A A A A A
Bible Book List

Colossenses 1-4O Livro (OL)

1/2 Eu, Paulo, escolhido por Deus como mensageiro de Jesus Cristo, e o irmão Timóteo, dirigimo­nos aos santos em Colossos — os irmãos fiéis em Cristo — desejando­lhes a graça e a paz de Deus nosso Pai.

Acção de graças e oração

3/4 Sempre que oramos por vocês, exprimimos a Deus, Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, a nossa gratidão, pois temos sabido da vossa fé em Cristo Jesus e do vosso amor cristão para com todo o povo de Deus, 5/6 por causa da esperança que vos está reservado no céu. Essa esperança brotou em vocês depois que ouviram a mensagem de verdade do evangelho; a qual, assim como chegou até vocês, da mesma forma também tem ido por todo o mundo, dando frutos, tal como aconteceu no vosso meio, desde que ouviram e conheceram o verdadeiro significado da graça de Deus. É o que vos pregou Epafras, nosso querido colaborador, e que foi, para vocês, um fiel enviado de Cristo. Ele contou­nos todo o amor que o Espírito vos tem inspirado.

9/10 E por isso mesmo, nós também, desde o dia em que ouvimos falar a vosso respeito pela primeira vez, não temos cessado de orar por vocês, e de pedir que tenham um conhecimento cada vez mais completo da vontade de Deus, através de uma clara compreensão e sabedoria das coisas espirituais, a fim de que a vossa conduta seja digna do Senhor, agradando­lhe em tudo, dando frutos em toda a espécie de actos bons, e crescendo no conhecimento de Deus. 11 E que sejam fortalecidos pelo seu poder glorioso, para poderem suportar com paciência e com alegria as dificuldades. 12 E que saibam agradecer a Deus que nos fez dignos de participar da herança que ele reserva aos crentes que vivem na sua luz. 13 Porque foi Deus quem nos tirou do império das trevas e nos transferiu para o reino do seu Filho amado; 14 o qual comprou para nós a libertação do pecado, pelo preço do seu próprio sangue.

A glória de Cristo

15 Cristo é a imagem do Deus invisível. Ele existe antes de Deus ter criado todas as coisas e está acima de toda a criação. 16 Na verdade, foi através dele que Deus criou tudo o que há nos céus e sobre a Terra, até os governantes, as autoridades, os que têm o poder e a força, tanto no mundo espiritual como no terreno. Tudo isso foi estabelecido por Cristo, e para Cristo. 17 Antes que tudo tivesse sido criado, já ele tinha existência; e todo o universo se mantém graças a ele. 18 Cristo é a cabeça da igreja, a qual é o seu corpo. E é o princípio de uma vida nova, o primeiro a ter ressuscitado dos mortos, e é consequentemente o primeiro em tudo e sobre todas as coisas! 19 Porque Deus em toda a sua plenitude decidiu estar presente em Cristo, 20 e por ele Deus reconciliou todas as coisas consigo mesmo. Cristo estabeleceu a paz com tudo que existe no céu e na Terra por meio do seu sangue na cruz.

21 Portanto vocês também estão incluídos nessa obra de reconciliação, vocês que antes eram estranhos; vocês que até eram inimigos; 22 contudo agora Deus vos fez seus amigos, através da morte do próprio corpo humano de Cristo. E agora podem apresentar­se perante Deus purificados dos vossos pecados, sem culpa, irrepreensíveis, 23 na condição de permanecerem firmemente estabelecidos nos fundamentos da fé, sem se afastarem da esperança que o evangelho fez nascer em vocês, o qual vos tem sido pregado, assim como também a toda a gente em todo o mundo, e do qual eu, Paulo, me tornei o mensageiro.

O trabalho de Paulo pela igreja

24 E é isso que faz a minha alegria: que eu esteja a sofrer por vossa causa. Estou assim a cumprir os sofrimentos que Cristo me disse para assumir pela causa do seu corpo, que é a igreja. 25 É esta igreja que eu sirvo e de que fui feito mensageiro por parte de Deus, para proclamar a sua mensagem plena aos gentios. 26 Essa mensagem era o plano que esteve oculto desde sempre, através dos séculos, e foi agora revelado aos crentes; 27 aos quais quis dar a conhecer toda a riqueza e o carácter glorioso deste projecto não revelado antes aos homens. Em síntese é isto: Cristo ocupando todo o vosso ser; o que é já garantia total da vida eterna passada na glória de Deus, que é a nossa esperança agora.

28 É pois Cristo que anunciamos, ensinando e aconselhando toda a gente, com toda a sabedoria, para que possamos trazer à presença de Deus todo o ser humano, tornado perfeito em Cristo.

29 Este é o meu trabalho, e é também um combate que eu travo com a energia de Deus que actua em mim poderosamente.

Eu quero que saibam como luto muito por vocês, pelos crentes de Laodiceia, e em geral por todos os que até nem me conhecem pessoalmente. O meu alvo é que estejam encorajados, unidos no amor cristão, e enriquecidos com uma compreensão perfeita desse tal plano de Deus agora descoberto, que é Cristo, em quem estão como que armazenados todos os tesouros da ciência e da sabedoria.

