A A A A A
Bible Book List

2 Samuel 4-7O Livro (OL)

Isbosete é assassinado

Quando Isbosete soube da morte de Abner em Hebrom, ficou cheio de medo; o povo que estava com ele também ficou alarmado. 2/3 O comando das tropas israelitas recaíu agora sobre os dois irmãos Baaná e Recabe, que eram capitães do príncipe Isbosete, liderando as suas acções de guerrilha. Eram filhos de Rimom, originários de Beerote, povoação sob a jurisdição de Benjamim. A população de Beerote é considerada como sendo benjamita, mesmo apesar de terem fugido para Gitaim, onde agora vivem.

(Havia um neto do rei Saul, de nome Mefibosete, filho de Jónatas, e que era aleijado dos pés. Tinha cinco anos na altura em que o pai e o avô morreram na batalha de Jezreel. Quando a notícia dessa derrota chegou à capital, a ama pegou na criança e fugiu; mas tropeçou e deixou-o cair, ficando assim aleijado.)

5/8 Recabe e Baaná chegaram a casa de Isbosete certo dia; estava o Sol a pino e ele passava pelo sono. Dirigiram-se à cozinha, como se fossem buscar um saco de trigo, mas entrando no quarto assassinaram-no; cortaram-lhe a cabeça e fugiram com ela através do deserto, durante essa noite toda, para virem apresentá-la a David, em Hebrom: “Aqui tens a cabeça de Isbosete”, exclamaram, “o filho do teu inimigo Saul, que tentou matar-te. Hoje o Senhor vingou-te de Saul e de toda a sua família!”

9/11 Mas David respondeu:“Juro diante do Senhor que sempre me salvou dos meus inimigos, que quando alguém me disse ‘Saul morreu’, pensando dar-me boas notícias, eu matei-o; esta é a forma como eu recompensarei as supostas boas notícias que me trazia. E desta vez com muito mais razão farei o mesmo a gente malvada que matou um homem bom, na sua própria casa, na sua cama! Não exigia eu, por consequência, as vossas vidas?” 12 Então ordenou aos rapazes da sua guarda que os matassem. Eles obedeceram, cortaram-lhes os pés e penduraram os corpos junto ao poço em Hebrom. A cabeça de Isbosete, enterraram-na no túmulo de Abner, também em Hebrom.

David reina sobre Israel

1/2 Representantes de todas as tribos de Israel vieram ter com David em Hebrom oferecer-lhe a garantia da sua lealdade: “Somos do mesmo sangue que tu”, disseram. “Mesmo quando Saul era o monarca, tu eras o nosso verdadeiro chefe. Foi o Senhor mesmo quem disse que deverias ser o pastor e o guia do seu povo.” Então David fez um pacto diante do Senhor com os líderes de Israel ali em Hebrom e eles coroaram-no rei de Israel.

4/5 (David já era rei de Judá, havia sete anos, desde a idade de trinta anos. Portanto governou por trinta e três anos em Jerusalém como soberano tanto de Israel como de Judá; ao todo o seu reinado foi de quarenta anos.)

David conquista Jerusalém

6/7 David decidiu levar as suas tropas até Jerusalém para combater contra os jebuseus que ali viviam. “Nunca entrarás aqui”, tinham-lhe dito. “Até os nossos cegos e coxos poderiam enfrentar-te!” Porque pensavam que estavam muito seguros. No entanto David e os seus homens derrotaram-nos e capturaram a fortaleza de Sião, agora chamada a cidade de David.

Quando a mensagem insultuosa dos defensores da cidade havia chegado ao conhecimento de David, este dissera aos soldados: “Subam através do túnel de abastecimento de água à cidade e destruam esses tais cegos e coxos, que eu aborreço”. (E esta é a origem do dito actual de “Nem cego nem coxo entrará aí!”.) 9/10 David estabeleceu-se na fortaleza de Sião, por isso passou a chamar-se cidade de David. Então, começando no velho bairro da cidade chamado Milo, empreendeu uma série de construções, em direcção ao norte até ao actual centro da cidade. Assim David se foi tornando cada vez mais forte, porque o Senhor Deus dos céus estava com ele.

11/12 O rei Hirão de Tiro mandou muita madeira de cedro, carpinteiros e pedreiros para a construção de um palácio para David. Este deu-se conta da razão por que o Senhor o tinha feito rei e tinha abençoado tanto a sua acção — era porque Deus queria fazer muitos benefícios a Israel, o seu povo eleito.

