A A A A A
Bible Book List

Êxodo 35:1-39:31 Nova Versão Internacional (NVI-PT)

A Lei do Sábado

35 Moisés reuniu toda a comunidade de Israel e lhes disse: “Estas são as coisas que o Senhor os mandou fazer: Em seis dias qualquer trabalho poderá ser feito, mas o sétimo dia lhes será santo, um sábado de descanso consagrado ao Senhor. Todo aquele que trabalhar nesse dia terá que ser morto. Nem sequer acendam fogo em nenhuma de suas casas no dia de sábado!”

O Material para o Tabernáculo

Disse Moisés a toda a comunidade de Israel: “Foi isto que o Senhor ordenou: ‘Separem dentre os seus bens uma oferta para o Senhor. Todo aquele que, de coração, estiver disposto, trará como oferta ao Senhor ouro, prata e bronze; fios de tecidos azul, roxo e vermelho; linho fino e pêlos de cabra; peles de carneiro tingidas de vermelho e couro[a]; madeira de acácia; óleo para a iluminação; especiarias para o óleo da unção e para o incenso aromático; pedras de ônix e outras pedras preciosas para serem encravadas no colete sacerdotal e no peitoral.

10 “Todos os que dentre vocês forem capazes virão fazer tudo quanto o Senhor ordenou: 11 o tabernáculo com sua tenda e sua cobertura, os ganchos, as armações, os travessões, as colunas e as bases; 12 a arca com suas varas, a tampa e o véu que a protege; 13 a mesa com suas varas e todos os seus utensílios, e os pães da Presença; 14 o candelabro com seus utensílios, as lâmpadas e o óleo para iluminação; 15 o altar do incenso com suas varas, o óleo da unção e o incenso aromático; a cortina divisória à entrada do tabernáculo; 16 o altar de holocaustos com sua grelha de bronze, suas varas e todos os seus utensílios; a bacia de bronze e sua base; 17 as cortinas externas do pátio com suas colunas e bases, e a cortina da entrada para o pátio; 18 as estacas do tabernáculo e do pátio e suas cordas; 19 as vestes litúrgicas para ministrar no Lugar Santo, tanto as vestes sagradas de Arão, o sacerdote, como as vestes de seus filhos, para quando servirem como sacerdotes’”.

20 Então toda a comunidade de Israel saiu da presença de Moisés, 21 e todos os que estavam dispostos, cujo coração os impeliu a isso, trouxeram uma oferta ao Senhor para a obra da Tenda do Encontro, para todos os seus serviços e para as vestes sagradas. 22 Todos os que se dispuseram, tanto homens como mulheres, trouxeram jóias de ouro de todos os tipos: broches, brincos, anéis e ornamentos; e apresentaram seus objetos de ouro como oferta ritualmente movida perante o Senhor. 23 Todos os que possuíam fios de tecidos azul, roxo e vermelho, ou linho fino, ou pêlos de cabra, peles de carneiro tingidas de vermelho, ou couro, trouxeram-nos. 24 Aqueles que apresentaram oferta de prata ou de bronze trouxeram-na como oferta ao Senhor, e todo aquele que possuía madeira de acácia para qualquer das partes da obra, também a trouxe. 25 Todas as mulheres capazes teceram com suas mãos e trouxeram o que haviam feito: tecidos azul, roxo e vermelho e linho fino. 26 Todas as mulheres que se dispuseram e que tinham habilidade teceram os pêlos de cabra. 27 Os líderes trouxeram pedras de ônix e outras pedras preciosas para serem encravadas no colete sacerdotal e no peitoral. 28 Trouxeram também especiarias e azeite de oliva para a iluminação, para o óleo da unção e para o incenso aromático. 29 Todos os israelitas que se dispuseram, tanto homens como mulheres, trouxeram ao Senhor ofertas voluntárias para toda a obra que o Senhor, por meio de Moisés, ordenou-lhes que fizessem.

Os Artesãos do Tabernáculo

30 Disse então Moisés aos israelitas: “O Senhor escolheu Bezalel, filho de Uri, neto de Hur, da tribo de Judá, 31 e o encheu do Espírito de Deus, dando-lhe destreza, habilidade e plena capacidade artística, 32 para desenhar e executar trabalhos em ouro, prata e bronze, 33 para talhar e lapidar pedras e entalhar madeira para todo tipo de obra artesanal. 34 E concedeu tanto a ele como a Aoliabe, filho de Aisamaque, da tribo de Dã, a habilidade de ensinar os outros. 35 A todos esses deu capacidade para realizar todo tipo de obra como artesãos, projetistas, bordadores de linho fino e de fios de tecidos azul, roxo e vermelho, e como tecelões. Eram capazes de projetar e executar qualquer trabalho artesanal.

