A A A A A
Bible Book List

2 Reis 5O Livro (OL)

Naamã é curado da lepra

O rei da Síria tinha uma grande admiração por Naamã, chefe do seu exército. Tinha conduzido as suas tropas a muitas e gloriosas vitórias. Por isso era considerado um grande herói e muito respeitado. No entanto, havia um lado negativo — era leproso.

As tropas da Síria tinham invadido, certa vez, a terra de Israel; entre os cativos que levaram, encontrava-se uma menina que ficou ao serviço da mulher de Naamã. Um dia a menina disse à sua senhora: “Bem gostaria que o meu senhor fosse ver o profeta, na Samaria. Havia de curá-lo da lepra!”

Naamã contou ao rei o que a menina dissera. 5/6 “Sim, vai lá ver esse profeta”, disse-lhe o rei. “Escreverei uma carta de credencial para apresentares ao rei de Israel.” Naamã partiu, levando consigo seiscentos quilos de prata, seis mil moedas de ouro e dez mudas de roupa. A carta para o rei de Israel dizia assim: “O homem que é portador desta carta é o meu súbdito Naamã; o que eu pretendo é que trates da sua cura da lepra.”

Quando o rei de Israel leu a missiva, rasgou a roupa que trazia vestida e disse: “Este homem manda-me um leproso para que eu o cure! Sou eu Deus, para poder dar vida ou matar? O que ele está é a arranjar uma desculpa para nos invadir de novo.”

Mas quando o profeta Eliseu soube do aperto em que o rei se encontrava, mandou-lhe uma mensagem: “Porque é que estás tão preocupado? Manda Naamã vir ter comigo; ele ficará a saber que há um verdadeiro profeta de Deus aqui, na terra de Israel.”

9/10 Naamã chegou com os seus carros e cavalos à frente da casa de Eliseu. Este mandou-lhe um mensageiro que lhe dissesse para ir lavar-se sete vezes no rio Jordão, e que ficaria sarado de qualquer vestígio de lepra!

11 No entanto Naamã, muito irritado, resolveu ir-se embora. “Vejam bem”, disse ele, “eu sempre pensei que, pelo menos, ele viria, falaria comigo, poria a mão sobre as partes leprosas, invocaria o nome do Senhor seu Deus e eu ficaria curado! 12 Não são os rios Abana e Farpar, de Damasco, muito melhores do que todos os rios de Israel juntos? Se a questão é lavar-me num rio, posso muito bem fazê-lo na minha terra e curar-me.” E retirou-se indignado.

13 Mas os seus ajudantes tentaram fazê-lo reconsiderar: “Se o profeta te tivesse pedido para fazer uma coisa muito difícil, não a terias feito? Então porque é que não fazes isso, que é lavares-te e ficares curado?”

14/15 Naamã sempre aceitou descer até ao rio Jordão; mergulhou sete vezes, como Eliseu lhe dissera, e a sua carne ficou como a de um menino — curou-se. Voltou então mais a sua comitiva toda para ir falar de novo ao profeta; puseram-se repeitosamente na sua frente e Naamã disse: “Agora sei que em todo o mundo não há um verdadeiro Deus senão em Israel. Peço-te que aceites estes presentes.”

16 “Juro-te por Jeová, o meu Deus, que não os aceitarei.” Naamã insistiu com ele, para que os aceitasse, e ele sempre recusou firmemente.

17/18 “Bem”, disse Naamã, “está certo. Mas peço-te que me dês terra correspondente a dois carregamentos de mula para levar comigo, porque daqui em diante nunca mais oferecerei sacrifícios a outro deus senão ao Senhor. Contudo, que o Senhor me perdoe só isto — quando o meu senhor, o meu rei, entrar no templo do deus Rimom para o adorar e se apoiar no meu braço, que o Senhor me perdoe se eu também me inclinar.”

19 “Podes ir em paz”, disse Eliseu. Naamã regressou à sua terra.

20 Mas Geazi, o ajudante de Eliseu, disse para consigo: “O meu senhor não devia ter deixado este indivíduo partir sem ter ficado com alguns dos seus presentes. Quem há-de ir atrás dele para ver se ainda apanho alguma coisa, serei eu.”

21 Geazi partiu atrás de Naamã. Quando este o viu aproximar-se, saltou do carro e foi ao encontro de Geazi. “Há alguma novidade?” perguntou-lhe.

22 “Não, vai tudo bem”, respondeu Geazi. “Apenas que o meu senhor me mandou vir ter contigo, porque chegaram dois moços profetas, das montanhas de Efraim, e ele gostaria de lhes dar trinta e quatro quilos de prata e duas mudas de roupa.”

23/24 “Tens aqui já sessenta e oito quilos”, respondeu Naamã. Deu-lhe mais dois fatos caros, e pôs o dinheiro em dois sacos, mandando dois servos seus que carregassem com os presentes, na companhia de Geazi. No entanto quando chegaram à colina onde vivia Eliseu, Geazi pegou nos fardos dos presentes, e mandou os servos embora. Depois escondeu o dinheiro na sua casa.

25 Ao apresentar-se novamente na frente do seu senhor, Eliseu perguntou-lhe: “Onde é que estiveste, Geazi?”

“Em sítio nenhum!”, respondeu-lhe.

26/27 “Não estás a ver que o meu pensamento te acompanhou, quando Naamã desceu do carro para vir ao teu encontro? Seria esta situação própria para arranjares dinheiro, roupa, olivais, vinhas, cordeiros, bois e servos? Visto que fizeste uma tal coisa, a lepra de Naamã ficará sobre ti e sobre os teus filhos, e sobre os teus descendentes para sempre.” Geazi saiu dali leproso, com a pele branca como neve.

O Livro (OL)

O Livro Copyright © 2000 by Biblica, Inc.® Used by permission. All rights reserved worldwide.

  Back

1 of 1

You'll get this book and many others when you join Bible Gateway Plus. Learn more

Viewing of
Cross references
Footnotes