A A A A A
Bible Book List

Efésios 4-6 O Livro (OL)

Unidade no corpo de Cristo

Suplico-vos pois, eu que sou prisioneiro por causa do meu serviço ao Senhor, que se conduzam de uma maneira digna da chamada que receberam de Deus. Comportem-se com toda a humildade, delicadeza e paciência uns com os outros, numa base de amor. Procurem conservar entre vocês a unidade que o Espírito Santo produziu com laços de paz. Somos todos um só corpo e temos todos o mesmo Espírito e fomos todos chamados para uma mesma esperança. Existe um só Senhor, uma só fé, um só batismo. Temos um só Deus, que é Pai de todos nós, que está acima de todos e que vive em nós e através de nós.

Contudo, ele concedeu a cada um de nós um dom especial de acordo com a generosidade de Cristo. É o que dizem as Escrituras:

“Tendo subido ao céu,
levou consigo os que estavam cativos,
e deu dons aos homens.”[a]

Ora quando diz que ele subiu, significa que antes desceu das alturas até às profundidades da Terra. 10 Mas aquele que desceu também subiu às partes celestiais para encher o universo com a sua presença.

11 Foi ele quem deu estes dons à igreja: os apóstolos, os profetas, os evangelistas, os pastores e os ensinadores. 12 A responsabilidade deles é o aperfeiçoamento dos crentes para fazerem o trabalho de Deus e edificar a igreja, o corpo de Cristo, 13 até que todos cheguemos à unidade na fé e ao pleno conhecimento do Filho de Deus, atingindo a maturidade completa conforme o modelo da pessoa de Cristo!

14 Então não seremos mais como crianças instáveis, variando com facilidade de ideias e de sentimentos, influenciados pelos ventos de doutrinas várias que nos empurram ora para um lado ora para o outro, ao sabor de pessoas sem escrúpulos que astuciosamente procuram arrastar as almas para o erro. 15 Em vez disso, seguindo a verdade em amor, possamos crescer em todos os aspetos da nossa vida, segundo Cristo, que é a cabeça da igreja. 16 Sob a sua orientação, o corpo inteiro é perfeitamente ligado entre si. À medida que cada parte faz o seu trabalho específico, isso ajudará as outras partes a crescer, para que todo o corpo seja saudável e edificado em amor.

Viver como filhos da luz

17 Por isso, quero avisar-vos, em nome do Senhor, que não andem mais como os gentios que deambulam em pensamentos ilusórios. 18 Os seus entendimentos estão obscurecidos; a sua ignorância das coisas espirituais e a sua insensibilidade à voz divina afastou-os da vida de Deus. 19 Tendo feito calar a voz das suas consciências, entregaram-se a tudo o que é imoralidade, procurando com avidez satisfazer os seus desejos corruptos.

20 Mas esse não é o caminho que Cristo vos ensinou! 21 Se prestaram ouvidos à sua voz, sabem bem como em Jesus está a verdade, e foi nela que foram instruídos. 22 Vocês foram ensinados, relativamente à forma de vida que levavam anteriormente, que se devem desfazer dessa velha natureza que vai apodrecendo na sua própria imoralidade, nas suas ilusões. 23 E que o vosso entendimento se deve renovar nas atitudes a tomar na vida. 24 Devem revestir-se do novo homem que é criado por Deus e que se manifesta na verdadeira justiça e na santidade.

25 Por isso, deixem a mentira e falem verdade uns com os outros, porque somos membros de um só corpo. 26 Não pequem, deixando que a ira vos domine. Antes que o dia acabe, coloquem um fim à vossa irritação. 27 Não deem ocasião para que o Diabo encontre meio de vos fazer cair. 28 Aquele que roubava ou explorava fraudulentamente pare com isso de uma vez. Trabalhe e ganhe a vida pelos seus próprios meios, honestamente, de forma até a poder ajudar outros menos favorecidos.

