A A A A A
Bible Book List

João 13-15 O Livro (OL)

Jesus lava os pés aos discípulos

13 Antes da festa da Páscoa, Jesus já sabia que aquela seria a sua última noite neste mundo antes de voltar para junto do Pai. Quanto aos discípulos que tinha no mundo, amou-os sempre da forma mais perfeita até ao fim! Decorria o jantar e o Diabo já convencera Judas Iscariotes, filho de Simão, a traí-lo. Jesus sabia que o Pai colocara tudo nas suas mãos e que viera de Deus e para Deus voltaria.

Depois da ceia, levantou-se da mesa, despiu a túnica e pôs uma toalha à volta da cintura. E, deitando água numa bacia, começou a lavar os pés dos discípulos e a enxugá-los com a toalha.

Quando chegou a vez de Simão Pedro, este observou: “Mestre, não devias lavar-me os pés.”

Jesus retorquiu: “Agora não entendes o que faço, mas virá o dia em que compreenderás.”

“Não!”, protestou Pedro. “Não consinto que me laves os pés!”

“Se não deixares, não poderás ter parte comigo.”

Simão Pedro respondeu: “Senhor, então não só os pés, mas as mãos e a cabeça!”

10 Jesus respondeu: “Aquele que se lavou por completo só precisa de lavar os pés para se manter limpo. Agora estás limpo, mas nem todos aqui estão limpos.”

11 Pois Jesus sabia quem o ia trair. Por isso, disse: “Nem todos estão limpos.”

12 Depois de lhes ter lavado os pés, tornou a vestir a túnica, sentou-se e perguntou-lhes: “Compreendem o que eu fiz? 13 Chamam-me Mestre e Senhor, e fazem bem, porque é verdade. 14 E uma vez que eu, Senhor e Mestre, vos lavei os pés, também devem lavar os pés uns aos outros. 15 Dei-vos o exemplo! Façam como eu vos fiz! 16 É realmente como vos digo: o servo não é maior do que o seu senhor, nem o mensageiro maior do que quem o enviou! 17 Agora que sabem estas coisas, serão felizes se as praticarem.

Jesus fala da traição

(Mt 26.17-30; Mc 14.12-26; Lc 22.7-23)

18 Ao dizer estas coisas, não me refiro a todos sem exceção, porque vos conheço bem. Eu próprio vos escolhi! As Escrituras dizem: ‘O que comia do meu pão, até esse me trai’[a]. Isto cumprir-se-á. 19 Digo-vos isto agora para que, quando acontecer, possam crer que eu sou quem sou. 20 É realmente como vos digo: quem receber quem eu enviar é a mim que recebe. E quem me receber recebe quem me enviou.”

21 Nesse momento, Jesus começou a angustiar-se e exclamou: “É realmente como vos digo: um de vocês vai trair-me!”

22 Os discípulos entreolharam-se sem saberem a quem se referia. 23 Um deles, que estava à mesa, ao lado de Jesus, era o seu amigo mais íntimo. 24 Simão Pedro fez-lhe sinal para que lhe perguntasse de quem falava. 25 Então inclinando-se para Jesus, perguntou-lhe: “Senhor, quem é?”

26 Jesus disse: “Aquele a quem eu der o pão ensopado no molho.” Depois de ter molhado um pedaço de pão, deu-o a Judas, filho de Simão Iscariotes. 27 Logo que Judas o comeu, Satanás entrou nele e Jesus disse-lhe: “O que pretendes fazer fá-lo já.” 28 Nenhum dos outros que estavam à mesa percebeu com que propósito Jesus lhe dissera aquilo. 29 Alguns pensavam que, como Judas era o tesoureiro, Jesus o mandara pagar a refeição ou dar dinheiro aos pobres. 30 Judas saiu imediatamente e desapareceu na noite.

Jesus prediz que Pedro o vai negar

(Mt 26.31-35; Mc 14.27-31; Lc 22.31-34)

31 Logo depois, Jesus disse: “Chegou a hora da glória do Filho do Homem e Deus receberá glória por ele. 32 E se a glória de Deus é manifestada pelo seu Filho, Deus glorificá-lo-á em si próprio e glorificá-lo-á em breve. 33 Meus queridos filhos, vou estar convosco por pouco tempo mais! E então, apesar de me procurarem, para onde eu vou não podem vocês ir, tal como disse aos judeus. 34 Assim, dou-vos agora um novo mandamento: que se amem uns aos outros. Como eu vos tenho amado, assim devem amar-se uns aos outros. 35 O vosso amor uns pelos outros provará ao mundo que são meus discípulos.”