36 “Assim Bezalel, Aoliabe e todos os homens capazes, a quem o Senhor concedeu destreza e habilidade para fazerem toda a obra de construção do santuário, realizarão a obra como o Senhor ordenou”.

Então Moisés chamou Bezalel e Aoliabe e todos os homens capazes a quem o Senhor dera habilidade e que estavam dispostos a vir realizar a obra. Receberam de Moisés todas as ofertas que os israelitas tinham trazido para a obra de construção do santuário. E o povo continuava a trazer voluntariamente ofertas, manhã após manhã. Por isso, todos os artesãos habilidosos que trabalhavam no santuário interromperam o trabalho e disseram a Moisés: “O povo está trazendo mais do que o suficiente para realizar a obra que o Senhor ordenou”.

Então Moisés ordenou que fosse feita esta proclamação em todo o acampamento: “Nenhum homem ou mulher deverá fazer mais nada para ser oferecido ao santuário”. Assim, o povo foi impedido de trazer mais, pois o que já haviam recebido era mais que suficiente para realizar toda a obra.

A Construção do Tabernáculo

Todos os homens capazes dentre os trabalhadores fizeram o tabernáculo com dez cortinas internas de linho fino trançado e de fios de tecidos azul, roxo e vermelho, com os querubins bordados sobre eles. Todas as cortinas internas tinham o mesmo tamanho: doze metros e sessenta centímetros de comprimento por um metro e oitenta centímetros de largura[b]. 10 Prenderam cinco cortinas internas, e fizeram o mesmo com as outras cinco. 11 Em seguida fizeram laçadas de tecido azul ao longo da borda da última cortina interna do primeiro conjunto de cortinas internas, fazendo o mesmo com o segundo conjunto. 12 Fizeram também cinqüenta laçadas na primeira cortina interna e cinqüenta laçadas na última cortina interna do segundo conjunto; as laçadas estavam opostas umas às outras. 13 Depois fizeram cinqüenta ganchos de ouro e com eles prenderam um conjunto de cortinas internas ao outro, para que o tabernáculo formasse um todo.

14 Com o total de onze cortinas internas de pêlos de cabra fizeram uma tenda para cobrir o tabernáculo. 15 As onze cortinas internas tinham a mesma medida: treze metros e meio de comprimento por um metro e oitenta centímetros de largura. 16 Prenderam cinco cortinas internas num conjunto e as outras seis noutro conjunto. 17 Depois fizeram cinqüenta laçadas em volta da borda da última cortina interna de um dos conjuntos e também na borda da última cortina interna do outro conjunto. 18 Fizeram também cinqüenta ganchos de bronze para unir a tenda, formando um todo. 19 Em seguida fizeram para a tenda uma cobertura de pele de carneiro tingida de vermelho, e por cima desta uma cobertura de couro.

20 Fizeram ainda armações verticais de madeira de acácia para o tabernáculo. 21 Cada armação tinha quatro metros e meio de comprimento por setenta centímetros de largura, 22 com dois encaixes paralelos um ao outro. E fizeram todas as armações do tabernáculo dessa madeira. 23 Fizeram também vinte armações para o lado sul do tabernáculo 24 e quarenta bases de prata para serem colocadas debaixo delas; duas bases para cada armação, uma debaixo de cada encaixe. 25 Para o outro lado, o lado norte do tabernáculo, fizeram vinte armações 26 e quarenta bases de prata, duas debaixo de cada armação. 27 Fizeram ainda seis armações na parte de trás do tabernáculo, isto é, para o lado ocidental, 28 e duas armações foram montadas nos cantos, na parte de trás do tabernáculo. 29 Nesses dois cantos as armações eram duplas, desde a parte inferior até a mais alta, colocadas numa só argola, ambas feitas do mesmo modo. 30 Havia, pois, oito armações e dezesseis bases de prata, duas debaixo de cada armação.

31 Também fizeram travessões de madeira de acácia: cinco para as armações de um lado do tabernáculo, 32 cinco para as do outro lado e cinco para as do lado ocidental, na parte de trás do tabernáculo. 33 Fizeram o travessão central de uma extremidade à outra, passando pelo meio das armações. 34 Revestiram de ouro as armações e fizeram argolas de ouro para sustentar os travessões, os quais também revestiram de ouro.

