A A A A A
Bible Book List

Ezequiel 17O Livro (OL)

A parábola das duas águias e da videira

17 Veio até mim a palavra do Senhor: Homem mortal, expõe esta parábola ao povo de Israel: 3/8 Uma grande águia, de largas asas de plumagem farta e colorida, veio até ao Líbano e arrancou um ramo da copa do mais alto cedro, e levou-o para uma cidade de comércio intenso. Plantou-o ali, num terreno fertil à beira dum rio, onde poderia crescer rapidamente, como acontece com os salgueiros. Ganhou então raízes, cresceu e tornou-se numa videira, não muito alta, mas de ramos muito estendidos na direcção da águia, produzindo ramos fortes e frutos luxuriantes. Mas quando outra águia muito grande, de largas asas e farta plumagem, se chegou igualmente, esta planta começou estendendo as raízes e os ramos na direcção desta última, ainda que estivesse em bom terreno e com água bastante para se tornar numa esplêndida videira, produzindo folhas e bons frutos.

9/10 Pergunta o Senhor Deus: Deixarei eu esta videira desenvolver-se e prosperar? Não! Vou antes arrancá-la, com raízes e tudo! Corto-lhe os ramos e deixo as folhas murcharem e morrerem. Não custa nada arrancá-la. Nem sequer preciso para isso de muita gente nem de equipamento especial. Ainda que essa videira tivesse começado muito bem, conseguirá prosperar? Não. Murchará completamente quando o vento de leste lhe tocar, morrendo no próprio solo em que se dera tão bem.

11 Então veio até mim esta mensagem do Senhor: 12/14 Pergunta a esses rebeldes filhos de Judá: Não compreendem o que significa esta parábola? Pois vou dizer-vos: Nabucodonozor, rei de Babilónia, veio a Jerusalém, levou-lhe o rei e os nobres e trouxe-os para Babilónia. Depois, estabeleceu um acordo com um membro da família real, e fê-lo jurar lealdade para consigo. Pegou numa nova planta e plantou-a num terreno fértil, junto a um grande rio, mandando para o exílio os indivíduos mais importantes no governo de Judá, para que Judá não volte a ser forte e não se revolte. Mas respeitando as suas promessas, Judá poderia ser respeitado e manter a sua identidade.

15/18 Contudo Zedequias rebelou-se contra Babilónia, mandando embaixadores ao Egipto para obter um grande exército e muitos cavalos que combatessem contra Nabucodonozor. Poderá Israel alguma vez prosperar depois de ter quebrado dessa forma com todos os seus compromissos? Alguma vez se sairia bem? Não! Tão certo como eu viver, diz o Senhor, o rei de Israel morrerá. Zedequias falecerá em Babilónia, onde vive o rei que lhe deu poder e como qual estabeleceu o acordo que veio a quebrar. Faraó e todo o seu poderoso exército não servirá de nada para ajudar Israel, quando o rei de Babilónia cercar Jerusalém novamente e destruir muitas vidas. Visto que o rei de Israel rompeu as promessas que jurara; por isso não escapará.

19/21 O Senhor Deus diz: Tão certo como eu ser vivo, sem falta castigá-lo-ei por ter desprezado um juramento feito em meu nome. Lançarei sobre ele a minha rede, será apanhado no meu laço; hei-de trazê-lo para Babilónia e ajustarei contas com ele ali, por me ter traído. Todos os melhores soldados de Israel serão mortos na guerra; os que ficarem na cidade serão espalhados pelos quatro cantos da terra. Então sim, hão-de saber que fui eu, o Senhor, que falou estas palavras.

22/24 Diz o Senhor Deus: Eu próprio tomarei o rebento mais tenro do cimo do maior cedro e plantá-lo-ei na mais elevada montanha de Israel. Tornar-se-á um cedro notável, que dará ramos e frutos. Animais de toda a espécie abrigar-se-ão debaixo dele; os seus ramos servirão de poiso a toda a espécie de aves. E todo o mundo se dará conta de que sou eu, o Senhor, quem deita abaixo as altas árvores e eleva as pequenas, que faço murchar as árvores verdes e torno verdes as que secavam. Eu, o Senhor, disse que o farei e hei-de fazê-lo.

O Livro (OL)

O Livro Copyright © 2000 by Biblica, Inc.® Used by permission. All rights reserved worldwide.

  Back

1 of 1

You'll get this book and many others when you join Bible Gateway Plus. Learn more

Viewing of
Cross references
Footnotes