A A A A A
Bible Book List

Romanos 6O Livro (OL)

Mortos para o pecado, vivos em Cristo

Pois bem, continuaremos a pecar para que Deus nos vá mostrando sempre mais bondade e perdão? 2/3 De modo nenhum! Como continuaríamos a pecar se para com o pecado é como se estivéssemos mortos! Porque quando nos tornámos participantes da vida de Jesus Cristo, e fomos baptizados para sermos um com ele, através da sua morte foi anulado o poder da nossa natureza pecadora. A nossa natureza pecadora foi enterrada com Cristo, pelo baptismo, e quando Deus o Pai, com o seu divino poder, o trouxe de novo à vida, também nos foi concedida uma vida nova para desfrutar.

5/7 Porque foi como se tivéssemos morrido com ele; e agora partilhamos com ele da sua nova vida, na ressurreição. A nossa velha natureza foi pregada com ele na cruz; tudo aquilo que em nós servia de alimento ao pecado foi como que destruído, de forma que não mais fiquemos sujeitos ao domínio do pecado. Porque quando morremos para o pecado ficámos libertos do seu poder sobre nós.

8/9 Portanto, sendo que já morremos com Cristo, sabemos por consequência que partilhamos da sua vida. Cristo ressuscitou dos mortos e viverá eternamente. A morte não mais tem poder sobre ele. 10 Ele morreu, uma vez por todas, para acabar com o poder do pecado, e eis que vive agora numa comunhão contínua com Deus, seu Pai. 11 Por isso considerem a vossa velha natureza como que morta, sem reacção perante o pecado, e em contrapartida viva para Deus, por meio de Jesus Cristo nosso Senhor.

12 Portanto não deixem que o pecado tenha mais algum domínio sobre o vosso corpo corruptível; não lhe cedam aos desejos que sejam fruto do pecado. 13 Que nada do vosso corpo seja usado como instrumento do pecado, mas dêem­se a Deus como alguém que vive de novo saindo da morte, a fim de que o vosso ser se torne um instrumento para fazer o que é justo para a glória de Deus. 14 O pecado não terá mais domínio sobre vocês, porque já não estão sujeitos à lei que vos prende ao pecado. Em vez disso, foram libertados pela graça de Deus.

Escravos da justiça

15 Porque a graça de Deus nos libertou da lei, quer isso dizer que agora vamos continuar a pecar? Com certeza que não! 16/18 Não estão a ver que depende de vocês o escolher aquele que vos há­de dominar? Podem escolher o pecado, com a consequente morte; ou a obediência a Deus, com a respectiva aprovação. Graças a Deus porque, tendo sido escravos do pecado, agora obedeceram de todo o coração ao ensinamento que Deus vos entregou, e encontram­se livres do pecado, mas sujeitos a um novo domínio — o da justiça.

19 Eu falo assim desta maneira humana porque é fácil de entender. Repito que, assim como antes eram escravos de toda a sujidade e de toda a corrupção para pecarem, agora devem tornar­se escravos, sim, mas de tudo o que é justo e santo.

20/21 No tempo em que eram escravos do pecado, a obediência a Deus não era a vossa preocupação. E qual era o resultado disso, de que agora até têm vergonha? O fim dessas coisas conduz à perdição eterna. 22 Mas eis que agora, libertados do poder do pecado, são escravos de Deus, tendo como fruto a santidade e como objectivo último a vida eterna. 23 Porque o salário que o pecado paga é a morte, mas de Deus recebemos a dádiva gratuita da vida eterna, por meio de Jesus Cristo nosso Senhor.

O Livro (OL)

O Livro Copyright © 2000 by Biblica, Inc.® Used by permission. All rights reserved worldwide.

Romanos 6Almeida Revista e Corrigida 2009 (ARC)

A graça não nos deixa permanecer no pecado, antes nos livra do poder do pecado

Que diremos, pois? Permaneceremos no pecado, para que a graça seja mais abundante? De modo nenhum! Nós que estamos mortos para o pecado, como viveremos ainda nele? Ou não sabeis que todos quantos fomos batizados em Jesus Cristo fomos batizados na sua morte? De sorte que fomos sepultados com ele pelo batismo na morte; para que, como Cristo ressuscitou dos mortos pela glória do Pai, assim andemos nós também em novidade de vida. Porque, se fomos plantados juntamente com ele na semelhança da sua morte, também o seremos na da sua ressurreição; sabendo isto: que o nosso velho homem foi com ele crucificado, para que o corpo do pecado seja desfeito, a fim de que não sirvamos mais ao pecado. Porque aquele que está morto está justificado do pecado. Ora, se morremos com Cristo, cremos que também com ele viveremos; sabendo que, havendo Cristo ressuscitado dos mortos, já não morre; a morte não mais terá domínio sobre ele. 10 Pois, quanto a ter morrido, de uma vez morreu para o pecado; mas, quanto a viver, vive para Deus. 11 Assim também vós considerai-vos como mortos para o pecado, mas vivos para Deus, em Cristo Jesus, nosso Senhor.

12 Não reine, portanto, o pecado em vosso corpo mortal, para lhe obedecerdes em suas concupiscências; 13 nem tampouco apresenteis os vossos membros ao pecado por instrumentos de iniquidade; mas apresentai-vos a Deus, como vivos dentre mortos, e os vossos membros a Deus, como instrumentos de justiça. 14 Porque o pecado não terá domínio sobre vós, pois não estais debaixo da lei, mas debaixo da graça.

15 Pois quê? Pecaremos porque não estamos debaixo da lei, mas debaixo da graça? De modo nenhum! 16 Não sabeis vós que a quem vos apresentardes por servos para lhe obedecer, sois servos daquele a quem obedeceis, ou do pecado para a morte, ou da obediência para a justiça? 17 Mas graças a Deus que, tendo sido servos do pecado, obedecestes de coração à forma de doutrina a que fostes entregues. 18 E, libertados do pecado, fostes feitos servos da justiça. 19 Falo como homem, pela fraqueza da vossa carne; pois que, assim como apresentastes os vossos membros para servirem à imundícia e à maldade para a maldade, assim apresentai agora os vossos membros para servirem à justiça para a santificação.

20 Porque, quando éreis servos do pecado, estáveis livres da justiça. 21 E que fruto tínheis, então, das coisas de que agora vos envergonhais? Porque o fim delas é a morte. 22 Mas, agora, libertados do pecado e feitos servos de Deus, tendes o vosso fruto para santificação, e por fim a vida eterna. 23 Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus, nosso Senhor.

Almeida Revista e Corrigida 2009 (ARC)

Copyright 2009 Sociedade Bíblica do Brasil. Todos os direitos reservados / All rights reserved.

Viewing of
Cross references
Footnotes