A A A A A
Bible Book List

Hebreus 12O Livro (OL)

A correcção de Deus prova o seu amor

12 Portanto, nós também, visto que estamos rodeados por uma tão grande multidão de testemunhas, vidas que são exemplos da fé, deixemos tudo aquilo que nos embaraça, e o pecado que nos envolve tão de perto, e corramos com perseverança a carreira que nos está proposta. Olhemos para Jesus. Ele é a fonte da nossa fé e aquele que a aperfeiçoa, o qual, pela alegria que lhe estava reservada, suportou a cruz, aceitando a humilhação, vindo a sentar­se no lugar de maior honra à direita do trono de Deus. Pensem bem em tudo aquilo que ele suportou da parte dos pecadores, para que não venham a enfraquecer, desencorajando­se. No fundo ainda não chegaram, como ele, a verter o vosso sangue na luta contra o pecado.

5/6 Não se esqueçam das palavras de ânimo que Deus vos dirige como a filhos:

“Meu filho, não desprezes a correcção do Senhor,
    e não desanimes quando ele te mostrar que estás errado.
Porque o Senhor corrige aquele a quem ama,
    e castiga aqueles que reconhece como seus filhos”.

Deixem pois que Deus vos discipline; isso só prova que ele vos trata como filhos. Pois não é normal que um pai corrija o seu filho? Se Deus não vos corrigisse, isso poderia ser sinal de que afinal não seriam seus filhos; seriam como filhos ilegítimos. Pois se nós respeitamos os nossos pais aqui na terra que nos educaram, não deveremos muito mais submetermo­nos ao nosso Pai espiritual, para aprendermos verdadeiramente a viver?

10 Os nossos pais terrenos só por um curto espaço de tempo nos educam, procurando fazer o melhor que sabem. Porém, a correcção de Deus é para o nosso bem, para participarmos da sua santidade. 11 Pois com certeza que nunca é agradável ser castigado; no momento em que somos corrigidos custa­nos muito. Mas depois é que se vêem os resultados, nos que foram disciplinados — uma vida justa e de paz.

12 Portanto, tornem a levantar as mãos caídas de cansaço; e firmem bem os joelhos já enfraquecidos. 13 Dirijam os vossos passos por caminhos direitos, para que aqueles que coxeiam não acabem por se afastar de todo, mas antes aprendam a andar firmes.

Exortação à santidade

14 Procurem viver em paz com toda a gente, e levar uma vida santa; porque sem santidade ninguém poderá chegar a ver Deus. 15 Tenham cuidado para que ninguém deixe de beneficiar da graça de Deus, e também que nenhuma amargura crie raízes em vocês, a qual, ao brotar, venha a causar­vos perturbações, e depois, por contaminação, também a muitos outros mais. 16 Que ninguém se deixe arrastar pela imoralidade sexual, ou perca o respeito pelas coisas divinas, como Esaú, que por um bom prato de comida chegou a vender os seus direitos de filho mais velho. 17 E sabem que mais tarde, quando quis recuperar esses direitos, não conseguiu; de nada lhe serviram as lágrimas que verteu.

18 Vocês não tiveram que se aproximar de uma montanha de verdade, ardendo em fogo, no meio de escuridão, de trevas, e de uma tempestade, como aconteceu com Israel no Monte Sinai quando Deus lhes deu as suas leis. 19 E o que é ter ouvido aquele som de trombeta, e a voz poderosa com uma mensagem que os israelitas pediram que parasse porque não podiam ouvi­la mais. 20 Eles não podiam suportar a ordem de que: “Se até um animal tocar na montanha deverá ser apedrejado”. 21 Aquele espectáculo era de tal forma aterrador que o próprio Moisés declarou: “Estou a tremer de espanto”.

22 Em vez disso, vocês chegaram ao Monte Sião, que é a cidade do Deus vivo, a Jerusalém celestial, e aos milhares de anjos. 23 E chegaram à assembleia e igreja dos primeiros filhos de Deus, cujos nomes estão inscritos no céu. Vocês chegaram a Deus, que é o juiz de todos, e aos espíritos daqueles que foram justificados e que já alcançaram a perfeição. 24 E chegaram a Jesus, o mediador da nova aliança, que derramou o seu sangue, que graciosamente perdoa, ao contrário do sangue de Abel que clama por vingança.

25 Não fechem pois os ouvidos a quem vos fala. Porque se não escaparam aqueles que recusaram ouvir Moisés, que lhes falava aqui na terra, muito menos escaparemos nós se recusarmos ouvir aquele que é do céu. 26 Quando Deus falou do Monte Sinai, a sua voz fez tremer a terra. Mas Deus nos diz: “Ainda hei­de fazer tremer não só a Terra, mas também o céu”. 27 Com estas palavras Deus mostra a fragilidade do mundo material, que pode ser sacudido, para que só fiquem as coisas inabaláveis.

28 Visto que recebemos um reino que não pode ser destruído, sejamos agradecidos e agrademos a Deus, adorando­o com profunda e santa reverência, 29 porque o nosso Deus é um fogo consumidor.

O Livro (OL)

O Livro Copyright © 2000 by Biblica, Inc.® Used by permission. All rights reserved worldwide.

  Back

1 of 1

You'll get this book and many others when you join Bible Gateway Plus. Learn more

Viewing of
Cross references
Footnotes