A A A A A
Bible Book List

2 Pedro 1-3O Livro (OL)

Simão Pedro, servo e apóstolo de Jesus Cristo, a todos os que têm a mesma fé preciosa que nós temos, e que nos foi dada pela justiça de Jesus Cristo, nosso Deus e salvador.

Que através de um conhecimento cada vez melhor de Deus e de Jesus nosso Senhor a sua graça e a sua paz vos sejam multiplicadas.

Crescendo no conhecimento de Deus

Conhecendo plenamente aquele que nos chamou pela sua própria grandeza e virtude nos é dado, através do seu poder divino, tudo o que necessitamos para a vida e para a nossa relação com Deus. E pelo mesmo grande poder ele nos deu as suas preciosas e grandes promessas para por elas participarmos da natureza divina e escaparmos à corrupção no mundo causada por desejos maus.

5/7 Sendo assim, esforcem­se diligentemente por acrescentar à vossa fé uma boa conduta; e além disso o conhecimento das coisas espirituais; depois aprendam o que é o domínio dos vossos próprios desejos naturais; acrescentem a perseverança, e ainda uma relação efectiva com Deus. E não se esqueçam da afeição fraterna, e enfim do amor. Porque se estas qualidades abundarem na vossa vida, elas não vos deixarão ociosos nem estéreis, mas antes frutuosos no conhecimento de nosso Senhor Jesus Cristo. Mas quem falhar nestas coisas é como um cego, ou como alguém que não vê nada ao longe, tendo­se certamente esquecido de que Deus o livrou do pecado da sua vida passada.

10 Portanto, irmãos, procurem de forma activa estar firmes na chamada e na escolha de Deus, porque, assim fazendo, não hão­de tropeçar, nem desviar­se. 11 E Deus vos abrirá de par em par a entrada no reino eterno de nosso Senhor e salvador Jesus Cristo.

Atenção às Escrituras

12/15 Tenho pois a intenção de continuar a lembrar­vos estas coisas, ainda que já as saibam e estejam firmes na verdade que alcançaram. Mas o Senhor Jesus Cristo mostrou­me que em breve deixarei esta vida; mas enquanto aqui estiver penso que é justo mandar­vos estes avisos, esforçando­me para que depois de eu ter partido se lembrem sempre deles.

16 Porque não foi com narrativas imaginadas engenhosamente que vos fizemos conhecer o poder de nosso Senhor Jesus Cristo e da sua vinda. É que nós próprios vimos a sua majestade. 17/18 Nós estávamos com ele, naquele monte, na presença de Deus, quando ele se manifestou com a glória e honra que Deus, o seu Pai, lhe deu; e ouvimos a voz da gloriosa majestade dizendo: “Este é o meu Filho amado; tenho nele plena satisfação”.

19 Vimos assim reforçada a palavra dos profetas, aos quais fazem bem em prestar toda a atenção, como luzes iluminando sítios escuros, até que o dia de Cristo surja e a sua luz brilhante ilumine os vossos corações. 20/21 Sobretudo, devem entender que nenhuma profecia da Escritura proveio dos próprios profetas, isto é, a profecia nunca foi originada pela vontade humana. Foi o Espírito Santo quem inspirou os profetas para falarem da parte de Deus.

O perigo de falsos ensinadores

Mas entre o povo judeu também houve falsos profetas, tal como no vosso meio também haverá falsos mestres que com habilidade introduzirão doutrinas erradas e devastadoras, voltando­se contra o Senhor que pagou o preço da sua salvação; mas o seu fim será uma repentina destruição. Muitos seguirão os seus ensinos corruptos. E por causa deles o caminho da verdade será escarnecido. Estes, na sua ganância, dir­vos­ão toda a espécie de mentiras para vos ficar com o dinheiro. Mas o Senhor já há muito os condenou e a sua destruição é inadiável.

Porque Deus não poupou até os anjos que pecaram, mas lançou­os no inferno, acorrentados no mundo de trevas, até ao dia do juízo. E não poupou os que viveram nos tempos antigos antes do dilúvio, mas guardou Noé, o único a pregar a justiça, ele e mais as outras sete pessoas. Nesse tempo Deus destruiu com o dilúvio aquele mundo de gente que desprezavam Deus. Mais tarde condenou as cidades de Sodoma e Gomorra, reduzindo­as a cinzas, pondo­as como exemplo para todos os homens vivendo sem Deus. Mas ao mesmo tempo salvou Lot que era um homem bom, que se angustiava com a terrível maldade que via e ouvia à sua volta, dia após dia. Habitando entre eles afligia­se com a perversidade daquela gente.

Como vêem o Senhor pode salvar da tentação os crentes, reservando o castigo dos ímpios para o dia futuro do juízo final. 10 Ele é especialmente rigoroso para aqueles que seguem imundas luxúrias, e desprezam toda a autoridade, e para os que são irreverentes e orgulhosos, atrevendo­se mesmo a ofender os seres celestiais. 11 Mas os próprios anjos no céu, que são muito maiores em poder e força, nunca falam injuriosamente contra as forças do mal.

