A A A A A
Bible Book List

Esdras 8-10 O Livro (OL)

Os chefes de família que voltaram com Esdras

São estes os nomes e as genealogias dos chefes que me acompanharam, desde Babilónia, durante o reinado do rei Artaxerxes:

descendentes de Fineias:

Gerson;

descendentes de Itamar:

Daniel;

do subclã de David, pertencente ao clã de Secanias:

Hatus;

descendentes de Parós:

Zacarias e 150 outros homens;

descendentes de Paate-Moabe:

Elioenai, filho de Zeraías, e mais 200 homens;

descendentes de Zatu:

Secanias, filho de Jaaziel, e com ele 300 homens;

descendentes de Adim:

Ebede, filho de Jónatas, e 50 homens;

descendentes de Elão:

Jesaías, filho de Atalia, e mais 70 homens;

descendentes de Sefatias:

Zebadias, filho de Micael, com ele 80 homens;

descendentes de Joabe:

Obadias, filho de Jeiel, e 218 homens;

10 descendentes de Bani:

Selomite, filho de Josifias, e mais 160 homens;

11 descendentes de Bebai:

Zacarias, filho de Bebai, e 28 homens;

12 descendentes de Azgade:

Joanã, filho de Hacatã, e mais 110 homens;

13 descendentes de Adonicão:

Elifelete, Jeiel e Semaías, mais 60 homens, que chegaram mais tarde;

14 descendentes de Bigvai:

Utai, Zacur e 70 outros homens.

O retorno a Jerusalém

15 Juntámo-nos na margem do rio Aava e ficámos ali acampados três dias, enquanto eu verificava as listas do povo e dos sacerdotes que iam chegando. Verifiquei que não havia nem um só levita que se tivesse apresentado voluntariamente. 16 Então, mandei chamar Eliezer, Ariel, Semaías, Elnatã, Jaribe, Elnatã, Natã, Zacarias e Mesulão, líderes levitas; também mandei buscar Joiaribe e Elnatã, que eram sábios. 17 Enviei-os depois a Ido, líder dos judeus em Casifia, para lhe pedir, a ele, aos seus irmãos e aos funcionários do templo, que nos mandassem sacerdotes para o templo de Deus em Jerusalém. 18 E Deus foi bom para connosco! Mandou-nos um homem notável chamado Serebias e os seus 18 filhos e irmãos; uma pessoa muito inteligente, descendente de Mali, filho de Levi e neto de Israel. 19 Deus também fez com que se apresentassem Hasabias e Jesaías, filho de Merari, com 20 dos seus familiares, filhos e irmãos. 20 Vieram também 220 funcionários do templo. Estes funcionários eram assistentes dos levitas, uma categoria instituída pelo rei David. Todos estes 220 homens foram devidamente registados pelos seus nomes.

21 Enquanto ali estávamos, à beira do rio Aava, proclamei um jejum, para nos humilharmos perante Deus; orámos para que nos desse uma boa viagem e nos protegesse, a nós, assim como aos nossos filhos e bagagens, durante a viagem. 22 Porque me envergonhei de pedir ao rei soldados, a pé e a cavalo, para nos acompanharem e nos protegerem dos inimigos durante o caminho; pois tínhamos dito que o nosso Deus protege todos quantos o adoram e a desgraça só vem aos que o abandonam. 23 Por isso, jejuámos e implorámos a Deus que cuidasse de nós, e ele assim fez.

24 Designei 12 chefes de entre os sacerdotes, Serebias, Hasabias e 10 outros sacerdotes; 25 deveriam responsabilizar-se pelo transporte da prata e do ouro, dos recipientes em ouro e dos outros objetos que o rei e o seu conselho, e os líderes do povo de Israel, tinham oferecido para o templo de Deus. 26 Pesei o dinheiro, quando lho entreguei, e contei no total 22 quilos de prata; avaliei também em 3,4 toneladas os vasos de prata e em outro tanto os de ouro. 27 Havia também 20 taças de ouro que pesavam 8 quilos; entreguei-lhes, igualmente, 2 belas taças de bronze que eram tão preciosas com as de ouro.