29 Não saia da vossa boca nenhuma palavra suja; que tudo o que for dito sirva de ajuda e encorajamento para aqueles que vos ouvem. 30 Não entristeçam o Espírito Santo de Deus, o qual vos marcou com um selo, como garantia da vossa redenção. 31 Façam desaparecer do vosso meio todo o mau humor, assim como a cólera, a ira, as discussões, tal como as injúrias e as revoltas rancorosas. 32 Em vez disso, sejam amáveis e compassivos uns para com os outros, perdoando-vos mutuamente, como Cristo também vos perdoou.

Portanto, como filhos amados por Deus, imitem-no. Andem no amor de Deus, esse amor com que Cristo nos amou e pelo qual se entregou em vosso lugar, num sacrifício cujo perfume subiu agradavelmente até à presença de Deus.

Que ninguém tenha de vos acusar seja de imoralidade sexual, de impureza ou ganância; que nem sequer essas coisas se tornem assunto de conversa no vosso meio, como é próprio de santos que vocês são. O mesmo em relação a historietas picantes, anedotas de sentido equívoco e troca de parvoíces: nada disso convém a crentes. Pelo contrário, possam sempre expressar a vossa gratidão em relação ao Senhor. Sabem bem que nunca terá parte no reino de Cristo e de Deus alguém que viva na imoralidade sexual ou na impureza, ou que seja dominado pela avareza, que é uma forma de idolatria. Não se deixem enganar com argumentos habilidosos; é por coisas como essas que a justiça de Deus se exerce severamente sobre todos os que lhe desobedecem. Portanto, com tais pessoas evitem associar-se.

Se é verdade que antes eram trevas, agora, contudo, são luz do Senhor. Andem então como filhos da luz! E a vossa vida produzirá frutos espirituais consistindo em bondade, justiça e verdade. 10 Vivam de forma agradável ao Senhor. 11 Não participem em nada que diga respeito às coisas corruptas das trevas; antes pelo contrário, devem denunciá-las. 12 Porque o que nesse domínio se faz, sem que se saiba, até o dizê-lo se torna indecente. 13 Mas tudo isso, quando é trazido para a luz e denunciado publicamente, mostra o verdadeiro carácter. 14 Porque a luz revela a real natureza de todas as coisas. Por isso, se diz:

“Desperta, tu que dormes,
e levanta-te do meio dos que estão como mortos;
e Cristo te iluminará.”

15 Cuidado pois como é que se conduzem: não como gente insensata, antes como pessoas espiritualmente esclarecidas, 16 num mundo que é dominado pelas forças do mal; por isso, devem aproveitar melhor o tempo. 17 Fujam, portanto, de uma conduta irresponsável; procurem compreender a vontade do Senhor. 18 O excesso de bebidas alcoólicas produz a embriaguez e conduz à ruína. Pelo contrário, encham-se do Espírito Santo. 19 Que a vossa devoção se exprima através de salmos, hinos e cânticos espirituais, pelos quais louvem o Senhor com o coração. 20 E sempre, por todas as coisas, deem graças a Deus, o Pai, em nome do nosso Senhor Jesus Cristo.

Mulheres e maridos

21 Respeitem-se uns aos outros, porque assim estarão a respeitar Cristo. 22 Da mesma forma, também vocês, esposas, devem sujeitar-se aos vossos maridos, como fazem em relação ao Senhor. 23 Porque o marido é responsável pela sua mulher, tal como Cristo é a cabeça da igreja, ao mesmo tempo que também é o seu Salvador. 24 Assim como a igreja se sujeita voluntariamente a Cristo, assim devem as mulheres sujeitar-se em tudo aos seus maridos.

25 E vocês, maridos, amem as vossas mulheres da mesma forma que Cristo amou a igreja e deu a sua vida por ela, 26 para a tornar santa e pura, pela ação da sua palavra que, como água, a lava, 27 a fim de poder trazê-la para junto de si, sem uma nódoa, sem uma ruga, sem qualquer defeito, mas irrepreensível, santa, gloriosa. 28 É assim que os maridos devem amar as suas esposas, como uma parte do seu próprio corpo, como a si próprios. 29 Ninguém despreza o seu próprio corpo, antes o alimenta e cuida dele. E é isso que Cristo faz com a igreja, o seu corpo, 30 de que fazemos parte integrante. 31 Por isso, as próprias Escrituras afirmam: “O homem deve deixar o pai e a sua mãe, para se unir com a sua mulher, e serão os dois como um só.”[b] 32 Sem dúvida, há aqui algo de muito profundo com referência à relação entre Cristo e a igreja. 33 Ora, torno a dizer: o marido deve amar a sua mulher como a si mesmo e a esposa deve respeitar o marido.