13/16 Após se ter mudado de Hebrom para Jerusalém, David casou com outras mulheres e concubinas, de quem teve muitos filhos e filhas. São estes os que lhe nasceram em Jerusalém: Samua, Sobabe, Natã, Salomão, Ibar, Elisua, Nefegue, Jafia, Elisama, Eliada, Elifelete.

David derrota os filisteus

17 Quando os filisteus ouviram que David tinha sido coroado rei de Israel, tentaram atacá-lo; mas David foi avisado disso e preparou a sua posição na fortaleza. 18/19 Os filisteus chegaram e espalharam-se pelo vale de Refaim. David perguntou ao Senhor: “Deverei sair e travar luta contra eles? Entregar-mos-ás nas mãos?”

E o Senhor respondeu: “Sim podes avançar, porque hei-de entregar-tos.”

20/22 Então David travou combate contra eles em Baal-Perazim e derrotou-os. “Foi o Senhor o responsável por isto”, exclamava ele. “O Senhor irrompeu contra os meus inimigos como uma avalanche.” Por isso chamou àquele lugar Avalanche. Por essa altura David e as suas tropas confiscaram muitos ídolos que os filisteus tinham abandonado. Os filisteus tornaram a tomar posições de luta contra os israelitas e espalharam-se pelo vale de Refaim.

23/24 Quando David voltou a perguntar ao Senhor o que devia fazer, foi assim a resposta: “Desta vez não os ataques frontalmente. Vai por detrás deles e aparece-lhes por entre as amoreiras. Quando ouvires um ruído como o de gente marchando por de cima das amoreiras, então ataca! Porque isso significará que o Senhor te preparou o caminho e que os destruirás.” 25 David fez segundo as instruções dadas pelo Senhor e destruiu os filisteus desde Geba a Gezer.

A arca é trazida para Jerusalém

1/2 David mobilizou trinta mil tropas especiais e levou-as até Baalá de Judá a fim de trazer de volta a arca do Senhor dos céus, cujo trono está acima dos querubins. 3/5 A arca foi colocada sobre um carro novo, e levada da casa de Abinadabe, que ficava numa colina; e era conduzida pelos filhos deste último — Uzá e Aiô. Aiô ia à frente; era seguido por David e pelos outros líderes de Israel que agitavam alegremente ramos de faia e tocavam instrumentos, na presença do Senhor — liras, harpas, tamborins, pandeiretas e címbalos.

6/8 No entanto, quando chegaram à eira de Nacom, os bois tropeçaram e Uzá estendeu o braço para segurar a Arca. A ira do Senhor acendeu-se contra ele e matou-o por causa do seu gesto; e ali ficou estendido, ao lado da arca. David ficou muito contristado por causa do que o Senhor fizera, deu àquele lugar o nome de Lugar da Ira sobre Uzá. Ainda hoje é assim chamado.

9/11 O rei ficou com medo do Senhor e perguntava-se a si mesmo: “Como poderei eu trazer a arca para a minha cidade?” Por isso resolveu não transportá-la para a cidade de David, mas levá-la antes para a casa de Obed-Edom, originário de Gate. Ela lá ficou por três meses, e o Senhor abençoou Obed-Edom e toda a sua casa e família.

12/15 Quando o rei teve conhecimento disto, decidiu-se novamente a trazer a arca para a cidade de David, organizando para tal uma grande celebração: a cada seis passos que os transportadores da arca faziam, paravam e esperavam que se oferecesse o sacrifício de um boi e de um cordeiro engordado. David dançava perante o Senhor com toda a exuberância, vestido com a veste sacerdotal. Foi dessa maneira que Israel trouxe para o seu local próprio a arca do Senhor. E tudo isso acompanhado de muitos gritos de júbilo e no meio de toques de trombetas.

16 Mas quando o cortejo se aproximou da cidade, Mical, a filha de Saul, que estava observando aquilo à janela, viu David saltando e dançando na presença do Senhor. Então desprezou-o no seu íntimo.

17/20 A arca foi colocada numa tenda que David tinha preparado para fez mais sacrifícios de holocaustos e de ofertas de paz ao Senhor. Depois abençoou o povo em nome do Senhor dos céus, e brindou cada um — homens e mulheres indiferentemente — com um pão, uma porção de vinho e um bolo de uvas. Quando tudo terminou e cada um se retirou, David regressou a casa para abençoar a sua família. No entanto Mical veio ao seu encontro e exclamou com ar irónico. “Que ar glorioso tinha hoje o rei de Israel, expondo-se dessa maneira aos olhos das raparigas, ao longo das ruas, como um vadio qualquer!”