28 Depois disse-lhes: “Vocês estão consagrados ao Senhor; tal como vocês, também consagrei os tesouros: o equipamento, o dinheiro e as taças que foram oferecidas voluntariamente ao Senhor, o Deus dos vossos pais. 29 Assim, vigiem bem estes tesouros! Terão de os apresentar, sem a mínima perda, aos sacerdotes e aos chefes dos levitas, assim como aos anciãos de Israel em Jerusalém, onde deverão ser colocados nas salas do tesouro do templo do Senhor.” 30 Os sacerdotes e os levitas aceitaram a responsabilidade daquele transporte até ao templo de Deus em Jerusalém.

31 Levantámos o acampamento junto ao rio Aava no dia 12 do primeiro mês e partimos para Jerusalém. Deus protegeu-nos e livrou-nos dos inimigos e dos bandidos durante todo o caminho. 32 Assim, chegamos sãos e salvos a Jerusalém e permanecemos ali três dias.

33 No quarto dia, após a chegada, todo o ouro e prata e os outros valores foram pesados no templo, por Meremote, filho de Urias o sacerdote, por Eleazar, filho de Fineias, por Jozabade, filho de Jesua, e por Noadias, filho de Binuí, todos eles levitas. 34 Foi tudo contado e anotado o peso do ouro e da prata.

35 Depois disso, os que tinham regressado do cativeiro, ofereceram holocaustos ao Deus de Israel: 12 novilhos por toda a nação de Israel, 96 carneiros, 77 cordeiros e 12 bodes como oferta pelo pecado. Todos estes animais foram queimados em holocausto ao Senhor. 36 Os decretos reais foram entregues aos seus representantes e aos governadores de todas as províncias a ocidente do rio Eufrates, os quais colaboraram, eles próprios, nos trabalhos de reconstrução do templo de Deus.

A oração de Esdras devido aos casamentos mistos

A dado momento, os chefes judeus vieram dizer-me que muitos de entre o povo, e até alguns sacerdotes e levitas, tinham seguido costumes extremamente reprováveis dos povos pagãos: cananeus, hititas, perizeus, jebuseus, amonitas, moabitas, egípcios e amorreus. Homens de Israel tinham casado com raparigas desses povos pagãos e tinham levado os seus filhos a celebrar casamentos semelhantes. Dessa maneira, o povo santo de Deus estava a misturar-se com essas pessoas; os chefes políticos eram dos piores nesse tipo de transgressão.

Quando ouvi isto, rasguei a minha roupa, coloquei as mãos na cabeça, arrepelei o cabelo e a barba e caí numa cadeira em profundo desalento. Muitos dos que temiam o Deus de Israel, na sequência deste pecado do povo, vieram sentar-se ao meu lado, até à hora do sacrifício da tarde.

Por fim, levantei-me, profundamente perturbado, pus-me de joelhos perante o Senhor, levantei as mãos ao meu Deus e clamei:

“Ó meu Deus, estou extremamente confuso e envergonhado, ao levantar o meu rosto para ti; porque os nossos pecados se acumulam, bem acima das nossas cabeças, e a nossa culpa sobe até aos céus. Toda a nossa história traz a marca do pecado; por essa razão, os nossos reis e os nossos sacerdotes foram mortos por reis pagãos; fomos feitos cativos, fomos roubados e desgraçados, tal como ainda hoje acontece.

Ultimamente, tinha-nos sido dado um momento de descanso; porque permitiste que alguns de nós regressassem a Jerusalém do cativeiro; deste-nos, Senhor, nosso Deus, um momento de alegria e uma vida nova, no meio da escravatura. Pois éramos escravos; mas no teu amor e misericórdia, não nos abandonaste nessa situação; antes, fizeste com que os reis persas nos fossem favoráveis, ao ponto de até nos darem ajuda na reconstrução do templo de Deus e na edificação de muralhas de segurança de Jerusalém, para poder tornar-se uma parede defensiva em toda a Judá.