Filhos e pais

Vocês, filhos, porque são do Senhor, obedeçam aos vossos pais, pois essa é a atitude correta. “Honra o teu pai e a tua mãe.” Dos dez mandamentos de Deus este é o primeiro que tem uma promessa: “Para que tenhas uma longa vida na Terra.”[c]

Vocês, os pais, não exasperem os vossos filhos. Antes eduquem-nos seguindo os conselhos e a doutrina do Senhor.

Trabalhadores e patrões

E vocês, escravos, obedeçam aos vossos senhores aqui na Terra, executando conscienciosamente as vossas tarefas, com respeito e temor, como se fosse para Cristo. Trabalhem bem; não o façam só para agradar aos patrões, quando estes vos estão a ver, mas antes como trabalhando para Cristo e como quem está a executar de coração a vontade de Deus; sabendo também que cada um receberá do Senhor a recompensa por todo o bem que fizer, quer se trate de escravo ou livre.

Quanto a vocês, os patrões, façam a mesma coisa, segundo o mesmo princípio, sem abusar da vossa autoridade, pois lembrem-se de que Deus no céu é Senhor tanto deles como vosso, e que não faz distinção entre pessoas.

A armadura de Deus

10 Por último, quero recomendar-vos que procurem fortalecer-se através da comunhão com o Senhor e com a energia do seu poder. 11 Estejam equipados com todas as armas de Deus para que possam permanecer firmes sem cair nas astutas ciladas do Diabo. 12 Pois na verdade o nosso combate não é contra seres humanos, mas sim contra governos e autoridades, contra ditaduras que atuam nas trevas, contra verdadeiros exércitos de espíritos do mal nos domínios celestiais.

13 Por isso, utilizem todas as armas de Deus para que possam resistir, no dia em que algo de maligno vier à vossa vida, e para que depois de terem vencido tudo continuem firmes. 14 Mantenham-se pois firmes, cingidos com o cinturão da verdade e protegidos com o colete da justiça de Deus. 15 Que os vossos pés estejam firmados no solo do evangelho da paz. 16 Tenham sobretudo a fé, pois é um escudo que vos protege contra as flechas incendiárias disparadas pelo Maligno sobre as vossas vidas. 17 Também vos é necessário o capacete da salvação, assim como a espada do Espírito, que é a palavra de Deus. 18 Orem a Deus com toda a perseverança, em toda a ocasião, de acordo com o Espírito Santo. Sejam vigilantes no emprego persistente desta arma da oração, apresentando também a Deus as necessidades dos outros crentes.

19 O mesmo peço que façam por mim, para que Deus, quando falo em seu nome, me dê a possibilidade de o fazer ousadamente, a fim de tornar claro o sentido mais profundo do evangelho. 20 E é por pregar esta mensagem, pela qual sou como um embaixador, que me encontro aqui nesta prisão. Mas peçam a Deus que eu possa continuar a falar corajosamente, pois convém que ela seja conhecida.

Saudações finais

21 Tíquico, nosso querido irmão na fé e fiel companheiro no serviço do Senhor, vos porá ao corrente da minha situação, da minha saúde, dos meus projetos. 22 Ele vai aí para que saibam como nós vamos, para vos dar notícias e assim fiquem mais animados.

23 Que a paz de Deus habite no vosso meio, assim como o amor cristão e a fé comunicada por Deus Pai e pelo Senhor Jesus Cristo. 24 Que a graça do Senhor esteja com aqueles que amam o nosso Senhor Jesus Cristo perseverantemente. Amém!

O Livro (OL)

O Livro Copyright © 2000 by Biblica, Inc.® Used by permission. All rights reserved worldwide.

  Back

1 of 1

You'll get this book and many others when you join Bible Gateway Plus. Learn more

Viewing of
Cross references
Footnotes