A A A A A
Bible Book List

Isaías 54-58O Livro (OL)

A glória futuro de Sião

54 Alegra-te ó mulher que não tiveste filhos. Expande a tua alegria com cânticos, ó Jerusalém, porque a que foi abandonada tem mais filhos do que a que ficou com marido! 2/3 Amplia a tua habitação; acrescenta o espaço da tua tenda; não hesites. Alonga as cordas; firma bem as estacas. Porque em breve transbordarás por todos os lados! Os teus descendentes possuirão as cidades abandonadas durante o exílio, e mandarão nas nações que tomaram as suas terras.

4/5 Não tenhas receio; nunca mais viverás humilhada. O opróbrio da tua mocidade e o acabrunhamento da tua viuvez são coisas que nunca mais serão lembradas, porque o teu Criador será o teu marido. Senhor dos exércitos do céu é o seu nome; é o teu redentor, o santo de Israel, o Deus de toda a Terra. O Senhor chamou-te no meio do teu abatimento, pois eras como uma jovem mulher abandonada pelo seu marido. “Por um curto espaço de tempo abandonei-te. Mas com imensa compaixão te recolherei”. Durante um momento de cólera, virei-vos a cara por algum tempo; mas depois, com amor eterno terei piedade de vocês — diz o Senhor, o vosso redentor. Tal como no tempo de Noé, em que jurei nunca mais permitir que águas dum dilúvio cobrissem a Terra e destruíssem a vida, assim também agora juro que nunca mais derramarei a minha ira sobre vocês tal como fiz durante este exílio. 10 Ainda que as montanhas tremam e as colinas desapareçam, o meu amor infalível nunca vos abandonará. A promessa de paz que vos faço nunca será alterada — diz o Senhor, que tem piedade de vocês.

11/12 Ó meu povo afligido e oprimido, batido pelas tempestades, tornarei a edificar-vos sobre alicerces de safiras; e as vossas casas serão feitas de pedras preciosas. Farei as tuas torres de ágatas resplendentes, e os vossos muros, assim como as portas, de jóias cintilantes. 13/15 Todos os teus filhos serão ensinados por mim, e será grande a sua paz. Hão-de viver sob um governo justo e honesto. Os vossos inimigos, e tudo o que seja opressão, estará bem longe! Viverás em paz, e nunca terror algum se aproximará de vocês. Se alguma nação vier fazer-vos guerra, não terá sido enviada por mim para vos castigar, com toda a certeza. E será derrotada, pois que estou convosco. 16 Fui eu quem criou o ferreiro que sopra o carvão para aquecer a forja e fabricar as armas de destruição. Eu criei os exércitos devastadores. 17 Mas nesse dia, que há-de vir, arma alguma voltada contra ti terá sucesso; e ser-te-á feita justiça sempre que quiserem condenar-te na base da mentira. Esta é a herança, é o ganho dos servos do Senhor. Esta é a bênção que vos dei, diz o Senhor.

Convite à salvação de graça

55 Ouçam! Alquém tem sede? Venha e beba mesmo que não tenha dinheiro! Venha, escolha o que quiser de vinho e leite — é tudo de graça! Porque é que gastam o dinheiro naquilo que não vos alimenta? Porque razão hão-de aplicar o produto do vosso trabalho em coisas que não vos servem de nada? Ouçam-me bem, e dir-vos-ei onde podem obter o melhor alimento que fortalecerá a vossa alma!

Venham, com os ouvidos bem abertos. Escutem, porque a vossa vida está em jogo. Estou pronto a fazer convosco uma aliança eterna, a dar-vos as infalíveis beneficências e todo o amor que tive também para com o rei David. 4/5 Ele teve a prova do meu poder quando conquistou nações estrangeiras. Vocês igualmente controlarão nações, as quais virão apressadamente para vos obedecer, não por causa do vosso próprio poder ou virtude, mas porque eu, o Senhor vosso Deus, vos glorifiquei.

Busquem o Senhor enquanto é possível encontrá-lo. Invoquem-no enquanto está perto. Deixem os perversos a sua má conduta; que expulsem a maldade da sua mente, e que se voltem para o Senhor, que terá misericórdia deles; que se voltem para o nosso Deus, que terá para eles abundantes reservas de perdão! Os meus pensamentos não são os mesmos que os vossos! Estes meus planos não são de maneira nenhuma aqueles que vocês mesmos elaborariam! Porque assim como os céus estão muito acima da Terra, assim também os meus caminhos são muito superiores aos vossos, e os meus pensamentos muito acima dos vossos.

10/11 Tal como a chuva e a neve descem do céu sobre a terra para a regar, tornar produtiva a vegetação, dar vida à natureza, para que as sementes se reproduzam e haja pão para quem tem fome, assim é a minha palavra. Ela sai da minha boca e dá sempre fruto. Realizará sempre o que pretendo, e prosperará por toda a parte para onde a mande. 12/13 Com alegria sairão, e em paz serão guiados. As montanhas e as colinas, as árvores dos campos, todo o mundo à vossa volta se alegrará e estará em festa. Onde antes havia espinhos crescerão faias; em lugar de sarças ver-se-ão murtas a desenvolver-se por toda a parte. Este milagre tornará muito grande o nome do Senhor e será um sinal para sempre.