Jesus prediz a negação do Pedro

(Mt 26.33-35; Mc 14.29-31; Lc 22.33-34)

36 Simão Pedro perguntou: “Senhor, para onde vais?”

E Jesus replicou: “Agora não podes ir comigo, mas seguir-me-ás mais tarde.”

37 “Porque é que não posso ir agora, se estou pronto a morrer por ti?”

38 Jesus respondeu: “Morrer por mim? Antes que o galo cante de madrugada, três vezes negarás que me conheces!”

Jesus conforta os discípulos

14 “Que o vosso coração não se aflija. Creem em Deus, creiam também em mim. Há muitas moradas onde vive o meu Pai e vou aprontá-las para a vossa chegada. Quando tudo estiver pronto, então virei para vos levar, para que possam estar sempre comigo onde eu estiver. Se assim não fosse, eu próprio vos teria dito claramente. Aliás, vocês sabem para onde vou e como se vai para lá.”

Jesus é o caminho para o Pai

“Não, não sabemos!”, interrompeu Tomé. “Se não fazemos a menor ideia para onde vais, como podemos conhecer o caminho?”

Jesus disse-lhe: “Sou eu o caminho. Sim, e a verdade e a vida. Ninguém pode chegar ao Pai sem ser através de mim. Se tivessem sabido quem sou, então saberiam também quem é o meu Pai. A partir de agora, já o conhecem e o têm visto!”

Filipe disse: “Senhor, mostra-nos o Pai, e isso nos basta.”

Jesus respondeu: “Ainda não sabes quem eu sou, Filipe, mesmo depois de todo este tempo que passei convosco? Todo aquele que me viu, viu também o Pai. Então, porque me pedes para o veres? 10 Não acreditas que eu estou no Pai e que o Pai está em mim? As palavras que digo não são minhas, mas vêm do meu Pai, que vive em mim. E é através de mim que ele realiza as suas obras. 11 Creiam somente que estou no Pai e que o Pai está em mim. Ou então acreditem por causa das obras que me viram fazer.

12 É realmente como vos digo: quem crer em mim fará as mesmas obras que eu, e maiores até, porque vou para junto do Pai. 13 Podem pedir-lhe tudo, em meu nome, que eu o farei, pois isso contribuirá para a glória do Pai, por causa daquilo que eu, o Filho, farei por vocês. 14 Se pedirem qualquer coisa em meu nome, eu o farei.

Jesus promete o Espírito Santo

15 Se me amam, obedeçam-me. 16 E eu pedirei ao Pai que vos envie outro Consolador[b] e este nunca vos abandonará. 17 Ele é o Espírito Santo, o Espírito que conduz a toda a verdade. O mundo não o pode receber, porque não o procura nem o reconhece. Mas vocês, sim, pois ele vive convosco e estará mesmo no vosso íntimo. 18 Não, não vos abandonarei nem vos deixarei órfãos; antes virei até vós. 19 Mais um pouco e terei saído do mundo, mas continuarei convosco. Pois tornarei a viver e vocês também. 20 Quando eu voltar à vida, hão de saber que eu estou no meu Pai, e vocês em mim e eu em vocês. 21 Aquele que tem os meus mandamentos e lhes obedece é aquele que me ama. E, por ele me amar, meu Pai o amará; e também eu o amarei e me revelarei a ele.”

22 Judas (não o Judas Iscariotes) perguntou-lhe: “Senhor, porque é que te revelarás unicamente a nós e não a todo o mundo?”

23 Jesus respondeu: “Só me revelarei àqueles que me amam e me obedecem. Também o Pai os amará e viremos para eles e com eles viveremos. 24 Aquele que não me obedece não me ama. Esta resposta à vossa pergunta não é imaginação minha! É a resposta dada pelo Pai que me enviou. 25 Digo-vos estas coisas enquanto estou ainda convosco. 26 Mas o Pai mandará o conselheiro em meu nome, esse Consolador é o Espírito Santo, e ele vos ensinará todas as coisas e vos lembrará tudo o que eu próprio vos tenho dito.

