A A A A A
Bible Book List

Provérbios 16O Livro (OL)

16 Nós podemos fazer os nossos próprios planos, mas o resultado final está nas mãos de Deus.

Podemos pretender provar que temos razão. Mas Deus convencer-se-á disso?

Entrega o teu trabalho ao Senhor, e os teus planos irão por diante.

Tudo o que o Senhor fez tem um objectivo. E o destino dos maus é serem castigados!

Deus abomina o orgulho. Por muito que se faça, o orgulho não escapará ao castigo.

A culpa é perdoada pela misericórdia e pela verdade. É obedecendo e reverenciando Deus que o ser humano se pode resguardar do mal.

Quando uma pessoa procura agradar a Deus, Deus faz com que até os seus piores inimigos tenham paz com ele.

Melhor é ter pouco, mas com honestidade, do que ter uma grande fortuna ganha por meios desonestos.

Ao elaborarmos os nossos planos, devíamos sempre contar com a intervenção de Deus.

10 As palavras do rei são como uma mensagem de Deus, as suas decisões são justas.

11 O Senhor exige justiça em todos os assuntos e negócios. Ele mesmo estabeleceu esse princípio.

12 Um chefe de estado tem horror à iniquidade, porque o seu direito de governar só pode ter como fundamento a justiça.

13 Um povo que fala e respeita a verdade e que ama a justiça faz felizes os seus governantes.

14 A severidade daquele que exerce a autoridade abala-nos como quando recebemos uma notícia de morte. As pessoas sabedoras encontrarão a forma de corrigirem aquilo que provocou esse rigor.

15 Quando o rosto do rei exprime alegria, isso é vida! A sua benevolência é como uma nuvem de chuva serôdia.

16 Quanto melhor é ter sabedoria do que muito ouro! E como vale mais o entendimento na vida do que montes de dinheiro!

17 O caminho dos justos distingue-se essencialmente por se desviar do mal; quem segue por ele está em segurança!

18 Ao orgulho segue-se a ruína, e a arrogância vem antes da queda.

19 É preferível pôr-se ao lado dos humildes e dos simples, do que partilhar de privilégios com gente altiva.

20 Deus abençoa os que obedecem consciente e reflectidamente à sua palavra, e os que confiam no Senhor serão felizes.

21 O indivíduo sábio será conhecido pelo seu bom senso, e quem ensina outros tornar-se-á mais persuasivo empregando palavras adequadas.

22 A sabedoria é fonte de vida para os que a possuem. O castigo dos loucos é a sua própria loucura.

23 Do íntimo de quem tem entendimento saem palavras inteligentes, capazes de persuadir os outros.

24 As palavras amáveis e delicadas são como o mel; fazem bem à alma, dão saúde à vida.

25 Na frente de cada pessoa encontra-se um caminho que parece direito e seguro, mas no fim do qual se encontra a morte.

26 A fome é boa para levar o homem a trabalhar a fim de satisfazer a sua necessidade.

27 O malfeitor provoca o mal, e aquilo que diz é como um fogo!

28 As pessoas perversas estão sempre a levantar contendas, e o intriguista é capaz de separar os melhores amigos.

29/30 A gente violenta costuma aliciar outros para os levar por caminhos condenáveis. Fecham os olhos imaginando cuidadosamente tudo o que há de pior a tramar; e de lábios cerrados tomam a firme decisão de levar os seus planos perversos por diante.

31 Os cabelos brancos representam dignidade; eles vêem-se nos que caminham na justiça.

32 Uma pessoa que é paciente vale mais do que alguém muito corajoso. É melhor saber dominar-se do que controlar um exército.

33 As pessoas têm o hábito de tirar à sorte para muito assuntos, mas no fim de contas é sempre de Deus que dependem as situações.

O Livro (OL)

O Livro Copyright © 2000 by Biblica, Inc.® Used by permission. All rights reserved worldwide.

  Back

1 of 1

You'll get this book and many others when you join Bible Gateway Plus. Learn more

Viewing of
Cross references
Footnotes