Outros são chamados à salvação

56 Sejam justos para toda a gente, diz o Senhor Deus. Façam o que for recto e bom, porque chegarei brevemente para vos salvar. Abençoado é todo aquele que não trabalhar ao sábado, mas antes o respeita. Abençoada é a pessoa que sabe guardar-se de praticar o mal.

A minha bênção se dirige igualmente aos gentios que aceitarem o Senhor. E que não pensem estes que farei deles uma espécie de cidadãos de segunda classe! Da mesma forma, esta promessa diz respeito também aos eunucos. Eles podem ser meus, tanto quanto qualquer outro. E tenho a dizer o seguinte aos eunucos que guardam os meus sábados, que preferem as coisas que me agradam, que aceitam a minha aliança: Dar-lhes-ei, na minha casa, dentro das minhas muralhas, um nome, uma honra muito superior à que teriam se gerassem filhos e filhas; visto que será uma honra que não passará, que não desaparecerá.

6/7 Portanto, aos não-judeus que se juntarem ao povo do Senhor, que o servirem, amarem o seu nome, não desacreditarem os sábados e aceitarem a sua aliança e as suas promessas, os trarei para o meu monte de Jerusalém, e os encherei de alegria no interior da minha casa de oração. Aceitarei os seus sacrifícios e ofertas, porque o meu templo será chamado casa de oração para todo o povo! Porque o Senhor Deus que traz de volta os que foram expulsos para fora de Israel, também trará outros juntamente com o seu povo.

A acusação contra os chefes do povo

Aproximem-se, animais selvagens, venham despedaçar; que as feras das montanhas venham devorar o meu povo. 10 Porque os chefes do meu povo — os vigias do Senhor, os pastores — estão cegos a todo o perigo, estão como que imbecilizados e nem sequer reagem, avisando quando o perigo se aproxima. Gostam de se deitar, amam a sonolência, deleitam-se em sonhar. 11 São gulosos como cães, nunca se satisfazem; são pastores estúpidos, só compreendem bem aquilo que representa os seus interesses pessoais e imediatos, procurando obter e ganhar tanto quanto possível, cada uma para si e seja de que forma for.

12 “Venham”, dizem eles. “Vamos buscar vinho e fazer uma festa; vamo-nos todos embriagar. Isto assim é que é viver. Faremos isto hoje, amanhã, depois; e quantos mais dias melhor será.”

57 1/2 As pessoas justas perecem. Os que seguem Deus morrem antes de serem velhas, e ninguém parece preocupar-se, ninguém pergunta porque é que acontece assim. Ninguém parece dar-se conta de que é afinal Deus que os está a livrar da calamidade. Porque, os que amam Deus, morrendo, repousarão em paz.

Mas vocês, cheguem-se cá, filhos de feiticeiras, descendentes de adúlteros e de prostitutas! De quem é que vocês se estão a divertir, afinal, fazendo caretas e deitando a língua de fora? Vocês são filhos de pecadores, são gente falsa! Adoram ídolos, com toda a devoção, debaixo de cada árvore verde, e assassinam os vossos filhos, fazendo com eles sacrifícios humanos, nos vales e ribeiros, e nas fendas dos penhascos. Os vossos deuses são as pedras lisas de ribeiros. Adoram-nos, e eles aos vossos olhos é que são — e nunca eu — a feliz bênção que vos coube em sorte! Será que isso tudo me faz feliz? 7/8 Praticaram o adultério no cimo dos montes, adorando ali os vossos ídolos, e fugindo de mim. Ou então dentro de casas, com as portas fechadas, instalam lá os vossos deuses, e é assim que adoram toda a espécie de coisas, em vez de me adorarem a mim. Isto é adultério, porque estão a dar o vosso amor a esses ídolos, em lugar de me amarem a mim. Levam incenso aromático e perfumes a Moloque como ofertas. Viajaram até bem longe — teriam sido capazes de ir até ao inferno — para encontrar mais deuses para amar. 10 Até chegaram a cansar-se nessa busca, mas não desistiram. Procuraram ganhar novas forças e continuaram no mesmo. 11 Mas afinal, porque razão tinham mais medo deles do que de mim? Como foi que aconteceu não terem pensado, um segundo sequer, em mim? Terá sido porque fui demasiado bom para convosco que não me temem?

12/13 Depois, há aquilo que consideram a vossa justiça, as vossas boas obras, e que aliás nenhuma delas vos poderá salvar. Veremos se toda essa colecção dos vossos ídolos será capaz de vos ajudar quando lhes pedirem para vos salvarem! Valem tanto, eles, que um simples pé de vento os pode levar e fazer desaparecer. Mas, pelo contrário, aquele que confia em mim possuirá a terra e receberá a posse de meu monte santo. 14 Por isso vos direi: Reconstruam o caminho! Tirem as pedras, os pedregulhos! Preparem um caminho glorioso para que o meu povo regresse do cativeiro.

