A A A A A
Bible Book List

Provérbios 25O Livro (OL)

Mais provérbios de Salomão

25 Estes provérbios a seguir foram descobertos e copiados pelos secretários de Ezequias, rei de Judá:

2/3 É um privilégio de Deus o manter certos actos seus em mistério; mas por seu lado os governantes têm como privilégio examinar tudo o que se passa. Contudo há coisas impenetráveis: o infinito do universo, as profundezas do nosso planeta e, frequentemente, as verdadeiras intenções políticas dos governantes!

4/5 Tiradas as escórias da prata, fica-se com prata de lei, pronta para o joalheiro. Da mesma forma, quando a administração pública é limpa de homens corruptos, o governo torna-se estável e firma-se na justiça.

6/7 Não te engrandeças a ti mesmo na presença das autoridades ou dos governantes, nem forces para que te considerem uma alta individualidade. Porque vale mais que sejam eles a convidar-te para o círculo das pessoas importantes, do que arriscares-te a ser publicamente envergonhado por não te tomarem em consideração.

8/10 Não estejas com muita pressa em levar a tribunal uma questão que tenhas com alguém. A conclusão do processo pode não te ser favorável e sujeitas-te a ficares numa situação extremamente desagradável. É preferível tentares liquidar o assunto directamente com a pessoa com quem estás em conflito. Em qualquer dos casos não tornes públicas as confidências que terceiros te tenham feito, para que, ao ouvirem-no, estes não venham a insultar-te e tu não tenhas mais meios de te livrares das calúnias.

11 Como maçãs douradas numa salva de prata, assim é uma boa palavra dita a seu tempo.

12 Como uma condecoração, ou como um distintivo de elevada honra, assim é a crítica sincera, objectiva e justa, para aquele que a sabe aceitar.

13 Como a frescura da neve no auge dos calores do Verão, assim é aquele que cumpre fielmente a sua missão para com quem o mandou.

14 Uma pessoa que promete, mas que nunca chega a dar, é como nuvens que passam sobre a terra seca sem nunca trazerem chuva.

15 Com muita paciência pode chegar-se a convencer até mesmo um magistrado; e as palavras brandas são capazes de quebrar ossos duros.

16 Gostas de mel? Não comas demais para que não venhas a enjoá-lo.

17 Não visites demais o teu amigo, senão, a certa altura, ele não poderá mais suportar-te.

18 Dizer mentiras sobre alguém fere tanto como se se lhe batesse com uma vara de ferro, ou o ferisse com uma arma.

19 Confiar num indivíduo desleal quando estamos aflitos é comer carne com um dente quase a partir-se ou correr com um osso do pé deslocado.

20 Pôr-se a cantar cantigas alegres ou dizendo piadas junto de quem está a sofrer, é a mesma coisa do que obrigar alguém a andar em camisa num dia de muito frio, ou esfregar uma ferida com sal!

21/22 Se aquele que te aborrece tem fome, dá-lhe de comer! Se tem sede, dá-lhe de beber! Porque assim fazendo fá-lo-ás sentir a vergonha, e Deus te recompensará.

23 Assim como o vento do norte traz o frio, também uma resposta torta provoca a ira.

24 Vale mais viver num canto dum sótão, do que numa bela casa mas com uma mulher implicadora e rabugenta.

25 Como água bem fresca para quem está sedento e cansado, assim são as boas notícias que se recebem de longe.

26 Um homem justo, mas que se compromete com os ímpios, é como uma fonte poluída, ou um poço que fica cheio de lama.

27 Tal como não é bom comer mel em exagero, assim também não está certo uma pessoa passar a vida a pensar nas honras que teria merecido.

28 Uma pessoa que não sabe ou não pode controlar-se é como uma cidade aberta, sem muralhas.

O Livro (OL)

O Livro Copyright © 2000 by Biblica, Inc.® Used by permission. All rights reserved worldwide.

  Back

1 of 1

You'll get this book and many others when you join Bible Gateway Plus. Learn more

Viewing of
Cross references
Footnotes