A A A A A
Bible Book List

Êxodo 4-6 O Livro (OL)

Sinais para Moisés

Então Moisés disse: “Eles não vão acreditar em mim nem fazer o que lhes disser. Vão dizer-me que o Senhor nunca me apareceu!”

“Que é isso que tens na mão?”, perguntou-lhe o Senhor. “Uma vara de pastor.”

“Lança-a ao chão.” Moisés assim fez e a vara tornou-se serpente e ele até fugia dela. Então o Senhor tornou a dizer-lhe: “Pega-lhe pela cauda.” E a serpente tornou-se vara de novo. “Faz isto”, disse-lhe o Senhor, “e hão de dar-se conta de que o Senhor, o Deus dos vossos antepassados, Abraão, Isaque e Jacob, te apareceu verdadeiramente.

Agora mete a mão dentro da roupa, junto ao peito.” Ele assim fez e quando tornou a tirá-la estava toda branca de lepra. Mas ele disse-lhe: “Volta a metê-la no peito.” E desta vez a mão veio de novo sã como antes!

“Se não acreditarem depois do primeiro milagre, hão de crer ao segundo. E se não te aceitarem depois destes dois sinais, vai ao Nilo buscar água e derrama-a na terra seca. Esta água tornar-se-á em sangue.”

10 Moisés disse ainda ao Senhor: “Mas Senhor, eu não sou bom orador, nunca fui, nem mesmo agora depois de me teres falado. Sou de fala presa, tenho a língua pesada.”

11 “Quem foi que fez o homem falar?”, perguntou-lhe o Senhor. “Não fui eu, o Senhor? Não sou eu quem faz as pessoas falarem ou não, ouvirem ou não, verem ou não? 12 Então vai e faz o que eu te disse, porque te ajudarei a falar como deve ser. Eu próprio te direi o que deves falar.”

13 “Ó Senhor, peço-te que mandes outra pessoa em vez de mim!”

14 Desta vez o Senhor zangou-se: “Pois bem, o teu irmão Aarão, o levita, sabe falar, não é isso? Acontece que ele vem cá ver-te e ficará feliz em estar contigo. 15 Sendo assim, comunico-te o que lhe hás de dizer e vos ajudarei a dizer o que devem e ensinar-vos-ei o que fazer. 16 Ele será o teu porta-voz junto do povo. Serás para ele como a voz de Deus, ensinando-lhe o que deve falar. 17 Não deixes de levar essa tua vara com que hás de realizar os sinais que te indiquei.”

Moisés volta ao Egito

18 Moisés voltou para casa e disse ao sogro: “Preciso regressar ao Egito, de ir ter com os meus irmãos e parentes, pois nem sei sequer os que ainda vivem.” Jetro respondeu-lhe: “Vai descansado e em paz!”

19 Antes de deixar Midiã o Senhor ainda disse a Moisés: “Não tenhas receio de voltar ao Egito, porque todos os que te queriam matar já morreram.” 20 Então, com a mulher e os filhos montados em jumentos, partiu para o Egito, segurando na mão a vara de Deus.

21 “Quando chegares ao Egito vai ter com o Faraó e faz os milagres que te falei.” Disse-lhe mais o Senhor: “Eu endurecerei o seu coração e não permitirá que o povo saia. 22 Então lhe dirás: Israel é o meu filho mais velho, diz o Senhor. 23 Mandei-te que o deixasses ir para que me adorasse, mas recusaste; por isso, fica sabendo que tirarei a vida ao teu filho mais velho.”

24 Durante a viagem de Moisés e da sua família, e numa altura em que tiveram de parar de noite para descansar, o Senhor apareceu a Moisés e ameaçou matá-lo. 25-26 Então Zípora, sua mulher, pegou numa faca, circuncidou o seu filho e atirou a pele aos pés de Moisés dizendo: “Que marido sangrento te tornaste!” Então o Senhor deixou de o ameaçar.

27 Ora o Senhor tinha dito a Aarão: “Vai ao encontro de Moisés no deserto.” Aarão assim fez e encontrou-se com Moisés em Horebe, no monte de Deus, tendo-se saudado muito afetuosamente. 28 Moisés disse a Aarão o que o Senhor os mandara fazer, o que deviam dizer e os milagres que tinham de realizar diante do Faraó.