E se eu digo isto é para que ninguém vos engane com palavras sedutoras. Porque ainda que eu esteja longe, contudo em espírito estou convosco, alegrando­me por constatar que estão a viver como devem, e também pela firmeza da vossa fé em Cristo.

Liberdade em Cristo

Sendo então que vocês receberam já Jesus Cristo como vosso Senhor, procurem agora andar nele. Que as raízes do vosso ser se implantem em Cristo, que Cristo seja o alicerce sobre o qual a vossa vida é construída com solidez, através da vossa fé nele, fiéis ao que vos foi ensinado, e abundando em gratidão a Deus, por tudo que ele tem feito.

Tenham cuidado para que ninguém vos domine por meio de filosofias engenhosas e enganadoras, baseadas em tradições humanas e reflectindo a sabedoria falível deste mundo, mas que não corresponde à doutrina de Cristo.

Com efeito, na própria pessoa de Cristo habita corporalmente toda a plenitude da divindade. 10 Portanto, estando em comunhão com Cristo, temos tudo através dele, que está sobre toda a autoridade ou governo. 11 É em Cristo que participamos na verdadeira circuncisão, aquela que consiste, não num corte físico feito no corpo humano, mas na circuncisão de Cristo, que nos liberta da nossa natureza pecadora. 12 Quando se baptizaram, foram como que sepultados com Cristo; e, pela fé no poder de Deus que o ressuscitou dos mortos, também renasceram.

13 Estando mortos devido ao pecado que dominava a vossa vida, Deus vos deu uma nova vida juntamente com Cristo, perdoando­vos todos os pecados. 14 O nosso cadastro, que nos servia de acusação, foi como que apagado, com todo o rol das nossas transgressões da lei de Deus, e foi pregado na cruz. 15 E aí as forças e os poderes foram despojados e foram denunciados perante o mundo inteiro. Cristo, por si mesmo, triunfou sobre eles.

16 Portanto ninguém tem o direito de vos julgar quanto ao que comem ou bebem, nem quanto a comemorações de festas religiosas, ou cerimónias de luas novas ou de sábados. 17 Tudo isso não são mais do que actos simbólicos referentes a coisas futuras; mas realidade é Cristo. 18 Que ninguém vos domine sob pretexto de um falso culto de anjos e de formas exteriores de humildade, apoiando­se em visões que afinal nunca tiveram; é gente inchada pela sua própria esperteza, 19 mas a verdade é que não estão ligados à cabeça, à qual todos nós estamos unidos como um corpo estruturado e mantido através dos seus ligamentos, o qual vai crescendo e se desenvolve segundo Deus lhe concede.

20/22 Se pois vocês já estão mortos com Cristo, porque vos carregam ainda de novos mandamentos como se nada tivesse mudado em relação à velha maneira de viver? E continuam a subjugar­vos com regras como: “Não toques nisto, não comas disso, não uses aquilo!” Tudo isso não passa de meros preceitos e doutrinas humanas que perdem validade com o tempo. 23 Podem ter uma certa aparência de sabedoria, pela devoção, pela falsa humildade e pela severidade para com o corpo, mas não têm qualquer valor no domínio dos instintos carnais.

Vivendo a vida nova

Portanto, visto que já ressuscitaram com Cristo, busquem as coisas que são de cima, onde Cristo está sentado à direita de Deus. Que as coisas celestiais encham o vosso pensamento, e não as que são terrenas. Porque vocês já morreram com Cristo; e agora a vossa vida está escondida com ele em Deus. E quando Cristo, que é a nossa vida, vier de novo ao mundo, então participaremos da sua glória.

Portanto, mortifiquem os impulsos da vossa carne, tais como a imoralidade sexual, os pensamentos sujos, os apetites descontrolados, as paixões infames, e a avareza, que é uma forma de idolatria. A severa justiça de Deus cairá sobre todos os que praticam tais coisas. E vocês antes eram desses, vivendo nesse mundo de coisas vis. Mas, agora, deixem tudo isso para trás — o ódio, a ira, a maldade, a crítica maldosa, o vocabulário indecente; e não mintam! Porque já deitaram fora a vida passada com tudo isso que lhe era próprio. 10 Agora estão revestidos duma nova vida que se vai renovando no conhecimento, segundo a imagem daquele que a criou. 11 Nesta vida nova não conta o ser judeu ou ser grego; tão­pouco aí se faz discriminação entre os que são circuncidados e os que são pagãos; nem importa a posição económica e social. Mas, sim, que Cristo ocupe todo o lugar na vida de todos!