10 Agora, ó Deus, o que poderemos nós dizer, depois do que está a acontecer? Mais uma vez transgredimos as tuas leis e abandonámos-te! 11 Os profetas avisaram-nos que a terra que iríamos possuir estava totalmente corrompida pelas práticas abomináveis dos povos que aqui viviam, que a terra estava manchada de corrupção. 12 Por esse motivo, disseste-nos para não deixarmos as nossas filhas casarem com os filhos deles, nem os nossos filhos casarem com as filhas deles, e que nem sequer os ajudássemos fosse de que maneira fosse. Disseste-nos que só seguindo este princípio nos tornaríamos numa nação próspera e legaríamos aos nossos filhos uma prosperidade perene.

13 E agora, mesmo depois do castigo no exílio, por causa da nossa maldade (e fomos punidos muito menos do que aquilo que merecíamos), mesmo tendo deixado que alguns de nós regressassem, 14 desobedecemos novamente aos teus mandamentos, e permitimos casamentos com gente que pratica coisas abomináveis. Certamente que a tua ira nos destruirá ao ponto de nem este remanescente escapar. 15 Ó Senhor, Deus de Israel, tu és um Deus justo; que esperança poderemos ter, se quiseres exercer a tua justiça sobre nós, que estamos aqui diante de ti?”

A confissão do pecado

10 Enquanto eu estava assim, prostrado no solo, diante do templo, chorando, orando e fazendo estas confissões, foi-se juntando à minha volta uma grande multidão de homens, mulheres e crianças que choravam comigo. Disse-me então Secanias, filho de Jeiel da família de Elão: “Reconhecemos o nosso pecado contra o nosso Deus, porque casámos com mulheres pagãs oriundas dos povos nossos vizinhos; mas ainda há esperança para Israel, apesar disto tudo. Aceitamos diante do nosso Deus separar-nos das mulheres pagãs e despedi-las com os seus filhos; seguiremos o conselho do Senhor e o dos que temem os mandamentos do nosso Deus; faça-se conforme a Lei do nosso Deus. Levanta-te, anima-te e diz-nos o que fazer, para que este assunto fique resolvido; podes contar com toda a nossa obediência.”

Levantei-me, pois, e pedi aos líderes dos sacerdotes e dos levitas, assim como a todo o povo de Israel que prometesse fazer como Secanias tinha dito, e eles assim fizeram. De seguida, dirigi-me às dependências de Jeoanã, filho de Eliasibe, no templo; contudo, fiquei sem beber nem comer, porque estava muito acabrunhado, por causa do pecado dos retornados do exílio.

Foi então feita uma proclamação em toda Jerusalém e Judá, convocando a população a vir a Jerusalém, dentro de três dias, e anunciando que os anciãos e os chefes tinham decidido que se alguém recusasse apresentar-se teria os seus bens confiscados e seria excluído dos exilados que regressaram.

Nos três dias indicados, no dia 20 do nono mês[a], todos os homens de Judá e de Benjamim se apresentaram e sentaram no espaço livre que havia defronte do templo. Estavam temerosos, por causa da seriedade do assunto, e também preocupados com as grandes chuvas. 10 Esdras, o sacerdote, levantou-se e falou-lhes: “Vocês pecaram, porque casaram com mulheres pagãs; estamos agora ainda mais sob a condenação de Deus do que dantes. 11 Confessem os vossos pecados ao Senhor, o Deus dos vossos pais, e façam o que ele vos pede: separem-se das gentes pagãs à nossa volta e dessas mulheres.”