29 Regressaram ambos ao Egito e logo convocaram os anciãos do povo de Israel para uma assembleia. 30 Aarão relatou-lhes tudo o que o Senhor tinha dito a Moisés, e este realizou os milagres na presença deles. 31 Os anciãos creram que Deus os tinha enviado. Ao ouvirem que o Senhor ia intervir a seu favor, porque observara o seu sofrimento e decidira salvá-los, alegraram-se e inclinaram as suas cabeças para adorar Deus.

Tijolos sem palha

Depois foram ver o Faraó: “Trazemos-te uma mensagem do Senhor, o Deus de Israel, que é a seguinte: ‘Deixa sair daqui o meu povo ao deserto, porque têm de celebrar uma festa em minha honra.’ ”

“Quem é esse Senhor cuja voz eu tenho que obedecer para deixar partir Israel? Não sei quem é o Senhor e tão-pouco deixarei Israel sair daqui”, foi a resposta.

Aarão e Moisés insistiram: “O Deus dos hebreus veio ao nosso encontro. Temos de fazer uma viagem de três dias ao deserto, a fim de celebrar um sacrifício ao Senhor, nosso Deus. Se não lhe obedecermos, sujeitamo-nos a morrer pelo efeito de pragas ou de guerra.”

Então o Faraó respondeu: “Quem pensam vocês que são, para andarem a distrair o povo dos seus trabalhos? Vão já ocupar-se das vossas tarefas!” E acrescentou: “Agora que esse povo é já tão grande no país, vão desviá-lo dos seus trabalhos?”

E naquele mesmo dia o Faraó deu ordem aos capatazes e fiscais que nomeara para estarem sobre o povo: “Daqui em diante não devem mais fornecer palha ao povo para fabricarem os tijolos. Eles próprios que a vão buscar! Contudo, o nível de produção não deverá ser reduzido, nem sequer um tijolo, porque se está mesmo a ver que têm pouco que fazer, pois doutra forma não andariam por aí a falar em ir ao deserto e em sacrificar lá ao seu Deus. Carreguem-nos com trabalho, façam-nos suar bem; isso há de ensiná-los a não darem ouvidos a apelos mentirosos!”

10 Assim, os capatazes e contra-mestres informaram o povo: “O Faraó deu-nos ordens para não vos ser fornecida mais palha para os tijolos. 11 Vão buscá-la onde quiserem; no entanto, devem produzir o mesmo número de sempre.” 12 Então o povo viu-se obrigado a ir por toda a parte à procura de palha.

13 Os capatazes eram brutais. “Têm de manter o mesmo nível de produção de sempre!”, estavam constantemente a dizer. 14 E puseram-se a açoitar os chefes de turno israelitas, que eles próprios tinham posto sobre o povo, gritando-lhes: “Porque é que não apresentaram o mesmo número de tijolos, nem ontem, nem hoje?”

15 Então esses chefes de turno israelitas foram, em representação do povo, ter com o Faraó implorar-lhe: “Porque nos tratas desta maneira? 16 Não nos é dada a palha e exigem-nos que façamos o mesmo trabalho de antes, e ainda por cima batem-nos, quando nos é impossível cumprir tal tarefa. A culpa é dos capatazes, que nos exigem o que não podemos fazer!”

17 “O que vocês são é preguiçosos e estão ociosos. Se assim não fosse não andariam por aí a dizer: ‘Vamos fazer um sacrifício ao Senhor.’ 18 Vão mas é trabalhar! E já sabem, não vos darão mais palha e terão de apresentar os mesmos níveis de produção de antes!”, foi a resposta do Faraó.

19 Os chefes de turno israelitas estavam angustiados. 20 Ao encontrarem Moisés e Aarão, esperando por eles fora do palácio, quando voltavam da audiência com o Faraó, 21 disseram-lhes solenemente: “Que o Senhor vos julgue por terem feito com que nos tornássemos repelentes perante o Faraó e o seu povo, como uma coisa podre e mal cheirosa, e lhes terem dado uma desculpa para nos matarem!”

22 Moisés foi falar com o Senhor: “Como podes tratar assim o teu próprio povo? Porque é que me mandaste aqui se tencionavas fazer-lhes isto? 23 Desde que comuniquei ao Faraó a tua mensagem, este tornou-se ainda mais brutal para o povo e tu de maneira nenhuma o salvaste!”

O Senhor promete libertação

Então o Senhor disse a Moisés: “Agora vais ver o que hei de fazer ao Faraó. Ele será forçado a deixar o meu povo. E não apenas isso: ele próprio os lançará fora desta terra.”