35 Fizeram o véu de linho fino trançado e de fios de tecidos azul, roxo e vermelho, e mandaram bordar nele querubins. 36 Fizeram-lhe quatro colunas de madeira de acácia e as revestiram de ouro. Fizeram-lhe ainda ganchos de ouro e fundiram as suas bases de prata. 37 Para a entrada da tenda fizeram uma cortina de linho fino trançado e de fios de tecidos azul, roxo e vermelho, obra de bordador, 38 e fizeram-lhe cinco colunas com ganchos. Revestiram de ouro as partes superior e lateral das colunas e fizeram de bronze as suas cinco bases.

A Arca da Aliança

37 Bezalel fez a arca com madeira de acácia, com um metro e dez centímetros de comprimento, setenta centímetros de largura e setenta centímetros de altura[c]. Revestiu-a de ouro puro, por dentro e por fora, e fez uma moldura de ouro ao seu redor. Fundiu quatro argolas de ouro para ela, prendendo-as a seus quatro pés, com duas argolas de um lado e duas do outro. Depois fez varas de madeira de acácia, revestiu-as de ouro e colocou-as nas argolas laterais da arca para que pudesse ser carregada.

Fez a tampa de ouro puro com um metro e dez centímetros de comprimento por setenta centímetros de largura. Fez também dois querubins de ouro batido nas extremidades da tampa. Fez ainda um querubim numa extremidade e o segundo na outra, formando uma só peça com a tampa. Os querubins tinham as asas estendidas para cima, cobrindo com elas a tampa. Estavam de frente um para o outro, com o rosto voltado para a tampa.

A Mesa e seus Utensílios

10 Fez a mesa com madeira de acácia com noventa centímetros de comprimento, quarenta e cinco centímetros de largura e setenta centímetros de altura. 11 Revestiu-a de ouro puro e fez uma moldura de ouro ao seu redor. 12 Fez também ao seu redor uma borda com a largura de quatro dedos e uma moldura de ouro para essa borda. 13 Fundiu quatro argolas de ouro para a mesa e prendeu-as nos quatro cantos, onde estavam os seus quatro pés. 14 As argolas foram presas próximas da borda, para que sustentassem as varas usadas para carregar a mesa. 15 Fez as varas para carregar a mesa de madeira de acácia, revestidas de ouro. 16 E de ouro puro fez os utensílios para a mesa: seus pratos e recipientes para incenso, as tigelas e as bacias nas quais se derramam as ofertas de bebidas[d].

O Candelabro de Ouro

17 Fez o candelabro de ouro puro e batido. O pedestal, a haste, as taças, as flores e os botões formavam com ele uma só peça. 18 Seis braços saíam do candelabro: três de um lado e três do outro. 19 Havia três taças com formato de flor de amêndoa, num dos braços, cada uma com botão e flor, e três taças com formato de flor de amêndoa no braço seguinte, cada uma com botão e flor. Assim era com os seis braços que saem do candelabro. 20 Na haste do candelabro havia quatro taças com formato de flor de amêndoa, cada uma com flor e botão. 21 Havia um botão debaixo de cada par dos seis braços que saíam do candelabro. 22 Os braços com seus botões formavam uma só peça com o candelabro, tudo feito de ouro puro e batido.

23 Fez de ouro puro suas sete lâmpadas, seus cortadores de pavio e seus apagadores. 24 Com trinta e cinco quilos[e] de ouro puro fez o candelabro com seus botões e todos esses utensílios.

O Altar do Incenso

25 Fez ainda o altar do incenso de madeira de acácia. Era quadrado, com quarenta e cinco centímetros de cada lado e noventa centímetros de altura; suas pontas formavam com ele uma só peça. 26 Revestiu de ouro puro a parte superior, todos os lados e as pontas, e fez uma moldura de ouro ao seu redor. 27 Fez também duas argolas de ouro de cada lado do altar, abaixo da moldura, para sustentar as varas utilizadas para carregá-lo, 28 e usou madeira de acácia para fazer as varas e revestiu-as de ouro.

