A A A A A
Bible Book List

1 Reis 6-7 O Livro (OL)

Salomão edifica o templo

(2 Cr 3.1-4)

Foi na primavera do quarto ano do reinado de Salomão que ele começou a construção do templo; 480 anos depois do povo de Israel ter deixado a escravidão do Egito.

O templo, que o rei Salomão construiu para o Senhor, tinha 30 metros de comprimento, 10 metros de largura e 15 metros de altura. A fachada principal tinha um pórtico com 10 metros de largura e 5 metros de fundo. Tinha janelas com grades.

Fez também edificar compartimentos em todo o comprimento de ambos os lados do templo, contra as paredes exteriores. Estas salas tinham a altura de três andares, tendo o primeiro piso de 2,5 metros de largura, o segundo piso 3 metros e o de cima 3,5 metros. Os compartimentos estavam ligados à parede do templo por vigas presas em blocos no exterior da parede; as vigas não estavam mesmo inseridas na parede.

As pedras usadas na construção do templo foram assentadas sem o ruído de martelo nem de qualquer instrumento semelhante.

Para o andar inferior dos compartimentos laterais entrava-se pelo lado direito do templo e havia umas escadas em caracol até ao segundo andar; um outro lanço de escadas levava até ao último piso, o terceiro. Acabada a edificação, Salomão mandou revesti-la completamente de cedro, incluindo as traves e os pilares. 10 Como se disse, havia de cada lado da construção, encostado às paredes laterais, um anexo ligado ao edifício por vigas de cedro. Cada andar desse anexo media 2,5 metros de altura.

11 Então o Senhor deu a Salomão a seguinte mensagem 12 respeitante ao templo que estava a construir: “Se andares de acordo com a minha palavra e seguires os meus mandamentos e instruções, farei o que disse ao teu pai David: 13 Viverei no meio do povo de Israel e nunca o desampararei.”

O interior do templo

(2 Cr 3.5-14)

14 Por fim, o templo ficou acabado. 15 Todo o seu interior foi revestido de cedro, do chão ao teto. 16 O sobrado foi feito com pranchas de cipreste. Igual revestimento recebeu a câmara interior ao fundo do templo, o lugar santíssimo, também do chão ao teto, com tábuas de cedro; estas tiveram de ser cortadas à medida do compartimento, tábuas com 10 metros. 17 Para o resto do templo empregaram-se tábuas com 20 metros. 18 Por todo o edifício, o revestimento de cedro que cobria a pedra das paredes tinha incrustados botões de flores e flores abertas.

19 O compartimento interior era onde estava a arca da aliança do Senhor. 20 Este santuário interior tinha 10 metros de comprimento, 10 metros de largura e 10 metros de altura. As paredes e o teto estavam cobertas de ouro puro. Salomão fez um altar de cedro para esta sala. 21-22 Depois mandou revestir o resto do interior do templo com ouro puro, incluindo o altar de cedro. Fez também cadeias de ouro para proteger a entrada do lugar santíssimo.

23 Para o interior deste, fez dois querubins de madeira de oliveira, cada um com 5 metros de altura. 24-28 Foram postos lado a lado, de forma a que as asas abertas, do lado exterior, tocassem as paredes laterais e as do interior se tocassem no centro da peça. Cada asa media 2,5 metros e cada querubim, com as asas abertas, atingia o dobro dessa medida. Os dois querubins tinham a mesma medida e estavam revestidos de ouro.

29 Havia figuras de querubins, palmeiras e flores abertas gravadas nas paredes do templo e do santuário interior. 30 O chão de ambos os lugares também estava revestido de ouro.

31-32 A entrada para o lugar santíssimo era uma porta com cinco lados feita de madeira de oliveira; também tinha querubins entalhados, palmeiras e flores abertas, e tudo era revestido a ouro.

33 Mandou fazer igualmente ombreiras de madeira de oliveira para a entrada do templo. 34 Colocaram-se duas portas duplas feitas de madeira de cipreste e cada porta dobrava-se sobre si mesma. 35 Estas portas também tinham os mesmos entalhes: querubins, palmeiras e flores abertas, e eram todas revestidas a ouro.

