A A A A A
Bible Book List

Mateus 14O Livro (OL)

A morte de João Baptista

14 1/2 Quando o rei Herodes ouviu a fama de Jesus, disse aos seus homens: “Este deve ser João Baptista, que voltou à vida. Por isso é que faz tais milagres.” 3/4 Com efeito Herodes tinha prendido João, acorrentando­o no cárcere por causa de Herodias, que era mulher de seu irmão Filipe; visto que João tinha dito que não lhe era lícito tomá­la por mulher. Por sua vontade, teria matado João, mas receava que houvesse tumultos, pois o povo inteiro tinha João na conta de profeta.

6/8 Todavia, numa festa de anos de Herodes, a filha de Herodias deu­lhe grande agrado pela forma como dançou. Então jurou dar­lhe o que ela quisesse. Ouvindo isto, a jovem, incitada pela mãe, pediu a cabeça de João Baptista numa bandeja! O rei ficou afligido, mas, por causa do juramento que fizera, não quis voltar com a palavra atrás na presença dos convidados, e deu as ordens necessárias. 10/11 Assim João foi degolado no cárcere e a sua cabeça trazida numa bandeja e entregue à jovem, que a levou à mãe. 12 Os discípulos de João foram pedir o corpo e sepultaram­no, contando a Jesus o sucedido.

Jesus alimenta cinco mil homens

13 Depois de ter recebido a notícia, Jesus saiu sozinho num barco para uma região deserta, a fim de ficar a sós. Mas o povo, vendo para onde ele se havia dirigido, seguiu­o por terra, vindo de muitas vilas. 14 Quando saiu do barco, Jesus viu aquela grande multidão à sua espera e, com dó deles, curou os que estavam doentes.

15 Ao cair da tarde, os discípulos foram ter com ele e disseram­lhe: “Já é tarde, e aqui neste local isolado não há nada que se coma; manda este povo retirar­se para que possa ir às povoações comprar alimento.”

16 Jesus, porém, respondeu: “Não é preciso; alimentem­no vocês!”

17 “Mas como? Temos só cinco pãezinhos e dois peixes!”

18 “Tragam­me isso aqui”, disse Jesus. 19/21 Então mandou o povo sentar­se sobre a erva e, pegando nos cinco pães e dois peixes, levantou os olhos para o céu, pedindo a bênção de Deus para aquela refeição; depois partiu os pães e deu­os aos discípulos para que os levassem ao povo. Todos comeram até ficarem satisfeitos. Quando os restos foram recolhidos, as sobras enchiam doze cestos! Nesse dia, a multidão era de uns cinco mil homens, não falando em mulheres e crianças.

Jesus anda sobre a água

22/24 Logo depois disto, disse aos discípulos que entrassem para o barco deles e atravessassem para a outra margem do lago, enquanto ele ficaria ali com o povo até que partissem para as suas casas. Feito isto, subiu à montanha para orar. Caiu a noite; mas no lago os discípulos tinham dificuldades, pois tinha­se levantado vento e o mar estava bravo.

25/27 Cerca das quatro horas da madrugada, Jesus foi ter com eles, caminhando sobre a água! Assustados, puseram­se a gritar, julgando ser algum fantasma. Mas Jesus logo lhes falou e os acalmou: “Não tenham medo!”

28 Então Pedro gritou­lhe: “Senhor, se realmente és tu, manda­me ir ter contigo caminhando sobre a água.”

29/30 “Vem”, disse Jesus.

Pedro saiu pela borda do barco e caminhou por cima da água em direcção a Jesus. Mas, olhando em torno, sentindo o vento forte, ficou apavorado e começou a afundar­se: “Senhor, salva­me!”

31 Logo Jesus lhe estendeu a mão e o socorreu: “Homem de pouca fé, porque duvidaste?”

32/33 Quando subiram para o barco, o vento cessou. Os outros ficaram cheios de espanto: “Realmente, és o Filho de Deus!”

34/36 E aportaram a Genezaré. A notícia da sua chegada depressa se espalhou por todos os arredores, e em breve as pessoas estavam a trazer todos os seus doentes para serem curados. Os doentes pediam­lhe muito que os deixasse tocar nem que fosse na borda da sua roupa, e todos os que assim faziam ficavam bons.

O Livro (OL)

O Livro Copyright © 2000 by Biblica, Inc.® Used by permission. All rights reserved worldwide.

  Back

1 of 1

You'll get this book and many others when you join Bible Gateway Plus. Learn more

Viewing of
Cross references
Footnotes