29 Fez ainda o óleo sagrado para as unções e o incenso puro e aromático, obra de perfumista.

O Altar dos Holocaustos

38 Fez um altar de madeira de acácia para os holocaustos, com um metro e trinta e cinco centímetros[f] de altura; era quadrado, com dois metros e vinte e cinco centímetros de cada lado. E fez uma ponta em forma de chifre em cada um dos quatro cantos, formando uma só peça com o altar, o qual revestiu de bronze. De bronze fez todos os seus utensílios: os recipientes para recolher cinzas, as pás, as bacias de aspersão, os garfos para carne e os braseiros. Fez uma grelha de bronze para o altar em forma de rede, abaixo da sua beirada, a meia altura do altar. Fundiu quatro argolas de bronze para sustentar as varas nos quatro cantos da grelha de bronze. Fez as varas de madeira de acácia, revestiu-as de bronze e colocou-as nas argolas, nos dois lados do altar, para que o pudessem carregar. O altar era oco, feito de tábuas.

Fez a bacia de bronze e a sua base com os espelhos das mulheres que serviam à entrada da Tenda do Encontro.

O Pátio

Fez também o pátio. O lado sul tinha quarenta e cinco metros de comprimento e cortinas externas de linho fino trançado, 10 com vinte colunas e vinte bases de bronze, com ganchos e ligaduras de prata nas colunas. 11 O lado norte também tinha quarenta e cinco metros de comprimento, com vinte colunas e vinte bases de bronze. Os ganchos e as ligaduras das colunas eram de prata.

12 O lado ocidental, com suas cortinas externas, tinha vinte e dois metros e meio de largura, com dez colunas e dez bases, com ganchos e ligaduras de prata nas colunas. 13 O lado oriental, que dá para o nascente, também tinha vinte e dois metros e meio de largura. 14 Havia cortinas de seis metros e setenta e cinco centímetros de comprimento num dos lados da entrada, com três colunas e três bases, 15 e cortinas de seis metros e setenta e cinco centímetros de comprimento no outro lado da entrada do pátio, também com três colunas e três bases. 16 Todas as cortinas ao redor do pátio eram feitas de linho fino trançado. 17 As bases das colunas eram de bronze. Os ganchos e as ligaduras das colunas eram de prata, e o topo das colunas também eram revestidos de prata; de modo que todas as colunas do pátio tinham ligaduras de prata.

18 Na entrada do pátio havia uma cortina de linho fino trançado e de fios de tecidos azul, roxo e vermelho, obra de bordador. Tinha nove metros de comprimento e, à semelhança das cortinas do pátio, tinha dois metros e vinte e cinco centímetros de altura, 19 com quatro colunas e quatro bases de bronze. Seus ganchos e ligaduras eram de prata, e o topo das colunas também era revestido de prata. 20 Todas as estacas da tenda do tabernáculo e do pátio que o rodeava eram de bronze.

O Material para a Construção do Tabernáculo

21 Esta é a relação do material usado para o tabernáculo, o tabernáculo da aliança, registrada por ordem de Moisés pelos levitas, sob a direção de Itamar, filho de Arão, o sacerdote. 22 Bezalel, filho de Uri, neto de Hur, da tribo de Judá, fez tudo o que o Senhor tinha ordenado a Moisés. 23 Com ele estava Aoliabe, filho de Aisamaque, da tribo de Dã, artesão e projetista, e também bordador em linho fino e de fios de tecidos azul, roxo e vermelho. 24 O peso total do ouro recebido na oferta movida e utilizado para a obra do santuário foi de uma tonelada[g], com base no peso padrão do santuário.

25 O peso da prata recebida dos que foram contados no recenseamento da comunidade foi superior a três toneladas e meia[h], com base no peso padrão do santuário: 26 seis gramas[i] para cada um dos recenseados, isto é, para seiscentos e três mil, quinhentos e cinqüenta homens de vinte anos de idade para cima. 27 As três toneladas e meia de prata foram usadas para fundir as bases do santuário e do véu: cem bases feitas das três toneladas e meia, trinta e cinco quilos para cada base. 28 Vinte quilos e trezentos gramas foram usados para fazer os ganchos para as colunas, para revestir a parte superior das colunas e para fazer as suas ligaduras.

29 O peso do bronze da oferta movida foi de duas toneladas e meia[j]. 30 Ele o utilizou para fazer as bases da entrada da Tenda do Encontro, o altar de bronze, a sua grelha e todos os seus utensílios, 31 as bases do pátio ao redor e da sua entrada, e todas as estacas do tabernáculo e do pátio em derredor.

As Vestes Sacerdotais

39 Com fios de tecidos azul, roxo e vermelho fizeram as vestes litúrgicas para ministrar no Lugar Santo. Também fizeram as vestes sagradas de Arão, como o Senhor tinha ordenado a Moisés.