36 As paredes do átrio interior tinham três fiadas de pedras lavradas intercaladas com uma viga de cedro.

37 Os alicerces do templo foram colocados no mês de Ziv[a] do quarto ano do reinado de Salomão. 38 O edifício ficou inteiramente pronto, com todos os seus acabamentos, no mês de Bul[b] do décimo primeiro ano do seu reinado. Levou 7 anos a ser construído.

O palácio de Salomão

Depois Salomão mandou edificar o seu próprio palácio que levou 13 anos a construir.

Uma das salas do palácio chamava-se Salão da Floresta do Líbano. Era uma sala enorme que media 50 metros de comprimento por 25 metros de largura e 15 metros de altura. Enormes vigas de cedro saíam do teto e repousavam sobre quarenta e cinco colunas também de cedro, distribuídas em três séries de quinze cada uma. Tinha três ordens de janelas que ficavam umas em frente das outras. As portas da sala estavam emolduradas em retângulos, ficando umas em frente das outras, em três filas.

O Salão dos Pilares media 25 metros de comprimento e 15 metros de largura, com um pórtico à entrada e uma abóbada suportada por pilares.

Havia também a Sala do Trono ou Sala de Julgamento, onde o rei se sentava para ouvir os processos jurídicos, que era revestida de cedro do chão até ao teto. Os seus aposentos pessoais eram igualmente em cedro e dispunham-se em volta de um pátio, na retaguarda desta última sala. Reservou, aliás, apartamentos idênticos, com as mesmas medidas, no palácio que mandou construir para a filha do Faraó, uma das suas mulheres.

Todas estas construções foram feitas com enormes blocos de pedra cortados à medida. O custo de cada um desses blocos ficou, por isso, muito elevado. 10 As pedras para os alicerces tinham 5 e 4 metros de largura. 11 Os grandes blocos das paredes, cortados à medida exata da largura, juntavam-se no alto com as vigas de cedro. 12 O Grande Pátio tinha três correntezas de pedras lavradas, intercaladas com vigas de cedro, como acontecia no templo e no pórtico do palácio.

Mobiliário do templo

(2 Cr 3.15-17; 2 Cr 4.2-5; 4.11–5.1)

13 O rei Salomão pediu a um homem de Tiro, chamado Hurão, 14 que viesse fazer aquelas obras, porque era um artista inteligente e hábil a trabalhar em bronze. Ele era meio judeu, sendo filho de uma viúva de Naftali, e o seu pai fora operário de fundição em Tiro. Esse homem veio trabalhar para o rei Salomão.

15 Fez então duas grandes colunas de bronze, cada uma com 9 metros de altura e 6 metros de perímetro. 16 No topo desses pilares fez dois capitéis em forma de lírios, em bronze fundido, cada um com 2,5 metros de altura. 17 Cada capitel era decorado com sete conjuntos de rosáceas. 18-22 Cada capitel tinha também duas filas com duzentas romãs em bronze, esculpidas em cadeia. Hurão mandou colocar esses pilares à entrada do templo. Ao do lado sul deu o nome de Jaquim, ao outro, a norte, deu o nome de Boaz.[c]

23 Depois mandou forjar um enorme tanque redondo, também chamado mar de fundição, com um diâmetro de 5 metros. A borda dessa grande bacia ficava 2,5 metros do chão; a sua circunferência media 15 metros. 24 Por baixo da borda, do lado de fora, havia duas filas de ornamentos, separadas por alguns centímetros e fundidos juntamente com o tanque.

25 Este assentava sobre doze bois de metal com as partes traseiras viradas para o interior; três voltados para o norte, três para o sul, três para o este e três para o oeste. 26 As paredes do tanque mediam 8 centímetros de espessura. O seu rebordo era como o de uma taça em forma de lírio. Tinha capacidade para 44 000 litros.