21/22 David respondeu-lhe assim: “Eu estive a dançar diante do Senhor, o qual me escolheu a mim em lugar do teu pai e da tua família, e que me nomeou chefe de Israel, o povo do Senhor! Prefiro antes parecer louco, se dessa forma puder mostrar ao Senhor a minha alegria. Não me importo mesmo de parecer ainda mais louco do que fui, pois sei que mesmo assim serei respeitado pelas raparigas, a quem te referias!” 23 E Mical não teve filhos durante toda a sua vida.

A promessa de Deus a David

1/2 Quando o Senhor enviou finalmente a paz sobre a terra — Israel já não estava em guerra com mais nenhuma nação dos arredores — David disse a Natã, o profeta: “Repara bem — Eu vivo aqui numa bela casa, toda em cedro, enquanto a arca de Deus ali está, sob uma tenda!”

“Vai para a frente com os planos que tiveres em mente, porque o Senhor está contigo”, foi a resposta do homem de Deus.

Mas nessa noite o Senhor disse a Natã: 5/7 “Diz ao meu servo David que não mande construir nenhuma casa para minha habitação. Porque eu nunca vivi num templo. A minha casa, desde que trouxe Israel do Egipto, tem sido sempre uma tenda. E jamais me lamentei por isso junto dos chefes de Israel, os pastores do meu povo. Nunca lhes perguntei: ‘Porque é que não me constroem um belo templo em cedro?’

8/16 Por isso vai e dá esta mensagem a David, dizendo-lhe que é da parte do Senhor dos exércitos: ‘Escolhi-te para seres o líder do meu povo de Israel quando eras apenas um pastor de ovelhas, apascentando o teu gado pelos prados. Estive contigo por onde quer que andaste, e destruíste os teus inimigos. Tornarei o teu nome maior ainda do que é, de tal forma que serás um dos homens mais famosos do mundo! Escolhi para o meu povo uma terra e uma pátria da qual nunca mais sairão. Será a sua terra própria, onde as nações pagãs não mais o incomodarão como aconteceu quando os juízes governavam o meu povo. Não tens agora mais guerra contra os teus inimigos. Os teus descendentes governarão esta terra nas gerações futuras; pois, quando morreres, porei um dos teus filhos sobre o trono e tornarei o seu reinado poderoso. Será ele quem me construirá um templo. Prolongarei o seu reino pela eternidade. Serei para ele um pai e ele será meu filho. Se pecar, usarei outras nações para o castigar; no entanto a minha bondade nunca o deixará, ao contrário do que aconteceu com Saul, o teu antecessor. A tua família governará o reino para sempre.’”

A oração de David

17 Então Natã voltou a estar com David e disse-lhe tudo quanto o Senhor lhe mandara.

18/20 David foi até ao tabernáculo e pôs-se diante do Senhor, orando assim: “Ó Senhor Deus, porque é que derramaste as tuas bênçãos sobre uma pessoa tão insignificante como eu? E agora, a acrescentar a tudo isso, ainda me falas de uma dinastia futura! Tal generosidade não é certamente própria dos seres humanos, ó Senhor Deus! Não tenho palavras para dizer o que sinto. Pois tu sabes bem o que é que eu valho. 21 Tu fazes todas estas coisas porque o prometeste e porque são esses os teus planos.

22/24 Como tu és grandioso, Senhor Deus! Nunca ouvimos falar de qualquer outro deus como tu; porque não há outro Deus além de ti. Que outra nação em todo o mundo jamais recebeu tais bênçãos como Israel, o teu povo? Tu salvaste a tua nação eleita, a fim de glorificar o teu nome. Fizeste grandes milagres para destruir o Egipto e os seus deuses. Escolheste Israel para ser o teu povo para sempre e tornaste-te o nosso Deus.

25/29 Agora, Senhor Deus, faz como me prometeste, a mim e à minha família. E que sejas eternamente honrado, por teres estabelecido Israel como teu povo, e confirmado a minha descendência diante de ti. Fizeste-me a graça de me revelar, ó Senhor dos céus, Deus de Israel, que eu sou o primeiro de uma dinastia que governará o teu povo; é por essa razão que tomei a ousadia de dirigir esta oração de gratidão. Verdadeiramente, tu és Deus; as tuas palavras são verdade. Prometeste-me coisas maravilhosas — agora age conforme prometeste. Abençoa-me então a mim e à minha família para sempre. Que a nossa dinastia permaneça na tua presença para sempre; pois foste tu, Senhor Deus, quem o prometeu.”

O Livro (OL)

O Livro Copyright © 2000 by Biblica, Inc.® Used by permission. All rights reserved worldwide.

  Back

1 of 1

You'll get this book and many others when you join Bible Gateway Plus. Learn more

Viewing of
Cross references
Footnotes