O Colete Sacerdotal

Fizeram o colete sacerdotal de linho fino trançado e de fios de ouro e de fios de tecidos azul, roxo e vermelho. E bateram o ouro em finas placas das quais cortaram fios de ouro para serem bordados no linho fino com os fios de tecidos azul, roxo e vermelho, trabalho artesanal. Fizeram as ombreiras para o colete sacerdotal, atadas às suas duas extremidades, para que pudessem ser amarradas. O cinturão e o colete por ele preso foram feitos da mesma peça. O cinturão também foi feito de linho fino trançado, de fios de ouro e de fios de tecidos azul, roxo e vermelho, como o Senhor tinha ordenado a Moisés.

Prenderam as pedras de ônix em filigranas de ouro e nelas gravaram os nomes dos filhos de Israel, como um lapidador grava um selo. Então as costuraram nas ombreiras do colete sacerdotal, como pedras memoriais para os filhos de Israel, como o Senhor tinha ordenado a Moisés.

O Peitoral

Fizeram o peitoral, trabalho artesanal, como o colete sacerdotal: de linho fino trançado, de fios de ouro e de fios de tecidos azul, roxo e vermelho. Era quadrado, com um palmo de comprimento e um palmo de largura, e dobrado em dois. 10 Em seguida fixaram nele quatro fileiras de pedras preciosas. Na primeira fileira havia um rubi, um topázio e um berilo; 11 na segunda, uma turquesa, uma safira e um diamante; 12 na terceira, um jacinto, uma ágata e uma ametista; 13 na quarta, um crisólito, um ônix e um jaspe,[k] todas fixadas em filigranas de ouro. 14 Havia doze pedras, uma para cada nome dos filhos de Israel, cada uma gravada como um lapidador grava um selo, com o nome de uma das doze tribos.

15 Para o peitoral fizeram correntes trançadas de ouro puro, como cordas. 16 De ouro fizeram duas filigranas e duas argolas, as quais prenderam às duas extremidades do peitoral. 17 Prenderam as duas correntes de ouro às duas argolas nas extremidades do peitoral, 18 e as outras extremidades das correntes, às duas filigranas, unindo-as às peças das ombreiras do colete sacerdotal, na parte da frente. 19 Fizeram outras duas argolas de ouro e as prenderam às duas extremidades do peitoral na borda interna, próxima ao colete sacerdotal. 20 Depois fizeram mais duas argolas de ouro e as prenderam na parte inferior das ombreiras, na frente do colete sacerdotal, próximas da costura, logo acima do cinturão do colete sacerdotal. 21 Amarraram as argolas do peitoral às argolas do colete com um cordão azul, ligando-o ao cinturão, para que o peitoral não se separasse do colete sacerdotal, como o Senhor tinha ordenado a Moisés.

Outras Vestes Sacerdotais

22 Fizeram o manto do colete sacerdotal inteiramente de fios de tecido azul, obra de tecelão, 23 com uma abertura no centro. Ao redor dessa abertura havia uma dobra tecida, como uma gola, para que não se rasgasse. 24 Fizeram romãs de linho fino trançado e de fios de tecidos azul, roxo e vermelho em volta da borda do manto. 25 Fizeram ainda pequenos sinos de ouro puro, atando-os em volta da borda, entre as romãs. 26 Os sinos e as romãs se alternavam por toda a borda do manto. Tudo feito para ser usado ao se ministrar, como o Senhor tinha ordenado a Moisés.

27 Para Arão e seus filhos fizeram de linho fino as túnicas, obra de tecelão, 28 o turbante, os gorros, e os calções, de linho fino trançado. 29 O cinturão também era de linho fino trançado e de fios de tecidos azul, roxo e vermelho, obra de bordador, como o Senhor tinha ordenado a Moisés.

30 Fizeram de ouro puro o diadema sagrado, e gravaram nele como se grava um selo: Consagrado ao Senhor. 31 Depois usaram um cordão azul para prendê-lo na parte de cima do turbante, como o Senhor tinha ordenado a Moisés.