27 Depois fez dez bases de bronze, com quatro rodas. Cada base era quadrada com 2 metros de lado e 1,5 metros de altura. 28 Estavam montadas sobre um suporte rodado feito de peças cruzadas. 29 Tinham como decoração leões incrustados, bois e querubins; acima e abaixo dos leões e dos bois pendiam grinaldas. 30 Cada uma destas bases tinha quatro rodas de bronze e eixos também em bronze; em cada canto das bases havia postes de bronze decorados com figuras em espiral nos lados. 31 A parte de cima destas bases consistia numa peça redonda de 50 centímetros de altura. O seu centro era côncavo, com 75 centímetros de fundo, decorado no exterior com espirais. As paredes do revestimento eram quadradas, não redondas. 32 Estas bases andavam sobre quatro rodas ligadas a eixos fundidos com as próprias bases. As rodas tinham 75 centímetros de altura. 33 Eram semelhantes às rodas de um carro. Todas as partes das bases eram feitas de bronze fundido, incluindo os eixos, os raios, os arcos e o centro.

34 Havia suportes em cada um dos quatro cantos das bases, também eles fundidos com as bases. 35 Estas tinham uma cercadura com 25 centímetros, na parte superior, de que saíam umas pegas; tudo fundido numa só peça com a base. 36 Nos espaços que podiam ser decorados, viam-se querubins, leões e palmeiras rodeadas por figuras em espiral. 37 As dez bases eram todas do mesmo tamanho e tinham as mesmas decorações, visto terem sido feitas no mesmo molde.

38 Depois mandou fazer dez tinas de bronze e colocou-as sobre as bases. Eram quadradas, com 2 metros de lado, e tinham a capacidade para 900 litros de água. 39 Cinco destas tinas foram postas num dos lados do templo e as outras cinco no outro. O tanque ficava no canto sul, no lado direito. 40 Hurão fez também o resto dos utensílios necessários: bacias, pás e tinas. Por fim, Hurão terminou toda a obra para o templo do Senhor, que Salomão lhe encomendara.

Esta é a lista dos trabalhos feitos:

41 dois pilares;

um capitel para o cimo de cada pilar;

rosáceas para cobrir as bases dos capitéis de cada pilar;

42 quatrocentas romãs, em duas filas, no trabalho das rosáceas, para cobrir as bases dos dois capitéis;

43 dez bases para dez pias;

44 um grande tanque e doze bois para o suportar;

45 recipientes; pás; bacias.

Todos estes utensílios foram feitos por este hábil artífice, Hurão, para o rei Salomão, usando bronze polido. 46 Tudo foi feito em bronze fundido e preparado nas planícies do Jordão, num sítio entre Sucote e Zaretã. 47 Foram usadas grandes quantidades de bronze, cujo peso era tal, que Salomão nem sequer registou o seu valor.

48 No entanto, Salomão recomendou que todos os utensílios e o mobiliário da casa do Senhor fossem feitos de ouro puro. Isto incluía o altar, a mesa onde se encontrava exposto o pão da Presença de Deus; 49 o candelabro, com cinco luzes à direita e cinco à esquerda, em frente do lugar santíssimo, as decorações florais, as lâmpadas e os espevitadores; 50 as taças, os apagadores, as bacias, os perfumadores, os braseiros; tudo foi feito em ouro puro; também as dobradiças das portas do lugar santíssimo e as da entrada principal do templo. Todos estes objetos eram feitos de ouro puro.

51 Quando o templo acabou de ser construído, Salomão colocou no tesouro do templo a prata, o ouro e todos os recipientes consagrados por seu pai, David.

Footnotes:

  1. 6.37 Mês de Ziv. Entre a lua nova do mês de abril e o mês de maio.
  2. 6.38 Mês de Bul. Entre a lua nova do mês de outubro e o mês de novembro.
  3. 7.18-22 Em hebraico, Jaquim significa ele estabelecerá e Boaz significa nele está a força.
O Livro (OL)

O Livro Copyright © 2000 by Biblica, Inc.® Used by permission. All rights reserved worldwide.

  Back

1 of 1

You'll get this book and many others when you join Bible Gateway Plus. Learn more

Viewing of
Cross references
Footnotes