E acrescentou: “Eu sou o Senhor, o Deus Todo-Poderoso, que apareceu a Abraão, a Isaque e a Jacob, ainda que não lhes tenha revelado toda a força do meu nome: o Senhor[a]. Estabeleci com eles uma solene aliança nos termos da qual prometi dar-lhes, a eles e aos seus descendentes, a terra de Canaã, em que habitavam. Ouvi o choro de aflição do povo de Israel, escravizado pelos egípcios, e decidi executar a minha aliança.

Portanto, diz aos descendentes de Israel que vou pôr em ação todo o meu grande poder e farei grandes manifestações de juízo, com o meu forte braço, para os libertar da escravidão e torná-los livres. Aceitá-los-ei como meu povo e serei o seu Deus; e saberão que eu sou o Senhor, o seu Deus, que os salvou dos egípcios. Hei de levá-los à terra que prometi a Abraão, a Isaque e a Jacob, e que ficará a pertencer ao meu povo. Eu sou o Senhor.”

Moisés foi dizer isto tudo ao povo, mas não quiseram mais ouvi-lo, porque estavam profundamente deprimidos por causa das trágicas consequências daquilo que antes lhes tinha dito. 10 Por isso, o Senhor falou de novo a Moisés: 11 “Vai ter outra vez com o Faraó e diz-lhe que tem de deixar sair o meu povo.”

12 “Mas Senhor”, replicou Moisés, “bem vês, pois, se os meus próprios irmãos já não me querem ouvir, que será do Faraó, tanto mais não sendo um orador, não tendo habilidade para argumentar!”

13 Contudo, o Senhor ordenou a Moisés e a Aarão que fossem ter de novo com o povo de Israel e com o Faraó, o rei do Egito, dizendo-lhe que deixasse partir o povo.

Genealogias de Rúben, Simeão e Levi

14 Estes são os chefes das famílias patriarcais de algumas das tribos de Israel.

Dos descendentes de Rúben, o filho mais velho de Israel:

Enoque, Palu, Hezrom e Carmi.

15 Dos descendentes de Simeão:

Jemuel, Jamim, Oade, Jaquim, Zoar e Saul, este último, filho de uma cananita.

16 Dos descendentes de Levi, e segundo as suas idades:

Gerson, Coate e Merari.

Levi viveu 137 anos.

17 Os filhos de Gerson foram:

Libni e Simei, e as suas famílias.

18 Os filhos de Coate:

Amrão, Izar, Hebrom e Uziel.

Coate viveu 133 anos.

19 Os filhos de Merari:

Mali e Musi.

Estas são as famílias dos levitas de acordo com as suas idades.

20 Amrão, filho de Coate, casou com Joquebede, sua tia, e tiveram como filhos Aarão e Moisés.

Amrão viveu até à idade de 137 anos.

21 Os filhos de Izar foram:

Coré, Nefegue e Zicri.

22 Os de Uziel:

Misael, Elzafã e Sitri.

23 Aarão, filho de Amrão, casou com Eliseba, filha de Aminadabe e irmã de Nassom. Os seus filhos foram Nadabe, Abiú, Eleazar e Itamar.

24 Os filhos de Coré foram:

Assir, Elcana e Abiassafe.

Estas são as famílias de Coré.

25 Eleazar, filho de Aarão, casou com uma das filhas de Putiel. Um dos filhos que tiveram foi Fineias.

Estes são pois os nomes dos chefes de clã dos levitas, segundo as suas famílias.

26 Aarão e Moisés, incluídos aqui nesta lista, são aqueles a quem o Senhor disse: “Levem todo o meu povo de Israel para fora da terra do Egito.” 27 Foram eles, Aarão e Moisés, que falaram com o Faraó dizendo-lhe para os deixar tirar o povo do Egito.

Aarão porta-voz de Moisés

28 No dia em que o Senhor falou a Moisés no Egito, disse-lhe: 29 “Eu sou o Senhor. Vai e diz ao Faraó tudo quanto te mandei dizer.”

30 Foi também este mesmo Moisés que replicou ao Senhor, objetando: “Eu não sei falar bem. Como é que o Faraó me vai ouvir?”

Footnotes:

  1. 6.3 Segundo as mais antigas tradições judaicas e cristãs, o nome divino, representado pelas quatro consoantes hebraicas YHWH, é traduzido pelo título equivalente, o Senhor.
O Livro (OL)

O Livro Copyright © 2000 by Biblica, Inc.® Used by permission. All rights reserved worldwide.

  Back

1 of 1

You'll get this book and many others when you join Bible Gateway Plus. Learn more

Viewing of
Cross references
Footnotes