensário, puseram-lhe fogo e incenso sobre ele, trazendo fogo estranho perante o Senhor, contrariamente àquilo que o ele expressamente ordenara. Então saiu fogo da presença do Senhor que os consumiu.

Moisés disse a Aarão: “Foi isto mesmo que o Senhor disse:

‘Darei prova da minha santidade,
através daqueles que se aproximam de mim,
e serei glorificado assim perante todo o povo.’ ”

Porém, Aarão guardou silêncio.

Moisés chamou então Misael e Elzafã, primos de Aarão, filhos de Uziel, e disse-lhes: “Vão buscar os corpos que estão diante do santuário e levem-nos para fora do acampamento.” E assim fizeram e levaram-nos, mesmo nas túnicas com que estavam, tal como Moisés lhes dissera.

Então Moisés disse a Aarão e aos seus filhos Eleazar e Itamar: “Não descubram as vossas cabeças, em sinal de contrição, nem rasguem as vossas roupas, para que não venham a morrer também, e a ira do Senhor não venha a este povo de Israel. No entanto, o resto do povo pode lamentar todo este terrível fogo que o Senhor mandou. Vocês, contudo, não devem afastar-se da tenda do encontro, sob pena de morrer, pois o azeite da unção do Senhor está sobre vós.” Eles assim fizeram como Moisés lhes disse.

O Senhor disse mais o seguinte a Aarão: “Não bebam nunca vinho nem bebida forte quando entrarem na tenda do encontro, se não morrerão. Esta regra aplicar-se-á a vocês e a todos os vossos descendentes, em todas as gerações vindouras. 10 O vosso dever é ensinar o povo, mostrar-lhe qual a diferença entre o santo e o profano, o puro e o impuro; 11 ensinar-lhe todas as leis que o Senhor tem dado por intermédio de Moisés.”

12 Moisés disse a Aarão e aos filhos que lhe ficaram, Eleazar e Itamar: “Tomem a oferta de cereais, o que ficou depois de ter oferecido ao Senhor aquela mão-cheia que foi queimada sobre o altar, certifiquem-se que não há nela fermento e comam-na junto do altar, num lugar sagrado; trata-se de uma oferta santíssima. 13 Por isso, devem comê-la num lugar santo. É uma porção que vos pertence a ti e a teus filhos, essa parte das ofertas ao Senhor feitas com fogo. Assim me foi ordenado. 14 Mas o peito e a coxa, que foram oferecidas ao Senhor com um movimento balanceado, um gesto de apresentação cerimonial, na sua presença, podem comer num lugar limpo cerimonialmente. É um alimento que vos é destinado; a ti, aos teus filhos e filhas. É a porção que vos pertence dos sacrifícios de paz que faz o povo de Israel. 15 O povo deverá trazer a coxa, que foi posta de parte, mais o peito que foi oferecido quando a gordura se queimava, e deverão apresentá-los ao Senhor com um gesto de apresentação cerimonial. Depois então vos pertencerão, a ti e à tua família, tal como o Senhor tem ordenado.”

16 Moisés procurou por toda a parte o bode da oferta pelo pecado e descobriu que tinha sido queimado. Por isso, ficou muito zangado com Eleazar e com Itamar, os filhos que restaram a Aarão. 17 “Porque não comeram vocês a oferta pelo pecado no santuário, visto que é coisa santíssima? Deus vo-la deu para que levassem a iniquidade e a culpa do povo, para fazer expiação por eles perante o Senhor!”, disse-lhes. 18 “Visto que o sangue não foi levado para dentro do santuário, deveriam tê-la comido ali tal como vos mandei.”

19 Aarão intercedeu junto de Moisés: “Eles ofereceram a sua oferta de expiação do pecado e o seu holocausto perante o Senhor”, disse. “Poderia eu comer a expiação pelo pecado num dia como este? Teria isso agradado ao Senhor?”

20 Moisés, ouvindo isto, ficou de acordo.

Footnotes:

  1. 8.8 Urim e tumim eram objectos utilizados para se conhecer a vontade de Deus, por tiragem à sorte. Cf. Êx 28.30; Nm 27.21; 1 Sm 14.41; 28.6; Esd 2.63; Ne 7.65.
O Livro (OL)

O Livro Copyright © 2000 by Biblica, Inc.® Used by permission. All rights reserved worldwide.

  Back

1 of 1

You'll get this book and many others when you join Bible Gateway Plus. Learn more

Viewing of
Cross references
Footnotes