A A A A A
Bible Book List

Neemias 3O Livro (OL)

Os construtores das muralhas

Então Eliasibe, o sacerdote supremo, mais os outros sacerdotes reconstruíram as muralhas, até à torre dos Cem, e à torre de Hananel.

Seguidamente refizeram a porta das Ovelhas, aplicaram-lhe as portas e consagraram-na. Homens da cidade de Jericó trabalharam ao lado deles, e tiveram também o apoio de uma equipa de trabalhadores chefiada por Zacur (filho de Imri).

A porta do Peixe foi reconstruída pelos filhos de Senaa; fizeram tudo: prepararam a madeira, aplicaram as portas, fizeram as dobradiças e as fechaduras. Meremote (filho de Urias, filho de Coz) ocupou-se da secção a seguir na muralha, e mais à frente trabalharam Mesulão (filho de Berequias, filho de Mesezabel) e Zadoque (filho de Baana). Tiveram também ao lado deles os homens de Tecoa, mas os seus chefes não estavam dispostos a empenhar-se neste trabalho.

A porta Velha foi reparada por Joiada (filho de Paséia) e por Mesulão (filho de Besodeias). Prepararam a madeira e colocaram as portas com os gonzos e as fechaduras. Na secção a seguir estavam Melatias de Gibeão, Jadom de Merenote, e homens de Gibeão e de Mizpá, cidadãos desta província. Uziel (filho de Haraías), um ourives, e Hananias, um fabricante de perfumes, também trabalharam separadamente nas muralhas. Não foi preciso fazerem-se reparações no sector que ia dali até ao muro Largo.

9/10 Refaías (filho de Hur), administrador de metade do distrito de Jerusalém, também participou nos trabalhos na sua zona. Jedaías (filho de Harumafe) reconstruiu a parte do muro que ficava ali junto à sua casa, e mais ao lado trabalhou Hatús (filho de Hasabnéias). 11 A seguir estavam Malquias (filho de Harim) e Hassube (filho de Paate-Moabe) que se ocuparam da torre dos Fornos, e de uma secção da muralha adjacente. 12 Salum (filho de Haloés) e as suas filhas repararam a parte seguinte. Salum era o administrador da outra metade do distrito de Jerusalém.

13 O povo de Zanoa, chefiado por Hanum, refez a porta do Vale, levantou os batentes, pôs os ferrolhos e as dobradiças; além disso trabalharam também na secção de quinhentos metros até à porta do Monturo.

14 Esta última foi reparada por Malquias (filho de Recabe), administrador do bairro de Bete-Haquerem. Tal como com as outras, ocuparam-se do madeiramento, das ferragens e sua aplicação.

15 A porta da Fonte ficou a cargo de Salum (filho de Col-Hoze), administrador do bairro de Mizpá; refez todo o emadeiramento e recolocou as portas, com as respectivas ferragens. Depois aplicou-se na muralha que vai do tanque de Siloé até ao jardim do rei, e os degraus que descem da cidade de David, um bairro de Jerusalém. 16 A seguir estava Neemias (filho de Azbuque), administrador de metade do bairro de Betezur; reconstruiu até diante do cemitério real, até ao reservatório de água e até à messe dos oficiais.

17 Vinha depois um grupo de levitas trabalhando sob o controlo de Reum (filho de Bani). Então era Hasabias, administrador de metade do bairro de Queila, que reedificou o muro da zona de território de que era responsável. 18 Os seus irmãos estavam a seguir, actuando sob as ordens de Bavai (filho de Henadade), administrador da outra metade do bairro de Queila.

19 Os operários que vinham a seguir estavam liderados por Ezer (filho de Jesua), administrador da outra parte de Mizpá; estes trabalharam igualmente na parte da muralha defronte da subida para a casa das armas, onde a parede faz uma esquina. 20/21 Logo após aplicou-se, com grande ardor, Baruque (filho de Zabai), na reconstrução a partir da esquina da muralha até à casa de Eliasibe, o sacerdote supremo. Meremote (filho de Urias e neto de Coz) reparou uma secção da muralha que ia de um ponto oposto à porta da casa de Eliasibe até junto da mesma casa.

22/23 A seguir estavam os sacerdotes vindos das campinas fora da cidade. Benjamim, Hassube e Azarias (filho de Maaséias e neto de Ananias) trabalharam nas partes que ficavam mesmo junto às suas próprias casas. 24/25 Vinha depois Binuí (filho de Henadade) que se encarregou da secção que ia da casa de Azarias até ao canto seguinte. Palal (filho de Uzai) responsabilizou-se pela obra desde o canto até à base da torre superior da casa real, junto ao pátio da prisão. A seguir vinha Pedaías (filho de Parós). 26 Os netinins, que davam assistência em trabalhos no templo, e que viviam em Ofel, reconstruíram a muralha até defronte da porta da Água, para o leste e até à torre Alta. 27 Depois seguiam-se os tecoitas, que repararam a secção oposta à torre do Castelo e por cima do muro de Ofel.

28 Os sacerdotes encarregaram-se da parte após a porta dos Cavalos, cada uma fazendo a parte imediatamente oposta à sua casa. 29 Zadoque (filho de Imer) também reconstruiu a parte junto à sua habitação; depois dele estava Semaías (filho de Secanias), o porteiro da porta Oriental. 30 Após ele estava Hananias (filho de Selamias), Hanum (o sexto filho de Zalafe) e Mesulão (filho de Berequias) que reconstruíram junto às casas que habitavam. 31 Malquias, um dos ourives, ocupou-se da secção que ia até à morada dos serviçais do templo e dos comerciantes, defronte da porta da Inspecção, até à câmara superior junto do canto da muralha. 32 Os outros ourives e comerciantes completaram a muralha desde esse canto até à porta das Ovelhas.

O Livro (OL)

O Livro Copyright © 2000 by Biblica, Inc.® Used by permission. All rights reserved worldwide.

  Back

1 of 1

You'll get this book and many others when you join Bible Gateway Plus. Learn more

Viewing of
Cross references
Footnotes