27 Deixo-vos a minha paz. E a paz que eu dou não é como aquela que o mundo dá. Por isso, não se aflijam nem tenham receio. 28 Lembrem-se do que vos disse: Retiro-me, mas voltarei de novo para vocês. Se realmente me amam, sentir-se-ão felizes, pois agora posso ir para o Pai, que é maior do que eu. 29 Disse-vos estas coisas antes de acontecerem para que, quando se realizarem, possam crer.

30 Não tenho muito mais tempo para falar convosco, pois aproxima-se o chefe deste mundo. Ele não tem poder sobre mim. 31 Mas o mundo deve saber que amo o Pai e que faço exatamente aquilo que o meu Pai me mandou fazer. Levantem-se! Vamos!”

A videira e os ramos

15 “Eu sou a videira verdadeira e o meu Pai é o lavrador. Ele corta todos os ramos que não produzem fruto. E, aos que produzem, poda-os para que frutifiquem ainda mais. Ele já cuidou de vocês, podando-vos para que tenham mais vigor e utilidade, graças aos ensinamentos que vos dei. Tenham o cuidado de viver em mim e deixem-me viver em vocês. Porque um ramo não pode dar fruto quando separado da videira. Por isso, não poderão dar fruto afastados de mim.

Sim, eu sou a videira e vocês são os ramos. Aquele que viver em mim e eu nele produzirá muito fruto. Pois sem mim nada podem fazer. Se alguém se separar de mim, será lançado fora por ser um ramo inútil; seca e é posto com todos os outros que serão depois queimados. Mas se continuarem em mim e obedecerem aos meus mandamentos, poderão pedir o que quiserem, que vos será concedido. Os meus verdadeiros discípulos produzem muito fruto, o que traz grande glória ao meu Pai.

Amei-vos como o Pai me amou. Vivam no meu amor. 10 Se guardarem os meus mandamentos estarão a viver no meu amor, assim como eu obedeço ao meu Pai e vivo no seu amor. 11 Disse-vos isto para que possam encher-se da minha alegria. Sim, a vossa taça de alegria transbordará! 12 Mando-vos que se amem uns aos outros como eu vos amei. 13 E é esta a medida: o maior amor é mostrado quando alguém dá a vida pelos seus amigos. 14 E vocês serão meus amigos se fizerem o que vos mando. 15 Já não vos chamo criados, pois estes não acompanham o que faz o patrão. Vocês são meus amigos, e a prova disso é o facto de vos ter revelado tudo o que o Pai me disse. 16 Não foram vocês que me escolheram, mas fui que vos escolhi e vos nomeei para irem e produzirem fruto, e fruto que perdure, para que o Pai vos dê tudo o que lhe pedirem em meu nome. 17 É pois isto o que vos mando: que se amem uns aos outros!

O mundo odeia os discípulos

18 Se o mundo vos aborrece, primeiro me aborreceu a mim. 19 O mundo amar-vos-ia se lhe pertencessem; mas vocês não lhe pertencem. Eu vos escolhi para sairem do mundo, e por isso o mundo vos odeia. 20 Lembrem-se do que vos disse: O servo não é maior do que o seu senhor! Assim, visto que me perseguiram, também vos perseguirão. Se me tivessem escutado, também vos escutariam. 21 A gente do mundo perseguir-vos-á por me pertencerem, pois não conhecem a Deus que me enviou. 22 Se eu não tivesse vindo e não lhes tivesse falado, não seriam culpados. Mas agora o seu pecado não tem desculpa. 23 Qualquer que me repudia, repudia também o meu Pai. 24 Se eu não tivesse feito entre eles as coisas que mais ninguém fez, não seriam considerados culpados. Mas eles viram esses milagres, e mesmo assim aborreceram-nos, a mim e ao meu Pai. 25 Assim se cumpriu o que está escrito na sua Lei: ‘Odeiam-me sem motivo.’[c]

26 Contudo, mandar-vos-ei o Consolador, o Espírito da verdade. Ele virá desde o Pai e vos dirá tudo a meu respeito. 27 E também vocês devem testemunhar de mim, porque têm estado comigo desde o princípio.”

Footnotes:

  1. 13.18 Sl 41.9. Literalmente, levantou contra mim o seu calcanhar.
  2. 14.16 Consolador refere-se ao Espírito Santo.
  3. 15.25 Sl 35.19; 69.4.
O Livro (OL)

O Livro Copyright © 2000 by Biblica, Inc.® Used by permission. All rights reserved worldwide.

  Back

1 of 1

You'll get this book and many others when you join Bible Gateway Plus. Learn more

Viewing of
Cross references
Footnotes