A A A A A
Bible Book List

1 Reis 9O Livro (OL)

Deus fala de novo a Salomão

Quando Salomão terminou a construção do templo, do palácio e dos outros edifícios conforme sempre fora a sua vontade, 2/5 o Senhor apareceu-lhe uma segunda vez (a primeira tinha sido em Gibeão), e disse-lhe: “Ouvi a tua oração. Santifiquei este templo que construiste, e pus nele o meu nome, para sempre. Vigiarei sobre ele e o meu coração ali estará constantemente. Se andares perante mim como o teu pai David, com toda a sinceridade e rectidão, obedecendo aos meus mandamentos, farei com que os teus descendentes sejam reis de Israel para sempre, tal como prometi a David quando lhe disse: ‘Um dos teus filhos estará sempre sobre o trono de Israel.’”

6/9 “Contudo, se tu ou os teus filhos me voltarem as costas e se puserem a adorar outros deuses e a desobedecer-me, então levarei o povo de Israel da sua terra, da terra que lhes dei. Tirá-los-ei deste templo, que santifiquei por causa do meu nome e afastá-los-ei da minha vista. Israel tornar-se-á num alvo da troça para as nações, num provérbio que corre de boca em boca como aviso para todos os povos. Este templo ficará num montão de ruínas, e qualquer pessoa que por aqui passar ficará espantada e abanará a cabeça dizendo: ‘Porque é que o Senhor fez tais coisas a esta terra e a este templo?’E a resposta será: ‘O povo de Israel abandonou o Senhor seu Deus que os tirou da terra do Egipto; e agora adoram outros deuses. Foi por essa razão que o Senhor trouxe sobre eles este grande mal.’”

Outros feitos de Salomão

10/12 Ao fim de vinte anos — que foi o tempo que Salomão levou a construir o templo e o palácio — o soberano deu vinte cidades da terra da Galileia ao rei Hirão de Tiro em pagamento de toda a madeira de cedro e de faia e de todo o ouro que este último lhe tinha fornecido para as referidas construções. Hirão deslocou-se desde Tiro para visitar as cidades e não ficou nada contente com elas. 13/14 “Que negócio é este, meu irmão?”, perguntou ele. “Estas povoações não passam de montes de areia seca!” (Por isso ainda hoje são chamadas por o Deserto.) É que Hirão tinha mandado Salomão quatro toneladas de ouro!

15 Salomão tinha imposto o trabalho obrigatório para construir o templo, o seu palácio, o forte de Milo, a muralha de Jerusalém, e as cidades de Hazor, de Megido e de Gezer. 16/19 Esta última, a cidade de Gezer, tinha sido conquistada e incendiada pelo rei do Egipto, que matou toda a sua população israelita; mais tarde deu-a em dote a sua filha, a qual se tornou numa das mulheres de Salomão. Assim o monarca reconstruiu Gezer, ao mesmo tempo que outras povoações, tais como Bete-Horom de Baixo, Baalate e Tamar, a cidade do deserto. Construiu igualmente povoações para o armazenamento de cereias, outras para arrumação dos carros de combate, para servirem de estrebarias e alojamento dos cavaleiros e ainda de arrecadação de munições, perto de Jerusalém, nas montanhas do Líbano e um pouco por toda a terra.

20/23 O povo recrutado para os trabalhos obrigatórios foi o que sobreviveu dos países conquistados — dos amorreus, dos heteus, dos perizeus, dos heveus e dos jebuseus. Porque o povo de Israel não tinha sido capaz de os expulsar completamente quando da conquista da terra de Israel, e por isso se mantêm ainda hoje como escravos. Salomão não recrutou nenhum israelita para esta obra; estes eram chamados antes como artífices, soldados, oficiais do exército, comandantes de companhias de carros de combate e de cavalaria. Além disso havia quinhentos e cinquenta homens de Israel com a função de fiscais dos trabalhos.

24 O monarca fez a filha de Faraó mudar os seus aposentos da cidade de David — o sector antigo de Jerusalém — para os novos apartamentos que construiu para ela no palácio. Depois fez construir o forte de Milo.

25 Após a conclusão do templo, Salomão oferecia holocaustos e sacrifícios de paz três vezes ao ano no altar que construíra. Também queimava incenso sobre ele.

26 O soberano tinha também um estaleiro naval em Eziom-Gezer, perto de Elote no Mar Vermelho na terra de Edom, onde fez construir uma armada de navios. 27/28 O rei Hirão forneceu marinheiros experimentados para acompanharem as tripulações de Salomão. Estas faziam viagens a Ofir, trazendo catorze toneladas e meia de ouro para o rei Salomão.

O Livro (OL)

O Livro Copyright © 2000 by Biblica, Inc.® Used by permission. All rights reserved worldwide.

  Back

1 of 1

You'll get this book and many others when you join Bible Gateway Plus. Learn more

Viewing of
Cross references
Footnotes