Footnotes:

  1. 35.7 Possivelmente de animais marinhos; também em 35.23, 36.19 e 39.34.
  2. 36.9 Hebraico: 28 côvados de comprimento por 4 côvados de largura. O côvado era uma medida linear de cerca de 45 centímetros.
  3. 37.1 Hebraico: 2,5 côvados de comprimento e 1,5 côvados de largura e de altura. O côvado era uma medida linear de cerca de 45 centímetros.
  4. 37.16 Veja Nm 28.7.
  5. 37.24 Hebraico: 1 talento.
  6. 38.1 Hebraico: 3 côvados de altura. O côvado era uma medida linear de cerca de 45 centímetros.
  7. 38.24 Hebraico: 29 talentos e 730 siclos, segundo o siclo do santuário. O talento equivalia a 35 quilos e o siclo, a 12 gramas.
  8. 38.25 Hebraico: 100 talentos e 1.775 siclos, segundo o siclo do santuário.
  9. 38.26 Hebraico: 1 beca por cabeça, ou seja, 1/2 siclo, segundo o siclo do santuário.
  10. 38.29 Hebraico: 70 talentos e 2.400 siclos.
  11. 39.13 A identificação precisa de algumas destas pedras não é conhecida.
Nova Versão Internacional (NVI-PT)

Biblia Sagrada, Nova Versão Internacional®, NVI® Copyright © 1993, 2000 by Biblica, Inc.® Used by permission. All rights reserved worldwide.

Êxodo 4:23 Nova Versão Internacional (NVI-PT)

23 e eu já lhe disse que deixe o meu filho ir para prestar-me culto. Mas você não quis deixá-lo ir; por isso matarei o seu primeiro filho!”

Nova Versão Internacional (NVI-PT)

Biblia Sagrada, Nova Versão Internacional®, NVI® Copyright © 1993, 2000 by Biblica, Inc.® Used by permission. All rights reserved worldwide.

Êxodo 10:3 Nova Versão Internacional (NVI-PT)

Dirigiram-se, pois, Moisés e Arão ao faraó e lhe disseram: “Assim diz o Senhor, o Deus dos hebreus: ‘Até quando você se recusará a humilhar-se perante mim? Deixe ir o meu povo, para que me preste culto.

Nova Versão Internacional (NVI-PT)

Biblia Sagrada, Nova Versão Internacional®, NVI® Copyright © 1993, 2000 by Biblica, Inc.® Used by permission. All rights reserved worldwide.

Êxodo 10:7 Nova Versão Internacional (NVI-PT)

Os conselheiros do faraó lhe disseram: “Até quando este homem será uma ameaça para nós? Deixa os homens irem prestar culto ao Senhor, o Deus deles. Não percebes que o Egito está arruinado?”

Nova Versão Internacional (NVI-PT)

Biblia Sagrada, Nova Versão Internacional®, NVI® Copyright © 1993, 2000 by Biblica, Inc.® Used by permission. All rights reserved worldwide.

Êxodo 12:31 Nova Versão Internacional (NVI-PT)

O Êxodo

31 Naquela mesma noite o faraó mandou chamar Moisés e Arão e lhes disse: “Saiam imediatamente do meio do meu povo, vocês e os israelitas! Vão prestar culto ao Senhor, como vocês pediram.

Nova Versão Internacional (NVI-PT)

Biblia Sagrada, Nova Versão Internacional®, NVI® Copyright © 1993, 2000 by Biblica, Inc.® Used by permission. All rights reserved worldwide.

Êxodo 25:8 Nova Versão Internacional (NVI-PT)

“E farão um santuário para mim, e eu habitarei no meio deles.

Nova Versão Internacional (NVI-PT)

Biblia Sagrada, Nova Versão Internacional®, NVI® Copyright © 1993, 2000 by Biblica, Inc.® Used by permission. All rights reserved worldwide.

Êxodo 39:32-40:33 Nova Versão Internacional (NVI-PT)

A Condução do Trabalho

32 Assim foi encerrada toda a obra do tabernáculo, a Tenda do Encontro. Os israelitas fizeram tudo conforme o Senhor tinha ordenado a Moisés. 33 Então trouxeram o tabernáculo a Moisés; a tenda e todos os seus utensílios, os ganchos, as molduras, os travessões, as colunas e as bases, 34 a cobertura de pele de carneiro tingida de vermelho, a cobertura de couro e o véu protetor, 35 a arca da aliança com as suas varas e a tampa, 36 a mesa com todos os seus utensílios e os pães da Presença, 37 o candelabro de ouro puro com a sua fileira de lâmpadas e todos os seus utensílios e o óleo para iluminação, 38 o altar de ouro, o óleo da unção, o incenso aromático e a cortina de entrada para a tenda, 39 o altar de bronze com a sua grelha, as suas varas e todos os seus utensílios, a bacia e a sua base, 40 as cortinas externas do pátio com as suas colunas e bases e a cortina para a entrada do pátio, as cordas e estacas da tenda do pátio, todos os utensílios para o tabernáculo, a Tenda do Encontro, 41 e as vestes litúrgicas para ministrar no Lugar Santo, tanto as vestes sagradas para Arão, o sacerdote, como as vestes de seus filhos, para quando servissem como sacerdotes.