12 Mas esses falsos mestres são como animais irracionais, nascidos só para serem apanhados e mortos, dizendo mal daquilo que aliás nem conhecem; virão a ser destruídos na sua corrupção. 13 Esta é a paga que terão pelo seu pecado. Porque vivem à luz do dia em prazeres de luxúria. São como nódoas e símbolos escandalosos, vivendo deleitados na sua conduta enganosa, enquanto vão frequentando os vossos encontros de fraternidade. 14 Nenhuma mulher escapa aos seus olhares pecaminosos e nunca se fartam de adultério. Sabem enganar as pessoas de carácter inconstante. São peritos na ganância; vivem sob uma constante maldição. 15 Desprezaram o caminho da rectidão e tornaram­se como Balaão filho de Beor, que se deixou enganar pelo amor à paga do mal. 16 Mas Balaão foi impedido de dar seguimento ao seu louco intento quando o animal em que montava o repreendeu com voz humana.

17 Estes homens são tão inúteis como fontes sem água; são instáveis como nuvens levadas pela força do vento. Estão condenados à escuridão das trevas. 18 Falam com arrogância de coisas sem valor e usam a concupiscência como isca para fazer voltar ao pecado aqueles que se tinham libertado de uma tal vida. 19 Prometem liberdade enquanto que eles mesmos são escravos da corrupção. Porque uma pessoa é escrava daquilo que a domina. 20 E quando alguém escapa dos caminhos de maldade deste mundo através do conhecimento que teve acerca de nosso Senhor e salvador Jesus Cristo e se deixa depois novamente envolver e vencer pelo pecado, fica pior do que antes. 21 Teria sido melhor não ter conhecido o caminho da justiça, do que conhecendo­o desviar­se do santo mandamento que lhe foi entregue. 22 É como o velho ditado: “O cão volta ao que vomitou, e a porca, depois de lavada, à lama em que se espoja”.

O dia do Senhor

Esta é a minha segunda carta para vocês, queridos irmãos, e em ambas tentei que recordassem factos de que já tiveram conhecimento. Quero que se lembrem e compreendam as palavras que dantes foram ditas pelos santos profetas e pelos vossos apóstolos, que vos trouxeram os mandamentos do Senhor e salvador.

Antes de mais quero que se lembrem de que nos últimos dias haverá escarnecedores cheios de zombarias, andando segundo as suas próprias luxúrias. E argumentarão assim: “Que é feito da promessa de Jesus em como voltaria? Porque tanto quanto se pode conhecer do passado, tudo permanece na mesma desde o princípio da criação.”

5/6 Mas esquecem­se voluntariamente deste facto: Deus destruiu o mundo com um poderoso dilúvio, muito tempo depois de pela palavra de Deus os céus existirem e a Terra se ter separado da água e no meio da água subsistir. E Deus, pela mesma palavra, mandou que a Terra e os céus se reservem para o fogo no dia do juízo, quando todos os homens ímpios perecerão.

E não se esqueçam disto, queridos irmãos, que um dia para o Senhor é como mil anos, e mil anos como um dia. Ele não está a adiar a promessa do seu regresso, ainda que para alguns assim pareça, mas é paciente convosco, não querendo que ninguém se perca mas que todos venham a arrepender­se. 10 Mas o dia do Senhor virá inesperadamente como um ladrão. Então os céus desaparecerão com grande estrondo, os corpos celestes se desfarão em fogo e a Terra e tudo o que nela existe se queimará.

11 Sendo pois que tudo isto deverá desaparecer assim, como devem ser santas e piedosas as vossas vidas! 12 Devem pois aguardar esse dia, apressando a vinda desse dia de Deus, em que os céus em fogo e os elementos, ardendo, se fundirão. 13 Porém nós, segundo a sua promessa, aguardamos novos céus e nova terra, um mundo de justiça.

14 Queridos amigos, enquanto aguardamos estas coisas, procurem diligentemente que ele vos encontre vivendo rectamente, sem pecar e em paz com Deus.

15/16 Se o nosso Senhor é paciente é para que muitos tenham ainda a oportunidade da salvação. O nosso querido irmão Paulo já vos falou das mesmas coisas em todas as suas cartas segundo a sabedoria que lhe foi dada. Há nelas até pontos que não são fáceis de entender e que certas pessoas ignorantes ou superficiais distorcem, tal como as outras Escrituras, e isso para sua própria ruína espiritual.

17 Sabendo portanto isto de antemão, irmãos, guardem­se de serem levados pelo engano de homens perversos, ficando vocês mesmos também abalados na vossa firmeza. 18 Mas cresçam antes na graça e no conhecimento de nosso Senhor e salvador Jesus Cristo.

A ele seja a glória, agora como eternamente. Amém.

O Livro (OL)

O Livro Copyright © 2000 by Biblica, Inc.® Used by permission. All rights reserved worldwide.

  Back

1 of 1

You'll get this book and many others when you join Bible Gateway Plus. Learn more

Viewing of
Cross references
Footnotes