Conforto para os humildes

15 O alto e sublime, que habita na eternidade, o santo, diz assim: Eu vivo num lugar excelso e santo; mas também comigo estão todos aqueles que têm um espírito contrito e humilde. Conforto os humildes e dou nova coragem aos corações arrependidos. 16 Porque não será sempre que lutarei convosco, que vos mostrarei a minha ira. Se assim acontecesse, toda a humanidade morreria, as almas que eu criei. 17 Eu mostrei a minha cólera, e castiguei esses por serem maus e egoístas; aliás continuaram a pecar, fazendo sempre o que apetecia aos seus corações maus. 18 Vi bem a conduta deles. Mas apesar disso curá-los-ei! Guiá-los-ei e dar-lhes-ei conforto, ajudando-os a prantear e a confessar os seus pecados. 19/21 Paz, paz para eles, tanto os que estão perto como os que estão longe, porque curarei todos. Os que continuam a rejeitar-me são como um mar agitado, cujas vagas nunca se acalmam; são como águas revoltas dum pântano que só lançam de si lodo e sujidade. Para eles — diz o meu Deus — não há paz!

O verdadeiro jejum

58 Clamem, com uma voz como de trompeta; denunciem claramente ao meu povo todos os seus pecados! Porque eles pretendem dar uma aparência de piedade, de religiosidade! Vêm todos os dias ao templo e quem os vê parece que estão deleitados a ouvir a leitura das minhas leis, como se quisessem sinceramente obedecer-lhes, como se não desprezassem de forma nenhuma os mandamentos do seu Deus! Julgar-se-ia até que estão ansiosos por cumprir correctamente os preceitos de adoração. Oh! Como dão a impressão de amar os serviços do templo!

“Jejuámos na tua presença”, dizem. “Porque é que não ficaste impressionado com isso? Porque não reparaste nos nossos sacrifícios? Porque não quiseste ouvir as nossas orações? Fizemos tanta penitência e não te deste conta de nada!” 4/5 É porque vocês só vivem para satisfazer os vossos apetites carnais, mesmo enquanto estão a jejuar; e porque continuam sempre na mesma a oprimir os vossos trabalhadores. Vejam bem: Para que serve jejuar se continuam a disputar entre si, a odiar-se e a guerrear-se? Essa espécie de jejuns não têm efeito nenhum comigo. Alguma vez eu quero que vocês façam esse tipo de penitências, e se inclinem até ao chão como juncos batidos pelo vento, que se vistam de sacos, que se cubram de cinzas? É a isso que vocês chamam jejum?

Não. A espécie de jejum que eu pretendo é que parem de oprimir os que trabalham para vocês e que os tratem com justiça, dando-lhes o salário a que têm direito. Quero que partilhem a vossa comida com os que têm fome e que sejam hospitaleiros para com os que vivem desprotegidos, pobres, desemparados. Que dêem roupa aos que têm frio, e que não se escondam daqueles que, sendo até vossos familiares, precisam da vossa ajuda. Se fizerem estas coisas Deus fará brilhar sobre vocês a luz da sua própria glória; dar-vos-á saúde; a vossa vida com Deus será a força do vosso progresso; a vossa justiça tornar-se-á o vosso escudo de protecção, e a glória do Senhor vos protegerá à retaguarda. E então quando chamarem, o Senhor responderá. “Sim, aqui estou”, será a sua rápida resposta. Tudo o que precisam de fazer é deixar de oprimir o fraco, abandonar a falsidade, não fazer falsas acusações, nem espalhar mentiras!

10/12 Dêem de comer ao faminto! Ajudem os necessitados e aflitos! Então a vossa luz brilhará nas trevas, e a escuridão à vossa volta será como a brilhante claridade do dia. O Senhor vos guiará continuamente e vos encherá de toda a sorte de coisas boas, dando-vos bem-estar e saúde. Serão como um viçoso jardim bem regado com frescas águas; serão como uma fonte jorrando continuamente água abundante. Os vossos filhos tornarão a construir as ruínas antigas, edificando sobre velhas fundações do passado; e serão conhecidos como o povo que reconstrói as suas muralhas e cidades.

13/14 Se guardarem o santo sábado, não se divertindo nem trabalhando nesse dia, mas antes honrando-o e tendo prazer nele como o dia santo do Senhor, honrando o Senhor em tudo o que fizerem, não seguindo os vossos próprios desejos e prazeres, nem mantendo propósitos e conversas ociosas e inúteis, então o Senhor será todo o vosso prazer. E farei com que cavalguem nas alturas, e com que obtenham a totalidade das bênçãos que prometi a Jacob, vosso pai. É o Senhor mesmo quem diz isto.

O Livro (OL)

O Livro Copyright © 2000 by Biblica, Inc.® Used by permission. All rights reserved worldwide.

  Back

1 of 1

You'll get this book and many others when you join Bible Gateway Plus. Learn more

Viewing of
Cross references
Footnotes