42 Os israelitas fizeram todo o trabalho conforme o Senhor tinha ordenado a Moisés. 43 Moisés inspecionou a obra e viu que tinham feito tudo como o Senhor tinha ordenado. Então Moisés os abençoou.

O Tabernáculo é Armado

40 Disse o Senhor a Moisés: “Arme o tabernáculo, a Tenda do Encontro, no primeiro dia do primeiro mês. Coloque nele a arca da aliança e proteja-a com o véu. Traga a mesa e arrume sobre ela tudo o que lhe pertence. Depois traga o candelabro e coloque as suas lâmpadas. Ponha o altar de ouro para o incenso diante da arca da aliança e coloque a cortina à entrada do tabernáculo.

“Coloque o altar dos holocaustos em frente da entrada do tabernáculo, da Tenda do Encontro; ponha a bacia entre a Tenda do Encontro e o altar, e encha-a de água. Arme ao seu redor o pátio e coloque a cortina na entrada do pátio.

“Unja com o óleo da unção o tabernáculo e tudo o que nele há; consagre-o, e com ele tudo o que lhe pertence, e ele será sagrado. 10 Depois unja o altar dos holocaustos e todos os seus utensílios; consagre o altar, e ele será santíssimo. 11 Unja também a bacia com a sua base e consagre-a.

12 “Traga Arão e seus filhos à entrada da Tenda do Encontro e mande-os lavar-se. 13 Vista depois Arão com as vestes sagradas, unja-o e consagre-o para que me sirva como sacerdote. 14 Traga os filhos dele e vista-os com túnicas. 15 Unja-os como você ungiu o pai deles, para que me sirvam como sacerdotes. A unção deles será para um sacerdócio perpétuo, geração após geração”. 16 Moisés fez tudo conforme o Senhor lhe havia ordenado.

17 Assim, o tabernáculo foi armado no primeiro dia do primeiro mês do segundo ano. 18 Moisés armou o tabernáculo, colocou as bases em seus lugares, armou as molduras, colocou as vigas e levantou as colunas. 19 Depois estendeu a tenda sobre o tabernáculo e colocou a cobertura sobre ela, como o Senhor tinha ordenado.

20 Colocou também as tábuas da aliança na arca, fixou nela as varas, e pôs sobre ela a tampa. 21 Em seguida trouxe a arca para dentro do tabernáculo e pendurou o véu protetor, cobrindo a arca da aliança, como o Senhor tinha ordenado.

22 Moisés colocou a mesa na Tenda do Encontro, no lado norte do tabernáculo, do lado de fora do véu, 23 e sobre ela colocou os pães da Presença, diante do Senhor, como o Senhor tinha ordenado.

24 Pôs o candelabro na Tenda do Encontro, em frente da mesa, no lado sul do tabernáculo, 25 e colocou as lâmpadas diante do Senhor, como o Senhor tinha ordenado.

26 Moisés também pôs o altar de ouro na Tenda do Encontro, diante do véu, 27 e nele queimou incenso aromático, como o Senhor tinha ordenado. 28 Pôs também a cortina à entrada do tabernáculo.

29 Montou o altar de holocaustos à entrada do tabernáculo, a Tenda do Encontro, e sobre ele ofereceu holocaustos e ofertas de cereal, como o Senhor tinha ordenado.

30 Colocou a bacia entre a Tenda do Encontro e o altar, e encheu-a de água; 31 Moisés, Arão e os filhos deste usavam-na para lavar as mãos e os pés. 32 Sempre que entravam na Tenda do Encontro e se aproximavam do altar, eles se lavavam, como o Senhor tinha ordenado a Moisés.

33 Finalmente, Moisés armou o pátio ao redor do tabernáculo e colocou a cortina à entrada do pátio. Assim, Moisés terminou a obra.

Nova Versão Internacional (NVI-PT)

Biblia Sagrada, Nova Versão Internacional®, NVI® Copyright © 1993, 2000 by Biblica, Inc.® Used by permission. All rights reserved worldwide.