12 Assim, como pessoas escolhidas por Deus, separadas para Deus que vos amou, revistam­se de profundo amor para com os outros, de compaixão, de um carácter bom, que sabe dar provas de paciência e tolerância; com a humildade de quem sabe, no fundo, o que vale, sejam pacientes uns para com os outros. 13 Devem suportar as faltas uns dos outros e perdoar a quem vos ofende, tal como também Cristo em tudo vos perdoou. 14 E sobretudo deixem que toda a vossa vida seja dirigida pelo amor, que é a força capaz de nos unir no caminho da perfeição. 15 E que a paz de Cristo domine os vossos corações, pois foi para isso que foram chamados a viver, como membros de um só corpo. E que haja gratidão em vós.

16 Que a palavra de Cristo habite permanentemente nas vossas vidas, enriquecendo os vossos espíritos de sabedoria, de forma a poderem comunicá­la uns aos outros, e a poderem aconselhar­se mutuamente, até mesmo através de salmos, hinos e cânticos espirituais, cantando ao Senhor com alegria e com gratidão nos vossos corações. 17 E tudo quanto fizerem ou disserem que seja na dependência do Senhor Jesus; é através dele que o vosso agradecimento é dado a Deus.

Relações no lar e no trabalho

18 As esposas sujeitem­se aos seus maridos, como convém a mulheres que pertencem ao Senhor. 19 Os maridos, que amem as suas mulheres, e não as tratem com dureza. 20 Quanto aos filhos, devem ser obedientes aos pais, porque é assim que darão alegria ao Senhor. 21 Pelo vosso lado, pais, não exasperem os filhos, o que pode levá­los ao desânimo.

22 Vocês, trabalhadores, devem obedecer aos vossos patrões em tudo que fazem. Tentem agradar­lhes sempre, não apenas quando estão a ser observados. Obedeçam de boa vontade por causa do vosso temor reverente para com o Senhor. 23 Trabalhem bem e com agrado em tudo que fazem, como estivessem a trabalhar para o Senhor e não para as pessoas. 24 Lembrem­se que o Senhor vos dará uma herança por recompensa, e o mestre que estão a servir é Cristo. 25 Mas se fizerem o que é mau, serão retribuídos pelo mal que fizerem. Porque Deus não faz diferenciação entre as pessoas.

E quanto a vocês, patrões e chefes, pratiquem a justiça e a imparcialidade, sem se esquecerem de que acima de vocês também existe um Senhor, nos céus.

Orando e testemunhando

2/3 Persistam na oração, vigiando nela numa atitude de gratidão. Não se esqueçam também de orar por nós para que Deus nos dê novas oportunidades de anunciar a sua palavra e de revelarmos o significado da obra de Cristo; aliás é por isso mesmo que me encontro preso. Que eu possa pois pregar esta mensagem tão claramente como é meu dever.

Conduzam­se sempre com sabedoria em relação aos não­crentes, procurando aproveitar o melhor possível todas as ocasiões. E aquilo que disserem que seja agradável, como que temperado com sal, para saberem responder a de cada um.

Saudações

Tíquico, nosso querido irmão, meu companheiro dedicado no serviço de Deus, vos dará a conhecer como estou a passar. Enviei­o até aí para levar notícias nossas, e para vos animar. Com ele vai também Onésimo, um homem fiel, a quem muito queremos, e que é um dos vossos. Eles vos farão saber tudo o que por aqui se passa.

10 Aristarco, que aqui está também preso comigo, manda­vos cumprimentos, assim como Marcos, primo de Barnabé, acerca do qual já vos mandei indicações. Se ele for ver­vos, preparem­lhe uma boa recepção. 11 Também Jesus, mais conhecido por Justo, vos envia recomendações. Estes três são os únicos cristãos judeus que trabalham comigo no avanço do reino de Deus, e que têm sido para mim de grande apoio.

12 Também Epafras, da vossa cidade e agora aqui ao serviço de Cristo Jesus, vos manda as saudações. Ele tem combatido sem desfalecer, pela oração, a vosso favor, para que se conservem firmes, amadurecidos, através do conhecimento de toda a vontade de Deus. 13 Posso garantir­vos do seu grande interesse por vocês, assim como pelos crentes de Laodiceia e de Hierápolis. 14 Também Lucas, o médico que tanto estimamos, e Demas vos cumprimentam. 15 Dêem as nossas saudações aos cristãos de Laodiceia, assim como a Ninfa, e à igreja que se reúne na sua casa.

16 Depois de terem lido esta carta passem­na aos crentes de Laodiceia; e a que mandei para Laodiceia, leiam­na vocês também. 17 Em especial para Arquipo aqui vai um conselho: tem cuidado quanto ao serviço que o Senhor te mandou fazer, pois deves cumpri­lo.

18 Aqui vai escrita a minha saudação, com o meu próprio punho. Lembre­se de mim, aqui na prisão. Que a bênção de Deus seja convosco.

O Livro (OL)

O Livro Copyright © 2000 by Biblica, Inc.® Used by permission. All rights reserved worldwide.

  Back

1 of 1

You'll get this book and many others when you join Bible Gateway Plus. Learn more

Viewing of
Cross references
Footnotes