A A A A A
Bible Book List

1 Reis 7O Livro (OL)

O palácio de Salomão

Depois, Salomão mandou edificar o seu próprio palácio, que levou treze anos a construir.

2/5 Uma das salas do palácio chamava-se Salão da Floresta do Líbano. Era uma sala enorme, medindo 50 metros de comprimento por 25 de largo e 15 de altura. Enormes vigas de cedro do tecto repousavam sobre quatro filas de colunas também de cedro. Tinha três ordens de janelas — quarenta e cinco ao todo — em três das paredes; cinco janelas em cada fila. As janelas e as portas da sala tinham o mesmo tipo de ombreiras.

Outro era o Salão dos Pilares. Media 25 metros de comprimento e 15 de largo, com um pórtico à entrada e uma abóbada suportada por pilares.

Havia também a Sala do Trono ou Sala de Julgamento, onde o monarca se sentava para ouvir os processos jurídicos: era revestida com cedro do chão até ao vigamento do tecto. Os seus aposentos pessoais — tudo em cedro, igualmente — dispunham-se à volta de um pátio, na retaguarda desta última sala. (Alías reservou apartamentos idênticos, com as mesmas medidas, no palácio que mandou construir para a filha de Faraó, uma das suas mulheres.) 9/12 Todas estas construções foram feitas inteiramente com enormes blocos de pedra, cortados à medida necessária. O custo de cada um desses blocos ficou assim muito elevado. As pedras para os alicerces tinham quatro e cinco metros de largura. Os grandes blocos das paredes, cortados à medida exacta de largura, juntavam-se no alto com as vigas de cedro. O Grande Pátio tinha três correntezas de pedras lavradas nas paredes, que se acoplavam com o travejamento de cedro, tal como acontecia no templo e com o pórtico do palácio.

Mobiliário para o templo

13/14 O rei Salomão pediu a um homem de Tiro, chamado Hurão, que viesse trabalhar naquelas obras, porque era um hábil artista em bronze. Ele era meio judeu, sendo filho de uma viúva de Naftali; seu pai fora operário de fundição em Tiro. Esse homem veio trabalhar para o rei Salomão.

15/22 Fez então duas grandes colunas de bronze, cada uma com nove metros de altura e seis de circunferência, espessas de dez centímetros. No topo desses pilares fez dois capitéis em forma de lírios, com bronze fundido, cada um com dois metros e meio de altura de dois metros de largura. Cada capitel era decorado com sete conjuntos de rosáceas; e quatrocentas romãs, em duas filas, desenhadas, em cadeia, no bronze. Hurão mandou pôr esses pilares à entrada do templo. A um deles, no lado do sul, deram o nome de Pilar Jaquim; ao outro Pilar Boaz.

23/24 Hurão preparou também um tanque redondo em bronze com dois metros e meio de altura, cinco de diâmetro e quinze de circunferência. Por baixo da borda, por fora, havia duas filas de ornamentos, separadas de alguns centímetros e fundidos juntamente com o tanque.

25/26 Ficava apoiado sobre doze bois, de pé, juntos pelas caudas, três deles virados para o norte, outros três para o sul, três para leste e três para oeste. Os lados do tanque mediam dez centímetros de espessura. O seu rebordo era como o de uma taça. Tinha capacidade para 54.000 litros.

27/31 Depois fez dez bases movíveis, com quatro rodas; cada base era quadrada, de dois metros de lado e metro e meio de altura. Estavam montadas sobre um trem rodado feito de peças cruzadas, decoradas com leões incrustados, bois e anjos; acima e abaixo dos leões e dos bois havia decorações de figuras em espiral. Cada uma destas bases movíveis tinha quatro rodas de bronze e eixos de bronze também; em cada canto das bases havia uns postes de bronze, decorados com figuras em espiral, de cada lado. O alto destas bases consistia numa peça redonda de cinquenta centímetros de altura. O seu centro era côncavo, com setenta e cinco centímetros de fundo, decorado no exterior com espirais. As suas paredes de revestimento eram quadradas, não redondas.

32/37 Estas bases andavam sobre quatro rodas ligadas a eixos que estavam fundidos com as próprias bases. As rodas tinham setenta e cinco centímetros de altura; eram semelhantes às rodas de um carro. Todas as partes das bases tinham sido feitas com bronze fundido, incluindo os eixos, os raios, os arcos e o centro. Havia suportes em cada um dos quatro cantos das bases, os quais também tinham sido fundidos com as bases. Estas tinham também uma bordadura de vinte e três centímetros na parte superior, a que se ligavam umas pegas, tudo fundido de uma só peça com a base. Aos lados, nos espaços onde podia haver decoração, viam-se querubins, leões e palmeiras rodeadas por figuras em espiral. Todas as dez bases eram do mesmo tamanho e feitas da mesma forma, visto que cada uma delas tinha tido o mesmo molde para a sua feitura.

38/40 Depois mandou fazer dez tinas de cobre e colocou-as sobre as bases. Cada uma delas era quadrada, de dois metros de lado, com capacidade para 1.080 litros de água. Cinco destas tinas foram postas dum lado e cinco do outro, do compartimento. O tanque ficava no canto sul, do lado direito da sala. Hurão fez também o resto dos instrumentos necessários: bacias, pás, tinas. Por fim, a obra para o templo do Senhor, que Salomão lhe encomendara, terminou.

41/47 Esta é a lista dos trabalhos feitos:

Dois pilares;
Um capitel para o cimo de cada pilar;
Rosáceas para cobrir as bases dos capitéis de cada pilar;
Quatrocentas romãs, em duas filas, no trabalho das rosáceas, para cobrir as bases dos dois capitéis;
Dez asas movíveis para dez tinas;
Um grande tanque e doze bois para o suportar;
Recipientes;
Pás;
Bacias.

Tudo isto foi feito em bronze fundido e preparado nas planícies do rio Jordão, num sítio entre Sucote e Zaretã. O peso total destas peças não se sabe, pois que não havia possibilidade de as pesar!

48/50 Todos os utensílios e mobiliários do templo foram feitos de ouro puro. Isto incluía o altar, a mesa onde se encontrava exposto o pão da presença de Deus, o candelabro (com cinco luzes à direita e cinco à esquerda, em frente do lugar santíssimo), as flores, as lâmpadas, os espevitadores, as taças, os apagadores, as bacias, os perfumadores, os braseiros, as dobradiças das portas do lugar santíssimo e as da entrada principal do templo. Todos estes objectos eram feitos de ouro puro.

51 Quando o templo se acabou de construir, Salomão pôs no tesouro do templo a prata, o ouro e todos os recipientes consagrados por seu pai David.

O Livro (OL)

O Livro Copyright © 2000 by Biblica, Inc.® Used by permission. All rights reserved worldwide.

  Back

1 of 1

You'll get this book and many others when you join Bible Gateway Plus. Learn more

Viewing of
Cross references
Footnotes