12 Toda a congregação disse em voz alta: “Faremos como dizes. 13 Contudo, isso não é coisa que se faça num dia ou dois; somos muitos os que estamos envolvidos nesta transgressão; além disso, chove de tal maneira que não poderemos ficar aqui muito tempo. 14 Que os nossos chefes nomeiem juízes; quem está nessa situação de se ter ligado a uma mulher pagã, venha apresentar-se, na data determinada, acompanhado dos anciãos e dos juízes da sua cidade; cada caso será decidido da melhor maneira e a ira do nosso Deus vai afastar-se de nós.” 15 Apenas Jónatas, filho de Asael, Jaseias, filho de Ticvá, Mesulão e Sabetai, o levita, não concordaram com essa forma de agir.

Lista dos prevaricadores

16 Foi este o plano seguido: Alguns dos chefes dos clãs, e eu próprio, fomos designados como juízes. 17 Começámos a trabalhar no primeiro dia do décimo mês e acabámos no primeiro dia do primeiro mês[b].

18-19 Segue-se a lista dos sacerdotes que se tinham casado com mulheres gentias, que se separaram delas e reconheceram a sua culpa, oferecendo carneiros em sacrifício pelo pecado.

Descendentes de Jesua e seus irmãos, filhos de Josadaque:

Maaseias, Eliezer, Jaribe e Gedalias;

20 descendentes de Imer:

Hanani e Zebadias;

21 descendentes de Harim:

Maaseias, Elias, Semaías, Jeiel e Uzias;

22 descendentes de Pasur:

Elioenai, Maaseias, Ismael, Netanel, Jozabade e Elasá.

23 Dos levitas, foram culpados Jozabade, Simei, Quelaías (também chamado Quelita), Petaías, Judá e Eliezer;

24 dos cantores:

Eliasibe;

dos porteiros:

Salum, Telem e Uri.

25 É esta a lista dos cidadãos comuns que se declararam culpados:

descendentes de Parós:

Ramias, Izias, Malquias, Miamim, Eleazar, Malquias e Benaia;

26 descendentes de Elão:

Matanias, Zacarias, Jeiel, Abdi, Jeremote e Elias;

27 descendentes de Zatu:

Elioenai, Eliasibe, Matanias, Jeremote, Zabade e Aziza;

28 descendentes de Bebai:

Jeoanã, Hananias, Zabai e Atlai;

29 descendentes de Bani:

Mesulão, Maluque, Adaías, Jasube, Seal e Jeremote;

30 descendentes de Paate-Moabe:

Adna, Quelal, Benaia, Maaseias, Matanias, Bezalel, Binuí e Manassés;

31 descendentes de Harim:

Eliezer, Issias, Malquias, Semaías, Simeão, 32 Benjamim, Maluque e Semarias;

33 descendentes de Hasum:

Matenai, Matatá, Zabade, Elifelete, Jeremai, Manassés e Simei;

34 descendentes de Bani:

Maadai, Amrão, Uel, 35 Benaia, Bedeias, Queluí, 36 Vanias, Meremote, Eliasibe, 37 Matanias, Matenai, Jaasai,

38 descendentes de Binuí:

Simei, 39 Selemias, Natã, Adaías, 40 Macnadebai, Sasai, Sarai, 41 Azarel, Selemias, Semarias, 42 Salum, Amarias e José.

43 Descendentes de Nebo:

Jeiel, Matitias, Zabade, Zebina, Jadai, Joel e Benaia.

44 Todos estes se tinham ligado a mulheres gentias e alguns tinham filhos dessas mulheres.

Footnotes:

  1. 10.9 Mês de Quisleu. Entre a lua nova do mês de novembro e o mês de dezembro.
  2. 10.17 O décimo mês é o mês de Tebet. Entre a lua nova do mês de dezembro e o mês de janeiro. O primeiro mês é o mês de Abibe ou Nisan. Entre a lua nova do mês de março e o mês de abril.
O Livro (OL)

O Livro Copyright © 2000 by Biblica, Inc.® Used by permission. All rights reserved worldwide.

  Back

1 of 1

You'll get this book and many others when you join Bible Gateway Plus. Learn more

Viewing of
Cross references
Footnotes