A A A A A
Bible Book List

Marcos 8O Livro (OL)

Jesus alimenta quatro mil homens

Um dia, por esse tempo, estando outra grande multidão reunida, o povo ficou novamente sem provisões. Jesus chamou os discípulos para estudar a situação: “Tenho pena desta gente porque estão aqui há três dias e não ficou nada para se alimentarem. Se os mandar embora sem lhes dar de comer, desfalecem pelo caminho, pois alguns vêm de muito longe.”

“Então, e é no deserto que vamos arranjar­lhes comida?”, perguntaram os discípulos.

“Quantos pães têm vocês?”, perguntou­lhes.

“Sete”, responderam. Mandou então a todos sentarem­se no chão e, tomando os sete pães, deu graças a Deus, partiu­os em pedaços, entregou­os aos discípulos, e estes levaram­nos ao povo. Encontraram­se também alguns peixinhos, que Jesus igualmente abençoou e mandou os discípulos servir.

8/9 A multidão inteira comeu até se fartar, depois do que a mandou embora. Naquele dia havia ali cerca de quatro mil pessoas, e as sobras recolhidas depois da refeição ainda deram para encher sete cestos grandes.

10 Logo a seguir entrou para um barco com os discípulos e foi para a região de Dalmanuta. 11 Quando os fariseus daquela terra souberam da sua chegada, procuraram­no para o experimentarem e discutirem com ele: “Dá­nos um sinal do céu para provar quem tu és.” 12/13 Ao ouvir isto, sentiu­se profundamente triste.“Certamente que não farei aqui nenhum milagre. De quantos mais precisarão vocês?” Por isso, voltou para o barco e deixou­os, atravessando para a outra margem do lago.

O fermento dos fariseus e de Herodes

14/15 Os discípulos, contudo, tinham­se esquecido de fazer provisão de comida antes de partirem, pelo que só tinham um pão a bordo. Durante a travessia, Jesus disse­lhes muito solenemente: “Tenham cuidado com o fermento do rei Herodes e com o dos fariseus”.

16 “Que quererá dizer?”, perguntavam os discípulos uns aos outros. Chegaram à conclusão de que devia referir­se ao facto de se terem esquecido de levar pão.

17 Jesus percebeu o que discutiam entre si: “Não, não é nada disso. Não compreendem? Será porventura o vosso coração demasiado duro para entender isto? 18 Se têm olhos porque não vêem? Se têm ouvidos porque não ouvem? Já não se lembram? 19 Então, e os cinco mil homens que alimentei só com cinco pães? Quantos cestos cheios de sobras recolheram depois?”

“Doze”, disseram.

20 “E quando alimentei os quatro mil com sete pães, quanto sobejou?”

“Sete cestos cheios”, responderam.

21 Jesus disse­lhes, “E ainda pensam que me preocupo por não termos pão?”

A cura do cego de Betsaida

22/23 Quando chegaram a Betsaida, algumas pessoas trouxeram­lhe um cego, pedindo­lhe que tocasse nele e o curasse. Jesus tomou o cego pela mão e levou­o para fora da aldeia. Aí, cuspiu­lhe nos olhos e pôs as mãos em cima deles. “Já vês alguma coisa?”, perguntou a seguir.

24 O homem olhou em volta: “Sim! Vejo homens mas não os distingo bem; parecem troncos de árvore a andar de um lado para o outro.”

25/26 Então pôs outra vez as mãos em cima dos olhos do homem e, quando este olhou bem, tinha recuperado completamente a vista e via claramente o que se passava à sua volta. Jesus mandou­o para casa, para junto da família. “Não passes sequer pela aldeia”, recomendou­lhe.

A confissão de Pedro sobre Jesus

27 Jesus e os discípulos saíram da Galileia e foram para as vilas de Cesareia de Filipe. Enquanto caminhavam, perguntou­lhes: “Quem pensa o povo que eu sou?”

28 “Há quem diga que és João Baptista. Outros afirmam que és Elias ou algum outro profeta dos tempos antigos que voltou a viver.”

29 “E vocês, quem pensam que eu sou?”

Pedro respondeu: “Tu és o Messias.” 30 Jesus recomendou­lhes que não o dissessem a ninguém.

Jesus fala da sua morte

31/32 A partir daí começou a falar­lhes nas coisas terríveis por que passaria — que não seria aceite pelos responsáveis do povo, nem pelos principais dos sacerdotes e nem pelos mestres da lei, que seria morto e que ressuscitaria três dias depois. Falava com eles sobre isto abertamente e Pedro o levou à parte e o repreendeu: “Não deves dizer coisas assim”.

33 Jesus, porém, voltou­se, e depois de olhar para os discípulos, disse severamente a Pedro: “Vai para trás de mim, Satanás! Vês isto só do ponto de vista humano e não do ponto de vista de Deus.”

34/38 Chamando os discípulos e o povo para o ouvirem, falou­lhes assim: “Se algum de vocês quiser ser meu seguidor, deve esquecer­se de si mesmo, tomar a sua cruz e seguir­me. Se quiserem salvar a vossa vida, perdê­la­ão. Só quem abandona a sua vida por minha causa e por causa do evangelho descobrirá a vida verdadeira. Que aproveita a um homem ganhar o mundo inteiro se perder a alma? Haverá alguma coisa que valha mais do que ele próprio? Todo aquele que se envergonhar de mim e da minha mensagem nestes dias de incredulidade e pecado, eu, o Filho do Homem, me envergonharei dele quando voltar na glória de meu Pai, com os santos anjos.”

O Livro (OL)

O Livro Copyright © 2000 by Biblica, Inc.® Used by permission. All rights reserved worldwide.

  Back

1 of 1

You'll get this book and many others when you join Bible Gateway Plus. Learn more

Viewing of
Cross references
Footnotes