Êxodo 12:1-20 Nova Versão Internacional (NVI-PT)

A Páscoa

12 O Senhor disse a Moisés e a Arão, no Egito: “Este deverá ser o primeiro mês do ano para vocês. Digam a toda a comunidade de Israel que no décimo dia deste mês todo homem deverá separar um cordeiro ou um cabrito, para a sua família, um para cada casa. Se uma família for pequena demais para um animal inteiro, deve dividi-lo com seu vizinho mais próximo, conforme o número de pessoas e conforme o que cada um puder comer. O animal escolhido será macho de um ano, sem defeito, e pode ser cordeiro ou cabrito. Guardem-no até o décimo quarto dia do mês, quando toda a comunidade de Israel irá sacrificá-lo, ao pôr-do-sol. Passem, então, um pouco do sangue nas laterais e nas vigas superiores das portas das casas nas quais vocês comerão o animal. Naquela mesma noite comerão a carne assada no fogo, com ervas amargas e pão sem fermento. Não comam a carne crua, nem cozida em água, mas assada no fogo: cabeça, pernas e vísceras. 10 Não deixem sobrar nada até pela manhã; caso isso aconteça, queimem o que restar. 11 Ao comerem, estejam prontos para sair: cinto no lugar, sandálias nos pés e cajado na mão. Comam apressadamente. Esta é a Páscoa do Senhor.

12 “Naquela mesma noite passarei pelo Egito e matarei todos os primogênitos, tanto dos homens como dos animais, e executarei juízo sobre todos os deuses do Egito. Eu sou o Senhor! 13 O sangue será um sinal para indicar as casas em que vocês estiverem; quando eu vir o sangue, passarei adiante. A praga de destruição não os atingirá quando eu ferir o Egito.

14 “Este dia será um memorial que vocês e todos os seus descendentes celebrarão como festa ao Senhor. Celebrem-no como decreto perpétuo. 15 Durante sete dias comam pão sem fermento. No primeiro dia tirem de casa o fermento, porque quem comer qualquer coisa fermentada, do primeiro ao sétimo dia, será eliminado de Israel. 16 Convoquem uma reunião santa no primeiro dia e outra no sétimo. Não façam nenhum trabalho nesses dias, exceto o da preparação da comida para todos. É só o que poderão fazer.

17 “Celebrem a festa dos pães sem fermento, porque foi nesse mesmo dia que eu tirei os exércitos de vocês do Egito. Celebrem esse dia como decreto perpétuo por todas as suas gerações. 18 No primeiro mês comam pão sem fermento, desde o entardecer do décimo quarto dia até o entardecer do vigésimo primeiro. 19 Durante sete dias vocês não deverão ter fermento em casa. Quem comer qualquer coisa fermentada será eliminado da comunidade de Israel, seja estrangeiro, seja natural da terra. 20 Não comam nada fermentado. Onde quer que morarem, comam apenas pão sem fermento”.

Nova Versão Internacional (NVI-PT)

Biblia Sagrada, Nova Versão Internacional®, NVI® Copyright © 1993, 2000 by Biblica, Inc.® Used by permission. All rights reserved worldwide.

Êxodo 25:22 Nova Versão Internacional (NVI-PT)

22 Ali, sobre a tampa, no meio dos dois querubins que se encontram sobre a arca da aliança[a], eu me encontrarei com você e lhe darei todos os meus mandamentos destinados aos israelitas.

Footnotes:

  1. 25.22 Hebraico: do Testemunho. Isto é, das tábuas da aliança; também em 26.33 e 34.
Nova Versão Internacional (NVI-PT)

Biblia Sagrada, Nova Versão Internacional®, NVI® Copyright © 1993, 2000 by Biblica, Inc.® Used by permission. All rights reserved worldwide.

Levítico 16:14-16 Nova Versão Internacional (NVI-PT)

14 Pegará um pouco do sangue do novilho e com o dedo o aspergirá sobre a parte da frente da tampa; depois, com o dedo aspergirá o sangue sete vezes, diante da tampa.

15 “Então sacrificará o bode da oferta pelo pecado, em favor do povo, e trará o sangue para trás do véu; fará com o sangue o que fez com o sangue do novilho; ele o aspergirá sobre a tampa e na frente dela. 16 Assim fará propiciação pelo Lugar Santíssimo por causa das impurezas e das rebeliões dos israelitas, quaisquer que tenham sido os seus pecados. Fará o mesmo em favor da Tenda do Encontro, que está entre eles no meio das suas impurezas.

Nova Versão Internacional (NVI-PT)

Biblia Sagrada, Nova Versão Internacional®, NVI® Copyright © 1993, 2000 by Biblica, Inc.® Used by permission. All rights reserved worldwide.

  Back

1 of 1

You'll get this book and many others when you join Bible Gateway Plus. Learn more

Viewing of
Cross references
Footnotes